O Ministério Público investiga um suposto desvio e superfaturamento de dinheiro público, através da compra de peças de veículos e máquinas da Secretaria Municipal de Transportes e Obras, na Prefeitura de Três Pontas. A denúncia foi apresentada pelo vereador Roberto Donizetti Cardoso (Progressista).

Na manhã desta quarta-feira (10), foram iniciadas pela Promotoria as oitivas com vários servidores municipais e em seguida os promotores estiveram no Almoxarifado Municipal, onde fotografaram o maquinário que estariam sendo utilizados para encobrir o suposto desvio de dinheiro.

Em um ofício endereçado ao prefeito Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD), a promotora de Justiça Dr. Ana Gabriela Brito Melo Rocha, comunicou a instauração de um procedimento preparatório, para apurar as possíveis irregularidades provocadas por servidores públicos e particulares.

A Promotoria fez uma lista a fim de buscar documentos e informações de máquinas como motoniveladora, retroescavadeira, pá carregadeira, esteira e veículos como caminhões e automóveis. O MP quer a relação de abastecimentos realizados, abrangendo todo o procedimento desde o pedido no posto até a ordem de pagamento com menção do responsável por cada ato; além da relação das peças adquiridas com a comprovação de todo o procedimento, o pedido feito na oficina, a liberação de compra, o pagamento e efetivo recebimento. Os dados solicitados se referem aos anos de 2017 e 2018 e a Prefeitura deve enviar separadamente as máquinas, automóveis, mês e ano.

O Ministério Público informou que por enquanto não vai se manifestar sobre as investigações que se iniciaram agora.

Prefeitura abre sindicância interna

A Prefeitura divulgou uma nota sobre o caso, por meio da sua Assessoria de Imprensa e afirma que as denúncias foram apresentadas por um vereador de oposição e que está colaborando com as investigações. “A questão envolvendo o Almoxarifado diz respeito a procedimento preparatório instaurado pelo Ministério Público para apurar denúncias formuladas por um Vereador de oposição. Prontamente o Município procurou prestar todos os esclarecimentos necessários ao Ministério Público, inclusive franqueando acesso aos seus servidores às dependências da Secretaria Municipal de Transportes e Obras e de todo Almoxarifado Municipal. É interesse da própria Administração Pública Municipal, colaborar com a apuração do caso, tanto que o prefeito Dr. Luiz Roberto Dias já determinou a instauração de sindicância para apuração interna dos fatos”, diz a nota.

COMPARTILHAR

Comentários