*Prefeituras irão ajudar na divulgação. Maior pedido é que hospitais e Centros de Saúde das cidades vizinhas absorvam pacientes, se sistema em Três Pontas não der conta da demanda

Partiu da direção da Associação dos Municípios da Microrregião do Baixo Sapucaí (AMBASP), a iniciativa em dar as mãos a Três Pontas para a ajudar na cerimônia de beatificação do Venerável Padre Victor, marcada para o próximo dia 14 de novembro, no Aeródromo Municipal Leda Mello.

Um encontro com autoridades da região foi realizado na Sala de Reuniões da Prefeitura na tarde desta terça-feira (03), onde eles debateram as idéias e expuseram o que pensam sobre o ato de beatificação e suas consequências para o dia do evento. A intenção é que os próprios prefeitos sejam mensageiros de informações importantes em seus municípios. Por isto, eles levaram para “casa” folhetos com dicas, esclarecimentos e recomendações para a missa festiva e solene.

04

O prefeito anfitrião Paulo Luis Rabello (PPS), deu as boas vindas aos colegas gestores e agradeceu de pronto o amparo oferecido. Iniciou convidando a todos e desmentindo boatos de que a recomendação não é vir para a beatificação. Contou rapidamente o andamento da montagem da estrutura e logística para o evento que vai marcar a história da Terra do Beato Eleito e da região sulmineira. Apesar do Governo do Estado ter assumido muitas responsabilidades e agora estar mudando de ideia por questões de ordem financeira, Paulo Luis acredita que as coisas estão caminhando bem. A maior preocupação e talvez o motivo principal da conversa, foi o suporte de atendimento médico/hospitalar para atender a multidão, calculada em mais de 100 mil pessoas que devem passar pela Cidade. Movidos pela fé e devoção, independente do tempo – se irá estar de sol ou de chuva, os devotos virão, é o pensamento da organização.

O presidente da AMBASP, prefeito de Campo do Meio, Robson Machado de Sá colocou a entidade a disposição e disse que reuniu os filiados para dar as mãos, acudir desde já no que for preciso. Uma forma de contribuir para este marco histórico, importante para Três Pontas e que vai mexer com dos moradores do sul de Minas.

Entre os reunidos, o secretário municipal de Saúde Hermógenes Vanelli 02(foto) explicou que a demanda dos serviços é para o efetivo que a Saúde vai disponibilizar. Ele acima de tudo, precisa estar pronto e aposto para qualquer eventualidade, ou seja – para atender casos mais simples, como um mal estar, mas também acidentes de trânsito que podem ocorrer. A preocupação é se houver colapso, e o Pronto Atendimento Municipal e Hospital São Francisco de Assis de Três Pontas não suportarem a demanda. O auxílio dos municípios que integram a AMBASP está justamente ai, para que os hospitais da região absorvam e recebam os pacientes. A sala anexa ao Hospital onde foram atendidos os casos da epidemia de Dengue, já vai ser usada, mas com a quantidade de gente esperada, os parceiros certamente serão fundamentais para prestar um atendimento digno, rápido e eficaz.

Em Baependi, em maio de 2013, na solenidade que beatificou Nhá Chica, segundo dados informados, 62 pessoas precisaram de atendimento, depois de passarem mal e desmaiarem.

O Estado já disponibilizou 5 UTI’s móveis e 30 ambulâncias. Pode parecer muito, mas a intenção é ter profissionais e veículos disponíveis para qualquer emergência em qualquer lugar, inclusive no dia após a cerimônia. No domingo acontece a primeira procissão com a imagem de Padre Victor e a expectativa é de que 25 a 30 mil pessoas rezem pelo mais novo Beato da Igreja Católica. A procissão luminosa sairá do Carmelo São José em direção a Matriz Nossa Senhora D’Ajuda, as 18:30.

Conversa bastante informal tratou de detalhes do apoio dos municípios para a cerimônia de beatificação
Conversa bastante informal tratou de detalhes do apoio dos municípios para a cerimônia de beatificação

Alguns dos prefeitos insistiram que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), precisa ser e assumir a linha de frente no evento, tanto na questão do atendimento, quanto na remoção. A promessa feita ao prefeito Paulo Luis é de que duas ambulâncias estarão, além das disponibilizadas pelo Governo de Minas por conta do público. Mas eles querem mais. Paulo Luis também solicitou ao prefeito de Monte Sião que é presidente do CISSUL/SAMU, João Paulo Ribeiro, prioridade no atendimento. Os prefeitos e assessores fizeram um ofício para que isto seja reforçado, sendo uma solicitação dos filiados da entidade. Eles também querer ver a viabilidade de que a Central de Regulação de Varginha, com o despacho das Unidades de Suporte Básico e Avançado seja feito por Três Pontas.

O prefeito de Santana da Vargem Vitor Donizetti Siqueira (PT), voluntariamente já tomou providências. Ele montará um Posto de Atendimento na MG 167, onde funcionava a balança de pesagem de caminhões do DER. A estrutura irá fornecer atendimento feito por um enfermeiro e um técnico de enfermagem. Quem passar por lá, terá água, café e pão, fornecidos gratuitamente para aqueles que escolherem vir a pé ou precisar parar no caminho. Além disso, a Prefeitura irá reforçar o atendimento no seu Pronto Socorro, com dois médicos.

O vice prefeito de Varginha Verdi Lúcio Melo também estuda montar um Posto de Atendimento na divisa de Varginha com Três Pontas, na MG 167, para aqueles que necessitarem de amparo.

A Associação Padre Victor não irá montar os tradicionais pontos de apoio como acontece na Festa do Aniversário de Morte em setembro. Os municípios que puderem fazer isto, será fundamental, explicou padre Ednaldo Barbosa, coordenador da Comissão de Beatificação.

A questão da segurança parece estar pronta e com as questões resolvidas, entre Corpo de Bombeiros e Polícias Militar do 24º Batalhão de Policia Militar e da Rodoviária Estadual. O efetivo será de 364 profissionais, entre as duas corporações, que vão estar no Município e nas rodovias, incluindo apoio do Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER), informou a secretária de Cultura, Lazer e Turismo Débora Andrade.

Sobre as estradas vicinais que motoristas de ônibus e veículos de passeio precisarão pegar para chegar, a Secretaria Municipal de Transportes e Obras já está com todo o seu efetivo na preservação destes trechos, apesar do prefeito Paulo Luis dizer que todas elas estão em perfeitas condições de tráfego. Mesmo assim, a atenção do Departamento é exclusivo a estas estradas. No dia da beatificação, as máquinas e caminhões ficarão disponíveis para qualquer eventualidade e se for preciso dar algum socorro.

Nos próximos dias, o prefeito irá pessoalmente verificar se há condições de fazer a passagem que liga Três Pontas a Paraguaçu, pelo Lago de Furnas que está com um volume baixo de água, abrindo mais um caminho para quem preferir ‘vir por terra’.

Participaram prefeitos, vices, secretários, assessores e lideranças políticas e religiosas de Campo do Meio, Campanha, Varginha, Santana da Vargem, Monsenhor Paulo, Paraguaçu e Ilicinea.

COMPARTILHAR

Comentários