[php snippet=2]

 

A atitude de doar sangue é a esperança de muitos pacientes que precisam de sangue para continuar vivendo. É preciso apenas que pessoas saudáveis doem regularmente. A dona de casa Maria José Machado de 56 anos sabe bem disso por isto faz questão de sempre praticar este ato que a deixa feliz em ajudar a salvar vidas. Foram várias vezes que o auxiliar administrativo Ederson Vitor Oliveira  (31), (foto) doa e não deixou passar em branco quando a oportunidade veio para Três Pontas, já que todas as outras vezes foi preciso ir a Varginha. Moradores de Santana da Vargem que ficaram sabendo conseguiram agendar para fazer a doação.

O Hemominas de Poços de Caldas sempre realiza o mutirão, chamado de coleta externa. Na Policlínica de Três Pontas atendeu a 90 doadores cadastrados previamente durante a manhã do último sábado (29). Ao todo foram 21 profissionais. Na coleta é retirado aproximadamente 450 ml de sangue. Esse volume não causa prejuízo nenhum à saúde do doador. Por isto, antes de entrar na sala de coleta e depois do procedimento é servido um lanche com alimentos naturais, inclusive com frutas.

A captadora Maria Lauricéia Esteves Cardoso (foto) explica que o trabalho da unidadeDSC00365-001 de deslocar seus profissionais é feito em várias cidades da região. Municípios tem contrato com o Hemominas para receberem em seus respectivos hospitais os sangues coletados. É o caso de Três Pontas. A Secretaria Municipal de Saúde e o Hospital São Francisco de Assis, mantém convênio com o centro regional.

A iniciativa de tirar a equipe de sua sede, aproxima a comunidade deste ato e mobiliza cidadãos. Os sangues coletados vão para Poços de Caldas onde é feita toda a sorologia do sangue. Ou seja, é feito os testes para detectar doenças transmitidas pelo sangue antes dele ser utilizado pelos hospitais. “Só quando houver o resultado da sorologia negativa é que ele é disponibilizado para os hospitais. Porém, o material devidamente armazenado fica na unidade e a medida que vai surgindo a demanda, eles vão sendo solicitados”, detalha Maria Cardoso. Há um empenho enorme para não faltar sangue à ninguém, por isto é preciso conscientizar doadores que façam esta boa ação com freqüência. Principalmente os do tipo negativo, que são os mais raros.

A Prefeitura de Três Pontas tem outra parceria com o Hemominas, disponibilizando uma van que uma vez por semana, toda sexta-feira leva doadores até Poços de Caldas. Lá também é feito o cadastro para doadores de medula óssea.

DSC00359

PARA DOAR

Para doar é preciso gozar de boa saúde, não pode estar resfriada, sem vômitos e diarréia. Pesar mais de 50 quilos. Ter entre 16 e 69 anos de idade. É importante lembrar que menores de 18 anos precisam de autorização dos pais registrada em cartório. Não poder tido hepatite após os 11 anos de idade.

Quem quiser doar, deve procurar a Secretaria de Saúde ou o Hospital para ter mais informações e agendar a viagem até Poços de Caldas. Basta ligar para 3265-9749 ou 3265-9700.

Para doar é necessário:

                Estar em boas condições de saúde.
               Ter entre 18 e 65 anos.
               Pesar acima de 50 quilos
               Vir alimentado, evitar alimentação pesada.
               Ter dormido 6hs nas últimas 24hs.
               Trazer documento de identidade com foto (RG, CNH e CPF).

Ajude a salvar vidas!!!

Não pode doar quem:

               Teve Hepatite B ou C.
               Teve doença de chagas.
               Tem malária, sífilis.
               Tem múltiplos parceiros sexuais e não faz uso de preservativos.
               É usuário de drogas injetáveis.

 

COMPARTILHAR

Comentários