VEREADORES aprovam leilão de terreno para a Secretaria de Indústria e Comércio

0

*Depois de bate boca, suplementação para pagamento da folha no valor de R$1,5 milhão também foi aprovada

Os vereadores aprovaram na sessão ordinária desta segunda-feira (25), o projeto que autoriza a Prefeitura a leiloar um terreno que fica na zona urbana do Município de Três Pontas. A aprovação desta lei era muito aguardada pelo Poder Executivo e gerou muitos debates nos bastidores.

A área a ser leiloada é de 11.257,90 metros quadrados que fica entre a Rua Barão da Esperança e a Avenida José Lagoa, ao lado do Loteamento Major Brás. O local está avaliado em R$1.634.924,50, valor do lance inicial. O objetivo do Poder Executivo era aplicar o dinheiro arrecadado na infra estrutura de um Distrito Industrial na região dos Quatis e reservar parte dos recursos para as contrapartidas de convênios que o Município possa fazer. A proposta que está no projeto número 101 datado de 15 de agosto deste ano, foi apresentada em julho em uma Audiência Pública na Câmara Municipal. É justamente ai que a oposição quis mexer. Duas emendas foram feitas, uma modificativa e uma supressiva, que segundo o vereador Érik dos Reis Roberto (PSDB) dá mais garantias ao Município e transparência. Eles retiraram que o dinheiro poderia ser reservado para oferecer contrapartida em convênios assinados mudaram o responsável pelas despesas, que passa a ser de quem adquirir a área no leilão.

Érik justificou a demora com o projeto nas Comissões. O líder da oposição na Câmara, requisitou ao Poder Executivo, todos os custos que a Prefeitura terá e que certamente estão nos projetos que foram confeccionados. Porém, os vereadores não obtiveram resposta e ficaram sem saber se o dinheiro será suficiente. Neste período, em entrevistas o prefeito Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD), teria concedido entrevistas e postado em redes sociais se fazendo de vítima. “Colocaram como se a Câmara de Vereadores fosse irresponsável e fizeram ameaças, inclusive de votar o projeto porque se tem a maioria e sabe que passa”, apontou.

O secretário da Mesa Diretora Maycon Douglas Machado (PDT), defendeu a industrialização em favor do emprego e renda e espera que seja dado um lance algo, bem acima do esperado.

Roberto Donizetti Cardoso (PP), explicou que pensaram que os vereadores seriam contra, quando pediram detalhes da intenção da Secretaria de Indústria e Comércio, mas revelou que é contra a venda do patrimônio público, mas confia que as coisas darão certas e a promessa de gerar emprego.

Com as emendas aprovadas por unanimidade, o projeto foi aprovado por todos os vereadores. O Poder Executivo dará continuidade aos trâmites legais para promover o leilão que ainda não tem data marcada.

Vereador solta palavrão e provoca bate boca no Plenário

O projeto que abre crédito adicional especial no Orçamento, por causa de um superávit financeiro no valor de R$1,5 milhão nas contas do Município, gerou um grande debate político, porque o dinheiro é para ser pagar a folha de pagamento.

Tudo começou quando o vereador Sérgio Eugênio Silva (PPS), falou durante a discussão do projeto que a Prefeitura está cheia de cargos de confiança nunca viu tanta gente, por isto, está preocupado com a folha de pagamento que pode não ser quitada até o fim do ano. “Não adianta economizar no café se todos os cargos estão ocupados”, alertou. Geraldo José Prado (PSD) “Coelho”, também disse que a Administração está gastando demais com a folha e não sabe onde isto vai parar.

Antônio Carlos de Lima (PSD) deu a resposta em seguida. Criticou os colegas, que segundo ele não entendem nada de Orçamento, e querem ficar falando, o que é “vergonhoso”, classificou. Culpou novamente a Administração anterior por ter colocado em prática o Plano de Cargos e Salários aprovado durante a gestão da ex-prefeita Luciana Mendonça, que inchou a folha. Esbravejou dizendo que a Prefeitura tem sim dinheiro em caixa. Justificou que os gastos são porque a Administração está fazendo em todos os setores, por toda a cidade e suplementação é normal de toda gestão. Na opinião dele, talvez seja inveja e soltou um palavrão, ao afirmar que na Administração anterior nada foi feito. Neste momento já havia muitas pessoas no Plenário aguardando o início da sessão solene de lançamento do Selo Comemorativo dos 160 anos de Três Pontas e se espantaram com o Antônio do Lázaro. O presidente Luis Carlos da Silva (PPS), apenas pediu que ele terminasse tocando a campainha, mas ele continuou falando até concluir. Citado no discurso, Érik se revoltou com Luisinho e Sérgio também interveio porque foi ele que havia se referido ao Orçamento. Os três bateram boca e Luisinho não deu espaço para que Érik e Sérgio respondessem. Pediu apenas que eles se inscrevessem na semana seguinte no Pequeno ou Grande Expediente. O projeto foi aprovado por unanimidade. Antônio do Lázaro depois pediu desculpas. Coelho também se desculpou com as pessoas que estavam assistindo a reunião.

A pedido de Antônio foi inserido e aprovado o projeto que abre crédito suplementar no Orçamento do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), no valor de R$ 65 mil, para custear obrigações patronais da Administração Geral até o final do exercício de 2017 e ao projeto FASSAE.

Pequeno Expediente

O vereador Érik dos Reis falou sobre os serviços corriqueiros que são feitos todos os anos para a Festa de Padre Victor. Criticou apenas uma barraca que foi montada para atendimentos de serviços de saúde, porém, não tinha profissionais, apenas a ambulância e um carro dos Socorristas Voluntários. Ele ouviu reclamações de pessoas que passaram mal e não tiveram atendimento.

Maycon Machado falou da sua viagem a Belo Horizonte. Junto com a vereadora Marlene Lima, ele visitou o Capitão do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais Paulo Afonso Montezano, fizeram várias solicitações, entregou demandas e bateu um papo sobre este período de seca e o grande número de queimadas que estão sendo registradas em Três Pontas e na região. Maycon está buscando trazer para a cidade o Projeto Rede Cidadã. Ele leva aprendizagem e empreendedorismo para jovens que buscam o primeiro emprego. O secretário da Mesa terminou parabenizando a Associação Padre Victor, a Paróquia Nossa Senhora D’Ajuda pela organização e calorosa recepção e acolhida dada aos romeiros na Festa do Padre Victor neste fim de semana.

Antônio do Lázaro (PSD), trouxe uma notícia aos moradores do bairro Chácara Catumbi, de que o pedido deles feito inclusive em reportagem da Equipe Positiva, não será atendido. O local não será limpo porque órgãos ambientais proíbem, por se tratar de área de preservação ambiental. Porém, Antônio falou que os moradores querem a limpeza do córrego no bairro Vilage das Palmeiras, mas o pedido é para cortar o mato alto e retirar o lixo e entulho que pessoas que moram em outras localidades jogam. “Não é falta de vontade, mas é preciso de autorização que não é da Secretaria de Obras”, afirmou.

No Pequeno Expediente, Coelho do Bar agradeceu o apoio incondicional que recebeu dos colegas Érik, Sérgio, Robertinho e Marlene, em repúdio ao processo que está sofrendo na justiça por pessoas da Administração.

Ele adiantou que não esperava apoio deles, enquanto outros considerados amigos o viraram as costas.  “Três Pontas está muito representada por vocês. Fico feliz por ter pessoas que não ficam dependendo de favores e realmente defendem o povo como eu”, diz Coelho.

Sobre o bairro Chácara Catumbi, disse que o prefeito Luiz Roberto teria se comprometido a limpar o bairro. Questionou se não estão limpando o local por ser um pedido dele. Na Praça do bairro Padre Victor, começaram a fazer a reforma, mas não terminaram. “Esse não o é governo das pracinhas, das taxinhas, das multinhas”, questionou?

NOTA DE FALECIMENTO segunda-feira 25 de setembro

0

Faleceu Maria Luíza Julio, conhecida como Luíza do Zé Julinho. Ela residia na Rua Antônio Carlos Bandeira,83, Ponte Alta. O corpo está sendo velado no Velório Municipal e o sepultamento será amanhã as 10 horas.

Polícia prende em Elói Mendes dupla que fugiu do Presídio de TP

0

*Fuga foi no fim de semana

A Polícia Militar Rodoviária Estadual prendeu no início da tarde desta segunda-feira (25), dois presos que haviam fugido do Presídio de Três Pontas. Glenan Messias de Almeida Pereira, de 30 anos e Matheus Felipe Marciano, de 22 anos conhecido por “Escobar”, fugiram na noite deste domingo (24), depois de cavarem um buraco na parede da cela que eles estavam.

Os dois foram presos Elói Mendes em uma Operação Cerco Bloqueio. Eles estavam em uma moto e foram parados na rodovia BR 491, chegando na cidade. A polícia não informou ainda se a moto que eles estavam era roubada. Eles serão reconduzidos ao Presídio de Três Pontas que tomará as providências.

Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP), divulgou que a direção da Unidade instaurou procedimento interno para apurar as circunstâncias da fuga. As investigações ficam por conta da Policia Civil. 

Escobar e Glenan tem fichas extensas

Os dois presos que fugiram são conhecidos na prática do crime e cumpriram pena em vários presídios do Estado. Escobar responde pelos crimes de assalto, roubo e tráfico de drogas.

Já Glenan ficou muito conhecido depois de ter sido denunciado pelo ex cunhado, acusado de ter agredido o próprio filho de apenas 4 anos de idade e fugido. O caso foi em janeiro de 2014. A mãe do garotinho sabia das agressões, mas não denunciou o ex marido com medo dele ser preso, já que havia um mandado de prisão contra Glenam. O menino estava com o corpo cheio de hematomas e revelou aos militares que o agressor era seu pai. Depois da divulgação do caso, Glenan se entregou uma semana depois, no Fórum Dr. Carvalho de Mendonça em Três Pontas. Na época, ele havia recebido o benefício para trabalhar fora da Unidade Prisional, o regime semi aberto, mas não voltou. Glenan tem passagens por diversos presídios e penitenciárias e responde por assalto a mão armada e tráfico de drogas. Ele havia sido preso em Belo Horizonte, utilizando nome falso.

Associação Padre Victor vai distribuir sobra de doações e agradece esforço de todos

0

O primeiro dia útil após a Festa do Beato Padre Victor, comemorado no sábado, dia 23 de setembro é de contabilizar tudo e fazer um balanço da comemoração que recebeu milhares de devotos, vindos de todas as partes do Brasil. Gente que alcançou graças por intermédio do sacerdote e veio agradecer, outros que vieram para pedir e outros para rezar e renovar a fé e devoção. A Associação Padre Victor confeccionou 70 mil livretos da novena e enviou gratuitamente para todas as paróquias da Diocese da Campanha e para todos os devotos cadastrados no Brasil e no exterior.

Uma das primeiras iniciativas tomadas passada a festa, é com as sobras das doações feitas pela população trespontana para o café dos romeiros, servido na Praça e nos quatro pontos de apoio. As doações aumentam a cada ano, o que possibilita que a tradição de receber os devotos com um café, servido na Praça Cônego Victor e pontos de apoio nas estradas e rodovias, se mantenha. Como o movimento foi maior este ano, a sobra foi menor do que nos anos anteriores, mesmo assim, tudo será doado beneficiando entidades e instituições. A Vila Vicentina, Carmelo São José, Apae, Hospital São Francisco de Assis e a Secretaria Municipal de Assistência Social serão contemplados com pó de café, açúcar, margarina e manteiga.

Os alimentos que foram doados durante a novena, de 14 a 22 de setembro, vão ajudar as famílias carentes que são cadastradas na Paróquia Nossa Senhora D’Ajuda.

Presença maciça de romeiros

“Padre Victor faleceu a 112 anos e até hoje se faz presente no coração do povo, que já o tem como Santo”, diz a Associação Padre Victor. A entidade registrou através das equipes de voluntários as cidades das pessoas que passaram por Três Pontas. As visitas começaram desde o início da novena, dia 14 e no dia 23 de setembro mais cerca de 60 mil pessoas comemoraram o Dia de Padre Victor, de acordo com a Polícia Militar. Nem todos registram romarias, mas as romarias vieram de perto e muita gente veio de longe. De Minas Gerais, as cidades de: Santana da Vargem, Coqueiral, Boa Esperança, Campos Gerais, Varginha, Paraguaçu, Monsenhor Paulo, Passa Tempo, Campanha, Santa Rita do Sapucaí, Elói Mendes, Santo Antônio do Amparo, Andradas, Poço Fundo, Cambuquira, Machado, Conceição Aparecida, Alpinópolis, Cabo Verde, Caxambu, Nova Resede, Monte Belo Governador Valadares, Betim, Carmo do Rio Claro, São Thomé das Letras, Estiva, Guapé, Cristais, Campo Belo, Pedralva, Alfenas, Guaxupé, Alterosa, Candeias, Itumirim, Itutinga, Turvolância, Barão de Cocais, Pedralva, Japaraíba, Maria da Fé, Bom Sucesso, Carvalhos, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Passos, Cruzília, Cambui, Ribeirão Vermelho, Lavras, Ijaci, Heliodora, Muzambinho, São João Del Rey, Virgínia, Maria da Fé.  Do estado de São Paulo vieram devotos de: Franca, Diadema, Osasco, Patrocínio Paulista, Jacareí e Aparecida e também de Brasília no Distrito Federal.

Voluntários são fundamentais para a festa acontecer

A Associação Padre Victor consegue arrebanhar todos os anos centenas de voluntários. Inclusive este ano, alguns vieram de cidades vizinhas como Campos Gerais, Boa Esperança e Alfenas. E é preciso muito esforço para escalar todos para trabalharem. Cada um ajuda duas horas no setor que se dispõe, no bazar, na distribuição do café, registros de missas, graças e romarias, pontos de apoio, fila do túmulo, banheiros e portões. O apoio começa na novena e só termina na festa. Ao todo este ano foram 800 pessoas ajudando. “A Associação Padre Victor apenas organiza, mas a festa é feita pelos próprios devotos. O gratificante é saber que estamos alcançando o nosso objetivo que é de evangelizar divulgando as virtudes do Beato Padre Victor, graças ao esforço de todos que abraçam esta causa”, conta membros da Associação. Eles destacam o apoio que recebem do bispo Dom Pedro Cunha e das equipes sacerdotais das três paróquias. Este ano foram 47 seminaristas que trabalharam na liturgia e fizeram trabalho pastoral.

Acidente na MG 167 deixa pedreiro ferido

0

Um acidente na manhã desta segunda-feira (25), deixou um pedreiro ferido na MG 167, entre Três Pontas e Varginha.

O motorista do caminhão contou que seguia sentido Varginha quando uma moto tentou fazer uma ultrapassagem, em uma reta próximo da Fazenda São Domingos, os carros tiveram que reduzir a velocidade bruscamente, ele tentou tirar mas atingiu a lateral de um Pálio que seguia sentido contrário.

Paulo Sérgio da Silva de 49 anos sofreu ferimentos leves e foi socorrido pelo SAMU para o Pronto Atendimento Municipal de Três Pontas. O veículo ficou bastante danificado na lateral. O caminhão teve a placa da frente arrancada, mas o motorista não se feriu. Ele é de Arcos e estava indo para Varginha.

NOTA DE FALECIMENTO segunda-feira 25 de setembro

0

Faleceu Marcos Antônio Fernandes mais conhecido por Marquinhos filho do João Piraí. Ele residia na Rua Bonfilho Vicentini 939 no bairro Aristides Vieira. O corpo está sendo velado no Velório Municipal e o sepultamento será amanhã as 10:30 da manhã.

Prefeitura fecha convênio com PM do Meio Ambiente

0

*Município reforça assim prevenção e repressão ao meio ambiente

A Prefeitura de Três Pontas assinou convênio com a Polícia Militar do Meio Ambiente. A Corporação que atende a 14 cidades oficializa pela primeira vez parceria com um município e vai oferecer apoio efetivo na Área de Proteção Ambiental (APA), na Serra de Três Pontas, que foi criada em lei, principalmente sendo um órgão fiscalizador, na questão de queimadas, apoio na apreensão de animais silvestres, entre outras medidas necessárias.

Uma reunião realizada na última semana, acertou detalhes do convênio, que segundo a Chefe de Divisão de Meio Ambiente Maria Helena Aparecida Ribeiro está sendo tratado desde janeiro, quando o prefeito Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD), tomou posse e o convênio foi assinado em maio. O município irá fornecer combustíveis, peças e materiais de consumo às equipes.

O secretário de Meio Ambiente Francisco Botrel Azarias informa que a Secretaria não tem poder de polícia e em casos de ações criminosas a PM precisa ser acionada. O convênio garante um suporte e dá respaldo ao órgão municipal que juntos irão promover campanhas de conscientização, informando sobre as práticas que são criminosas e as medidas simples mais fundamentais para se proteger o meio ambiente, tanto na zona urbana como na rural.

O Sargento da PM do Meio Ambiente Tiago Maganha Azevedo, reforça que Três Pontas é uma cidade que está localizada em uma região privilegiada, banhado pelo Lago de Furnas onde acontece a prática de pesca, tanto profissional regular e legal, mas também a pesca predatória ilegal, tem a área da Serra e a fauna. A PM está preocupada com a proteção de tudo isto e com o convênio, é possível maximizar e aumentar a força para que efetivamente o meio ambiente possa ser fiscalizado, protegendo para as próximas gerações, contou o Sargento Azevedo. Como qualquer crime, o trabalho planejado é preventivo. “A gente gostaria que somente a prevenção fosse realizada, e reduzíssemos assim, os crimes ambientais, mas infelizmente eles tem aumentado”, registrou. Por isto, por obrigação institucional é preciso atuar na repressão em favor da ordem pública. Três Pontas tem na sua história o registro de um alto índice de crimes ambientais e que não envolvem apenas a pesca irregular. A prisão de pessoas são feitas com frequência.

O prefeito Dr. Luiz Roberto disse que está promovendo uma junção de esforços em prol da prevenção ao meio ambiente, envolvendo inclusive a Secretaria de Agricultura. Mas a conscientização não pode ser apenas das autoridades e sim de cada cidadão, orienta o prefeito. Tanto é que em outubro será realizado uma blitz informativa com a participação da PM Ambiental, Escoteiros, Secretaria de Meio Ambiente, gaioleiros, motociclistas e Guarda Municipal. O foco será mostrar a importância da Serra, referência tão grande, que dá o nome a cidade.

A Secretaria de Meio Ambiente insiste na necessidade de aprovação do projeto que pune com multas que fizer qualquer tipo de queimada na zona urbana. O gestor recordou que há dias, uma grande área foi consumida pelo fogo nas proximidades da Fazenda do Santinho, ao lado do bairro Jardim das Acácias. Lá, a Secretaria de Meio Ambiente fazia um trabalho de recuperação de uma área de preservação com o plantio de árvores nobres. Porém, colocaram fogo em um veículo velho no local que destruiu tudo, tempo e trabalho perdido, causando um prejuízo imensurável.

Se o projeto for aprovado, dará um poder maior ao Poder Público, para que as leis ambientais sejam cumpridas. Para tentar convencer os vereadores, Luiz Roberto explica que é preciso deixar mais que bons exemplos aos filhos, netos, bisnetos, mas uma ação efetiva e concreta.

O prefeito Dr. Luiz Roberto disse que está promovendo uma junção de esforços em prol da prevenção ao meio ambiente, envolvendo inclusive a Secretaria de Agricultura. Mas a conscientização não pode ser apenas das autoridades e precisa ser de cada cidadão, orienta o prefeito. Tanto é que em outubro será realizado blitz informativa com a participação da PM Ambiental, Escoteiros, Secretaria de Meio Ambiente, gaioleiros, motociclistas e Guarda Municipal. O foco será mostrar a importância da Serra, referência tão grande que faz alusão ao nome que a cidade tem.

PASSANDO A LIMPO traz o balanço da Festa de Padre Victor e as notícias do fim de semana

0

O Programa Passando a Limpo desta segunda-feira (25), traz um balanço da Festa do Beato Padre Victor que aconteceu neste sábado (23). O número de romeiros foi grande demais e superou todos os últimos anos, quando a data caiu durante a semana. Festa foi tranquila. O crime que chamou a atenção foi apenas o furto de uma motocicleta de uma padaria no Centro da cidade.

Sábado tem campanha de doação de sangue do Hemominas e hoje teve acidente na MG 167 entre Três Pontas e Varginha. O motorista de um Pálio ficou ferido levemente.

60 mil pessoas passaram pela Festa de Padre Victor, diz PM

0

A Polícia Militar contabiliza que 60 mil pessoas passaram por Três Pontas durante a Festa do Padre Victor, no dia 23 de setembro deste ano. O grande movimento se deve ao feriado municipal ter caído em um sábado, permitindo assim que mais pessoas conseguisse visitar a cidade. Há muito tempo a cidade não recebe tanta gente, principalmente quando o Dia de Padre Victor é durante a semana.

Base Comunitária Móvel da PM permaneceu durante todo o dia na Praça Cônego Victor

De acordo com o comandante da 151ª Companhia de Polícia Militar, Tenente Bruno Neves Tavares, o pico maior foi entre 10:00 e 16:00 horas, quando cerca de 30 mil pessoas estavam em um dos locais de visitação no Município, como a Praça Cônego Victor, a Mina do Padre Victor e a Feira na Avenida Oswaldo Cruz.

O crime mais registrado foi o furto de carteiras e bolsas, apesar de não divulgar ainda o número de casos, Tenente Bruno disse que foram menos furtos em relação aos anos anteriores, ainda mais se comparado ao número de romeiros.

Entre 10 da manhã e as 4:00 da tarde foi o horário de pico

Milhares de romeiros visitam Três Pontas no Dia do Padre Victor

0

Reportagem e fotos: Denis Pereira – A Voz da Notícia

Milhares de romeiros participaram desde a madrugada deste sábado (23) das celebrações dos 112 anos de morte de Padre Francisco de Paula Victor em Três Pontas. Os devotos participam das missas celebradas na Igreja Matriz Nossa Senhora D’Ajuda, visitam o túmulo onde estão os restos mortais do Beato e ainda fazem visitas a Mina e a Feira.

Para este ano, mais de 50 mil pessoas são esperadas durante todo o fim de semana. A programação não sofreu alterações em relação aos anos anteriores, apenas uma missa no Cemitério Municipal foi a novidade. Durante esta madrugada, uma multidão de fiéis do Beato participaram da procissão da penitência saindo da Matriz de Nossa Senhora Aparecida com destino a Capela Santa Cruz, a Capela de Padre Victor, na zona rural, onde Dom Diamantino Prata de Carvalho, bispo Emérito da Diocese da Campanha celebrou missa.

Durante todo o dia milhares de devotos passaram pela Praça Cônego Victor. Um gesto de caridade prestado a muitos anos é a distribuição gratuita de alimentos, café e leite para os romeiros que chegam de vários lugares do Brasil. Muitos moradores aqui da região vem a pé, recebem no caminho a ajuda de voluntários em pontos de apoio montados na MG 167, entre as cidades de Varginha e Santana da Vargem e na estrada vicinal para Nepomuceno.

Dona Perpétua Maria Fernandes é natural de Santo Antônio do Amparo, mas mora e trabalha em Belo Horizonte. Ela veio junto com um casal de amigos de São Sebastião da Estrela. Ela contou que faz questão de divulgar a festa na Capital e um amigo inclusive que confecciona chaveiros, foi incentivado por ela a fazer com a imagem do Beato Padre Victor.

 

Na Praça Cônego Victor, outra opção é uma visita ao Memorial Padre Victor, onde se conhece as relíquias do Beato e adquirir lembrancinhas, entre elas, camisetas, chaveiros e até mesmo a imagem do sacerdote que dedicou 53 anos de sua vida em favor dos paroquianos.

Uma fila enorme de fiéis aguardava o momento de prestigiar o túmulo do Beato e fazer orações. Todos querendo tocar, deixar um pedido ou apenas agradecer. É o caso de Augusto Bernardino que veio de Nepomuceno. Ele visitou o túmulo e ficou mais de 30 minutos para fazer suas orações diante do Beato. Depois foi para a Mina do Padre Victor. Segundo ele, sentia muitas dores fortes no braço e foi curado depois que passou a água da Mina.

Dona Maria Aparecida Freitas Karck (foto) é responsável por uma barraca que distribui café, pão e leite para os romeiros a três décadas no Parque Multi Uso da Mina do Padre Victor. De 6:00 da manhã até as 18 horas, cerca de 30 voluntários se desdobraram para acolher os visitantes. “É muito gratificante todos os anos a ajudar os romeiros, porque muitos vem com pouco dinheiro e outros apenas com o da passagem”, disse Dona Cida. Até leite em mamadeiras de crianças eles colocam. As doações vem de toda a cidade e até pessoas de outros municípios ajudam.

Há 30 anos, Dona Cida organiza voluntários, recebe doações e distribui cafezinho para os romeiros na Mina

Beato Padre Victor

Padre Victor faleceu no dia 23 de setembro de 1905. A notícia abalou a cidade e toda a região, que já o venerava. Após sua morte, ele ficou insepulto por três dias e o corpo do padre exalava perfume, segundo relatam. Ele foi enterrado na Igreja Matriz da cidade, que também foi construída por Padre Victor. Desde então, muitas pessoas declaram que o religioso intercedeu para que alcançassem seus pedidos e graças.

Beatificação
A missa de beatificação de Padre Victor aconteceu no dia 14 de novembro do ano passado, no Campo de Aviação, em Três Pontas. A celebração foi presidida pelo cardeal Ângelo Amato, responsável pela congressão da causa dos santos. Na ocasião, a prefeitura de Três Pontas também decretou ponto facultativo para as repartições públicas.

A data de beatificação foi marcada depois que o Vaticano reconheceu, em junho de 2015, um milagre atribuído à intercessão do Venerável. O pedido foi feito pela professora Maria Isabel de Figueiredo, que não podia engravidar. Foram dois anos de tratamentos e muitas desilusões, até que ela pediu ajuda a Padre Victor durante uma novena em 2009. Um ano depois, a professora conseguiu engravidar de uma menina, contrariando todas as previsões médicas.