Por Loui Jordan

A licença poética é válida, assim como no boxe, o futebol apresentado no campo do Estádio Municipal Ítalo Tomagnini em Três Pontas na tarde de domingo (06),  pela Copa Alterosa de Futebol Amador, foi disputado e intenso durante os 90 minutos. Tanto TAC quanto Corinthians da cidade de Aguanil, sabiam que era um confronto onde cada detalhe poderia custar caro.

O Leão do Sul de Minas foi o mandante do primeiro jogo e começou melhor, time treinado por Sáudio Pezão assustou logo aos 4 minutos com o atacante Alemão. Mas não demorou muito para a equipe trespontana abrir o placar, na bela trama armada pelo sistema ofensivo, Gabriel Porquinho chuta e o arqueiro Thiaguinho defende sem conseguir evitar o rebote, Alemão não perdeu a oportunidade e colocou o Rubro Negro na frente quando eram jogados 15 minutos, TAC 1 x 0 Corinthians.

O time do Corinthians levava perigo na bola parada, sempre aos pés de Eron, meio-campista que organizava o jogo. Aos 20, o próprio colocou a bola no travessão do goleiro Rodrigo e quase empatou. Antes da parada técnica, teve mais uma boa chance criada pelo TAC, Leozinho fez bela jogada na ponta direita e tocou para Porquinho na entrada da área, o camisa dez fez um lindo “corta luz” e a bola sobrou para o meia Max que chutou com perigo no centro do gol.

A parada para hidratação dos jogadores aconteceu aos 25 minutos. O time de Aguanil voltou mais atento e recuperando algumas bolas no meio de campo e quando o relógio marcava 43 minutos, o zagueiro Luis Carlos, empatou em lance de bola aérea, TAC 1 x 1 Corinthians. O gol esfriou o jogo e já era o fim do primeiro tempo.

Segundo Tempo

Faltavam apenas 45 minutos para sabermos como ficaria a história do primeiro round entre TAC e Corinthians, o time visitante acabou levando a melhor em um segundo tempo que começou com alterações. Ambas as equipes mudaram algumas peças já no intervalo, Leozinho e Matheuzinho deram lugares a Ezaquel e Binho, já na equipe comandada por Amarildo Resende, Eron e Nonô foram substituídos por Luis Soares e Buiú.

Claro que com o decorrer do jogo os times foram se desgastando e as chances de gol ficaram mais escondidas. O gol da virada que deu a vitória ao time do Corinthians foi feito pelo atacante Marlinho, aos 21 minutos do segundo tempo, TAC 1 x 2 Corinthians.

Antes de ser substituído, o camisa nove levava perigo nas tentativas de contra-ataque. O lance mais perigoso do time da casa na etapa complementar foi o chute de Porquinho aos 38. No final, o TAC se propôs a empatar, mas não conseguiu. A vantagem construída no jogo de ida, deu ao bom time de Aguanil a possibilidade de até empatar em casa no próximo domingo, por outro lado, uma vitória do time de Três Pontas no jogo de volta leva a decisão para a prorrogação.

Em nenhum momento tivemos um nocaute, está tudo em aberto, os dois times entraram e entrarão para ganhar, se no primeiro tempo de forma geral o Leão foi melhor, no segundo o Corinthians foi eficiente. Agora resta esperar o segundo round para conhecermos o quadrifinalista.

Ficha técnica – TAC 1 x 2 Corinthians Aguanil

TAC: Os 11 de gala foram: Rodrigo, Jhony, Junior, Tiguá (Edy), Franga, Matheuzinho (Binho – Matheus Carvalho), Max (Passareli), Gui (Tarso), Alemão, Porquinho e Leozinho (Ezaquel).

Suplentes: Maciel, Edy, Passareli, Luis Henrique, James, Tarso, Ezaqueu, Matheus Carvalho, Betinho e Binho.

Cartões: Amarelos: Jhony, Junior, Gui e Max

Técnico: Sáudio Pezão

Observação: O time dirigido por Sáudio Pezão controlou muito bem o meio campo no início do jogo. Franga e Gui eram os volantes que faziam a bola rodar, Max foi o meia de ligação que sempre dava opção de passe ao portador da bola. O ataque que se movimentava muito teve os ponteiros Leozinho e Porquinho, o atacante central foi Alemão. Os principais ataques eram pelo lado direito, Jhony, Gui e Leozinho deram uma boa dinâmica por aquele corredor, a defesa rifou algumas bolas quando sufocados, de forma geral o time não foi mal, poderia ter saído em vantagem no primeiro tempo, está tudo em aberto para a volta embora a vantagem seja do Corinthians de Aguanil.

Corinthians de Aguanil: Os 11 de gala foram: Thiaguinho, Leandro (Lucimar), Wagner, Luis Carlos, Fernando, Nonô (Buiú), Pablo, Eron (Luis Soares), Marlinho (Deninho), Chiquinho (Marion) e Gustavo (Benê Abravanel).

Suplentes: Mamão, Buiú, Lucimar, Deninho, Luis Soares, Benê Abravanel, Richard, Júlio e Marion.

Cartões: Amarelos: Wagner e Nonô

Técnico: Amarildo Resende

Observação: Dirigido por Amarildo Resende, o Corinthians teve Eron como o seu organizador, através de bons lançamentos e boa saída de bola, o meia orquestrava o time. Pablo era outro jogador do setor de meio campo que possuía um grande valor em passe e com bom senso de antecipação conseguiu desarmar algumas jogadas. Gustavo era o atacante que circulava mais, ofereceu perigo no primeiro tempo, o zagueiro Luis Carlos e o atacante Marlinho foram os destaques defensivos e ofensivos.

Veja a entrega da premiação ao melhor jogador em campo para Porquinho

COMPARTILHAR

Comentários