As recomendações de que a velocidade tem que estar dentro dos limites exigidos nas vias são  sempre dadas. A atenção deve ser redobrada quando a estrada é de terra e a poeira é muita, o que dificulta a visibilidade de motoristas e pedestres. Dois acidentes registrados neste domingo (12), durante a tarde, podem ter sido causados pela poeira que está castigando motoristas, moradores e trabalhadores rurais que enfrentam diariamente as estradas.

No primeiro caso, um cão entrou na frente de um veículo que seguia para Três Pontas, próximo da Fazenda Araras Mirim. A motorista Ana Paula Figueiredo 32 anos não conseguiu parar, perdeu o controle da direção e acabou capotando o veículo, um Fiat Pálio. Ela estava o seu filho no carro, um bebê de 10 meses e um adolescente de 12 anos. A mulher ficou presa dentro do carro e as duas crianças tiveram escoriações pelo corpo. A mais velha reclamava de dor na nuca. Elas foram socorridas para o Pronto Atendimento Municipal (PAM), onde foram atendidas. A motorista não é habilitada. O veículo foi liberado para um motorista habilitado e ela foi multada. 

O outro acidente envolveu um ônibus e uma caminhonete, na estrada que liga Três Pontas ao Distrito do Córrego do Ouro. Os policiais militares estavam no PAM levantando informações do primeiro caso, quando cinco pessoas chegaram feridas no serviço de saúde. De acordo com a PM, o motorista de uma caminhonete F-250 seguia para a cidade quando bateu em um ônibus que estava estacionado a beira da rodovia. O veículo faz a linha para o distrito de Campos Gerais e não havia ninguém no ônibus. Na caminhonete estavam, o motorista Marcelo Ferreira de Brito de 49 anos, e os passageiros Silvio Mesquita Miranda 57, Luiza Helena Ribeiro de 40 anos, Cláudio Roberto Alfredo de 41 e um adolescente de 14 anos.

COMPARTILHAR

Comentários