Foto: Arquivo EP

 

O Ministério Público do Estado de Minas Gerais, por seu Grupo de Atuação
Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), núcleo Varginha, em ação conjunta
com a 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Três Pontas, deflagrou nesta terça-feira (15) a Operação Trem Fantasma, destinada a apurar a existência de
eventual fraude na execução dos contratos de fornecimento de peças e
combustíveis na Prefeitura Municipal de Três Pontas.

Segundo noticiado ao Ministério Público, em que pese fora de uso,
máquinas e veículos específicos continuaram, ao menos formalmente, recebendo
peças e combustíveis, nos anos de 2017 e 2018, sendo tais eventos objeto de
apuração. Cooptação de testemunhas e planos de alteração de dados no sistema
motivaram prisões temporárias.

Um mandado de busca e apreensão foi cumprido em uma loja de peças

Estão sendo cumpridos, nesta manhã, 16 mandados de busca e apreensão e
5 mandados de prisão temporária. Ações fiscais da Receita Estadual estão sendo
realizadas, concomitantemente, em empresas fornecedoras de peças e
combustíveis.

Na ocasião, participam das diligências 37 policiais militares, 08 promotores
de Justiça, 07 servidores do Ministério Público, 12 fiscais da Receita Estadual e 01
policial civil. (Informações GAECO)

Funcionários da Prefeitura chegaram para trabalhar e não puderam entrar nas repartições
Um posto de combustível também foi alvo da operação Trem Fantasma
COMPARTILHAR

Comentários