Os preparativos para o Natal já começaram em Três Pontas e apesar da rejeição do projeto de lei que destinava recursos para a ornamentação, Rovilson Andrade que na Secretaria de Cultura, Lazer e Turismo, cuida dos enfeites e logística de comemorações e eventos está trabalhando dobrado para que a Cidade não perca o clima e a magia da data mais importante para os cidadãos e também para o comércio.

Assim que o projeto de lei foi rejeitado pela maioria dos vereadores, Rovilson foi até a Câmara Municipal, lá se encontrou com o vereador Paulo Vitor da Silva (PP), um dos que mais argumentaram sobre ter dois projetos em pauta e explicou porque foram enviados duas propostas para aprovação e não uma, como o próprio legislador questionou. O problema é o Presépio que ficava em frente a Prefeitura terá que ser substituído por outro e um novo só foi encontrado agora.

01A explicação é simples e a questão de economia já era algo determinado pela Administração e pelo prefeito Paulo Luis Rabello (PPS). A princípio, explica Rovilson Andrade que a ideia era ornamentar todas as árvores da Avenida Oswaldo Cruz com mangueiras de led contornando todas elas e mais a Praça Cônego Victor, onde cordões de luzes desceriam da torre da Igreja, já que a árvore montada ano passado não trouxe o resultado esperado. Aquele anjo enorme que estava na Praça Tristão Nogueira, sendo colocado em cima da Fonte luminosa, não será mais possível por causa do monumento ter passado por uma grande restauração. Seria preciso criar outros enfeites para substituir aquela estrutura que chamou muito a atenção nos últimos dois anos.

Tudo foi cotado para estas modificações e inclusive para as ligações elétricas. O orçamento ficou em mais de R$80 mil, bem mais caro do que o esperado, isto, por causa da altar do dólar, já que os materiais são todos importados. É bom lembrar que no último ano de mandato, é difícil adquirir estes materiais por questões orçamentárias, por ser mais no fim do ano, quando o gestor sempre está fechando as contas para entregar a Prefeitura.

Para gerar economia, a ornamentação da Avenida Oswaldo Cruz já foi descartada, ficando somente as luzes da torre da Matriz. Para garantir os enfeites da Praça da Fonte, estão sendo reaproveitadas ferragens que a Prefeitura já tem. As mangueiras que estavam naquela árvore instalada em frente bem no centro da Praça Cônego Victor, serão utilizadas na porta da Prefeitura, que vai ganhar uma decoração diferente. Desta forma, a economia seria de 50% do valor inicialmente cotado, ficando em torno de R$40 mil, justamente o que foi encaminhado para a apreciação dos vereadores.

03
Peças dos Presépio foram destruidas ano passado. Foto: Arquivo Equipe Positiva

O projeto que a Câmara aprovou no valor de R$ 2,5 mil é para a compra de um novo Presépio, desta vez de resina, maior e mais resistente para ser colocado no jardim em frente a Prefeitura. Todos se lembram que a decoração que foi colocada no passado não durou nem 24 horas, por conta da ação de um vândalo em fúria, que destruiu quase todas as peças. (foto) “A gente conseguiu encontrar outro Presépio que já está pronto em São João Del Rey, é uma única peça que gostaríamos de usar aqui em Três Pontas”, revela.

“Sinto muito pela crise que o Brasil inteiro está enfrentando, onde a opinião, a diplomacia, a democracia tem que ser respeitada”, diz Rovilson. A decisão dos vereadores vai ser, por ele, acatada e com aquilo que tem, o servidor vai tentar fazer o melhor para as famílias, principalmente às crianças e também para o comércio para não se sentirem prejudicados e para que as pessoas de outras cidades não percam a satisfação de nos visitar. “Que o nascimento do filho de Deus continue sendo celebrado com alegria e entusiasmo contribuindo para mais um Natal feliz.

Reaproveitamento será ainda maior sem a verba aprovada
Reaproveitamento será ainda maior sem a verba aprovada
COMPARTILHAR

Comentários