No dia do seu aniversário, ao completar seus 48 anos o vereador Paulo Vitor da Silva concedeu entrevista à Equipe Positiva e fez um balanço da Câmara e do Poder Executivo. Paulinho que ficou conhecido e foi eleito quando ainda trabalhava nas comunidades rurais, por isto ganhou o apelido de Paulinho Leiteiro, depois Paulinho Contador, que cumpre seu 4º mandato analisou o momento político que Três Pontas vive atualmente. Ele já foi presidente da Câmara, Secretário de Educação e Cultura e Indústria e Comércio. Para ele, o momento é de incertezas, insegurança e esperança muito longe do que a população realmente espera.

Ainda segundo Paulinho, a base deveria orientar o prefeito Paulo Luis Rabello, quando aos projetos polêmicos que chegaram na Casa desde o início do mandato, já que foram votados sem saber as suas conseqüências. Com sua experiência, ele consegue enxergar um pouco mais longe do que os novatos e deixa claro no Plenário porque é contrário a determinadas leis, como aconteceu no caso da compra do SESI que acabou não acontecendo.

Na conversa de mais de 30 minutos, Paulinho Vereadores reconhece que o Município vive um momento difícil, mas não concorda com o Decreto de Situação de Emergência feito pelo prefeito, o que na avaliação dele foi mais um ato político. O vereador que não gosta de ser chamado de opositor, revela que a ex-prefeita Luciana Mendonça deixou dinheiro para pagar boa parte dos funcionários quando deixou a prefeitura em dezembro de 2012. Ele inclusive a orientou a quitar o que desse com o dinheiro, já que faltava muito pouco para liquidar a folha e a segunda parcela do 13º salário.

Paulinho respondeu a todos as perguntas, destacou sua atuação enquanto Secretário de Indústria e Comércio e lamenta a falta de geração de emprego. As divergências da forma que conduz as reuniões Plenárias pelo presidente da Câmara Sérgio Silva e a diferença dos governos Luciana e Paulo Luis. Ele guarda na sua gaveta do Plenário o Plano de Governo de Paulo Luis que foi registrado em Cartório e tem sempre cobrado, quando o Poder Executivo, tenta fazer o inverso do que foi proposto. Assim, acredita que está ajudando o prefeito a cumprir todos os seus compromissos.

Horário de funcionamento do comércio, mudanças que estão sendo feitas no seu partido e outros temas polêmicos foram comentados pelo vereador.

Jornal da equipe positiva

PARA OUVIR A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA – CLIQUE ABAIXO [sc_embed_player fileurl=”https://www.equipepositiva.com/audio/paulovitor.mp3″]

COMPARTILHAR

Comentários