Existem assuntos abordados pelos vereadores que chamam a atenção do público, as vezes até mais do que os projetos colocados na pauta de votações. Nesta semana alguns temas chamaram a atenção, começando pelas declarações do vereador Antônio Carlos de Lima (PSD), que chamou o deputado estadual Mário Henrique Caixa (PCdoB) de mentiroso. A acusação é porque o parlamentar teria divulgado amplamente na cidade, através de jornais e outdoor’s que havia conseguido uma verba de R$700 mil para a Santa Casa de Misericórdia do Hospital São Francisco de Assis, porém isto é mentira. “Está tentando enganar a população”, esbravejou o legislador na Tribuna da Câmara no Pequeno Expediente. Na verdade, o dinheiro é recurso do Pró-Hosp, convênio com todos os hospitais do Estado, basta a instituição alcançar metas que passa a receber mais recursos.

O vereador Geraldo Messias Cabral (PDT), comentou sobre o início das inscrições do Programa Minha Casa Minha Vida, que vai construir 502 casas em Três Pontas, nesta segunda-feira (04) e lamentou que mesmo amplamente divulgado o prazo de dois meses para o cadastro, muitas pessoas dormiram nas filas.

O vereador Edson Vitor do Nascimento (PMN), destacou o empenho de empresários que vem de fora e fazem a diferença. Caso do gerente regional da TDI Máquinas Agrícolas, Adalíndio Eduardo Pontes, que recebeu na última semana em Belo Horizonte o prêmio Mérito Empresarial. Parabenizou também a Lagotela por ser a Empresa do Ano.

Quem deu mais uma cutucada no presidente da Câmara Sérgio Silva, foi Paulinho Leiteiro que agora confundiu e Sérgio com o prefeito Paulo Luis. Outro dia ele chamou Sérgio de Sebastião Pacífico, o ex-presidente.

COMPARTILHAR

Comentários