O Grupo Amigas Guerreiras (de prevenção ao câncer) e Lions Club de Três Pontas, com apoio da Prefeitura de Três Pontas, o evento que, literalmente, coloriu o Coreto de rosa, teve o objetivo de conscientizar, levar informação às mulheres sobre o câncer de mama e ainda promover uma tarde agradável com música ao vivo através dos músicos trespontanos Wander Scalioni e Matheus Tiso, além de uma série de atividades como panfletagem e abordagem explicativa sobre o câncer, aferição de pressão arterial e a chamada “tarde da beleza” onde as mulheres puderam, gratuitamente, receber maquiagem através do Boticário e da Kapeh Cosméticos.

O resultado foi altamente satisfatório. Participaram ainda representantes das secretarias de Assistência Social, Saúde e Cultura.






OUTUBRO ROSA


Estamos no Outubro Rosa, mês marcado por ações do Ministério da Saúde e de diversos órgãos e entidades que intensificam os esforços pela detecção precoce do câncer de mama. São 31 dias dedicados a conscientização e ações sobre o tema, mostrando os avanços já conquistados e também o desafio para vencer o câncer que atinge um grande número de brasileiras por ano e é a quinta maior causa de mortalidade do mundo.


O Outubro Rosa foi criado no início da década de 90, mesma época em que o símbolo da prevenção ao câncer de mama, o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York (EUA) e, desde então, promovido anualmente em diversos países.

Neste mês todas as mulheres entre 40 a 69 anos de idade são estimuladas a fazer o exame mamográfico para a prevenção do câncer de mama. 

TRÊS PONTAS



São muitas as ações programadas para este ano em Três Pontas. Dentre elas a panfletagem com orientações sobre o câncer de mama, aferição de pressão arterial, dia de beleza, música ao vivo e muito mais. Tudo com total apoio da Prefeitura Municipal de Três Pontas.

Mas você sabe o que é o câncer de mama, quais os exames necessários para o diagnóstico correto, quais os fatores de risco e como tratar a doença?

O QUE É CÂNCER DE MAMA?



O câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve na mama como consequência de alterações genéticas em algum conjunto de células da mama, que passam a se dividir descontroladamente. Ocorre o crescimento anormal das células mamárias, tanto do ducto mamário quanto dos glóbulos mamários. O câncer da mama é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres em todo o mundo, sendo 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes pela doença por ano, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). 



A proporção de câncer de mama em homens e mulheres é de 1:100 – ou seja, para cada 100 mulheres com câncer de mama, um homem terá a doença. No Brasil, o Ministério da Saúde estima 52.680 casos novos em um ano, com um risco estimado de 52 casos a cada 100 mil mulheres. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, cerca de uma a cada 12 mulheres terão um tumor nas mamas até os 90 anos de idade.

FATORES DE RISCO



Os principais fatores de risco para o câncer de mama são:


_ Histórico familiar


_ Menstruação precoce

_ Menopausa tardia

_ Reposição hormonal

_ Colesterol alto

_ Obesidade

_ Ausência de gravidez

_ Lesões de risco

_ Tumor de mama anterior

SINTOMAS DE CÂNCER DE MAMA



A maioria dos tumores da mama, quando iniciais, não apresenta sintomas. Caso o tumor já esteja perceptível ao toque do dedo, é sinal de que ele tem cerca de 1 cm³ – o que já uma lesão muito grande. Por isso é importante fazer os exames preventivos na idade adequada, antes do aparecimento de qualquer sintoma do câncer de mama. Entretanto, o nódulo não é o único sintoma de câncer de mama. Veja outros sinais:


_ Vermelhidão na pele


_ Alterações no formato dos mamilos e das mamas

_ Nódulos na axila

_ Secreção escura saindo pelo mamilo

_ Pele enrugada, como uma casca de laranja

_ Em estágios avançados, a mama pode abrir uma ferida.

DIAGNÓSTICO DE CÂNCER DE MAMA



Além da mamografia, ressonância magnética, ecografia e outros exames de imagem que podem ser feitos para identificar uma alteração suspeita de câncer de mama, é necessário fazer uma biópsia do tecido coletado da mama. Nesse material da biópsia é que a equipe médica identifica se as células são tumorosas ou não. Caso seja feito o diagnóstico, os médicos irão fazer o estudo dos receptores hormonais para saber se aquele tumor expressa algum ou não, além de sua classificação histológica. O tratamento para o câncer de mama vai ser determinado pela presença ou ausência desses receptores na célula maligna, bem como o prognóstico do paciente.

NA CONSULTA MÉDICA



Chegando ao consultório com a mamografia suspeita para câncer de mama, o médico fará perguntas sobre seu histórico familiar da doença, idade, data de início da menstruação, se você já está na menopausa e outras questões relacionadas a fatores de risco. Depois, fará a análise da mamografia e da biópsia a fim de encontrar o diagnóstico.

Caso você já tenha recebido o diagnóstico de câncer de mama, é importante tirar todas as suas dúvidas com o médico e não deixar nada escapar. Confira algumas dicas para aproveitar ao máximo a consulta sobre câncer de mama: Se não entender o médico, peça que repita com termos mais simples ou usando desenhos.

Leve um caderno para a consulta e anote os pontos mais importantes e para levar dúvidas anotadas para as consultas. Caso queira informações adicionais sobre seu caso, peça a seu médico que indique livros, sites ou artigos. Prefira levar um acompanhante para ajudar na assimilação de novas informações. (Roger Campos Assessoria de Imprensa Prefeitura Municipal de Três Pontas)







COMPARTILHAR

Comentários