Denis Pereira – A Voz da Notícia

O helicóptero Arcanjo 04, do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), levantou vôo em Belo Horizonte com destino ao Aeródromo de Três Pontas no início da tarde desta terça-feira (24), com a missão de salvar mais uma vida. A junção de esforços da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a direção e coordenação do Pronto Atendimento Municipal (PAM), Bombeiros e SAMU, concluiu com a remoção de Maick João Gabriel Reis de 28 anos, que teve o corpo queimado enquanto voltava de carro para a Cidade, na estrada vicinal que liga Três Pontas a Nepomuceno. Ele foi socorrido para o Pronto Atendimento Municipal (PAM) em estado grave. Após ser atendido, constatou-se que o rapaz teve 46% do corpo queimado e que precisava de um atendimento especializado. Começou a busca então da Secretaria de Saúde por uma vaga no Hospital João XXIII em Belo Horizonte, especializado em queimaduras.

Ainda dentro da USA o paciente recebe os cuidados médicos
Ainda dentro da USA, o paciente recebe os cuidados médicos

Na manhã desta terça-feira, a vaga foi aberta e uma equipe da Central de Regulação do Serviço de Saúde (médicos John Taves, Paulo Blesa, enfermeiro João Paulo e motorista Jovane) em uma Unidade de Suporte Avançado (USA) do SAMU de Varginha fez o translado do paciente do Hospital São Francisco de Assis até o Aeroporto Municipal, onde o helicóptero desceu por volta das 14 horas para levá-lo. Familiares acompanharam tudo de perto. Além deles, a enfermeira coordenadora e responsável pelo Pronto Atendimento Municipal (PAM) Alice Correa Brito, o médico chefe do PAM Dr. Hércules Ferraz Vilela, o coordenador de transporte da SMS Carlos Alexandre Assunção Pelegrini, a secretária de Administração e Recursos Humanos Evânia Rocha Moreno, o prefeito Paulo Luis Rabello e a Guarda Civil Municipal (GCM), que apoiou os trabalhos.

Corpo de Bombeiros faz todo um trabalho de prevenção a acidente antes da chegada da aeronave
Corpo de Bombeiros faz todo um trabalho de prevenção a acidente antes da chegada da aeronave

O paciente foi entregue à equipe do SAMU de Belo Horizonte, no comando do aeromédico Bruno Vergara.

Uma equipe com um caminhão do Corpo de Bombeiros, fez toda uma preparação para a chegada da aeronave. O Tenente dos Bombeiros Gabriel Vieira Pereira da Silva, explica que neste caso da remoção o trabalho da Corporação é duplo. São eles que acionam o Batalhão de Operações Aéreas (BOA) dos Bombeiros de Belo Horizonte e uma guarnição faz a prevenção contra acidente. “Quando envolve pouso de helicóptero, transporte de vítimas, há esta necessidade, por isto chegamos com antecedência. Todo transporte realizado aqui foi de forma padrão e planejada”, detalha. Diferente de acordo com o tenente, em caso de acidente em rodovia, por exemplo, quando a aeronave precisa fazer um pouso em condições perigosas. Neste caso, tudo é realizado com os recursos da ocasião.

Helicóptero para o Sul de Minas

O Arcanjo 04, modelo EC-145, é uma aquisição de R$35 milhões feita recente pelo Governo que está atendendo a todo o Estado de Minas Gerais. O trabalho é uma 09parceria do Corpo de Bombeiros com a Secretaria Estadual de Saúde, por isto, os dois brasões estão a mostra no helicóptero. Ele tem capacidade para transportar piloto e co-piloto, nove tripulantes, incluindo até duas vítimas.

Outras unidades já foram adquiridas e a expectativa é de que a próxima, produzida em Itajubá, fique no Sul de Minas. O Quartel dos Bombeiros no bairro Jardim Primavera em Varginha, já foi construído pensando nisto. Lá existe um hangar e uma pista de pouso, tudo em condições para receber este importante instrumento de apoio às cidades.

Sobre o atendimento realizado nesta tarde, Tenente Gabriel afirma que a sua profissão é gratificante, ainda mais quando há a junção de esforços, desde o Município, a Prefeitura que se mobilizou para transferir o paciente, até o Estado, que está disponibilizando de diversos recursos para salvar esta vida. “Esperamos que ele se recupere bem e volte a sua vida normal”, concluiu. Esta foi a terceira regulação aeromédica realiza no Sul de Minas.

04Caso intriga a família

Maick João Gabriel Reis disse à PM e aos seus familiares que o carro dele, um Vectra, sofreu pane elétrica e pegou fogo. O rapaz transportava um galão de gasolina, o que pode ter ajudado as chamas a expandir rapidamente, porém, os sinais estão apenas no interior do veículo. Ele teve que quebrar os vidros para não morrer. A família de Maick tenta ainda entender o que realmente aconteceu com ele. O pai do rapaz, Marcos Generoso dos Reis, (foto) conta que o filho não fala nada do 01acidente que sofreu e tudo é muito estranho. As chamas atingiram mais o banco traseiro (como mostra a foto ao lado) e o galão que ele carregava o combustível estava sem a tampa, vazio e não queimou.

Marcos Generoso também acha estranho que o carro estava estacionado no meio de um cafezal e não tenha queimado tanto para provocar tamanhos ferimentos. A parte mais atingida foi as costas. “Dizer que ele tentou se matar não é possível, pois ele quebrou os vidros para sair. Não descarto que ele tenha sido vítima de algum crime, mas como ele não fala nada fica difícil”, afirma Generoso.

O acidente foi a cerca de 20 quilômetros da zona urbana. Maick é trespontano, estava atualmente morando em São Carlos, no interior de São Paulo e passando as férias em Três Pontas.

13

A chegada do Arcanjo 04 no Aeroporto

03

Equipe se prepara para a chegada do helicóptero

06

Equipe médica de BH chega

07

Equipe médica do SAMU de Varginha repassa a situação do paciente para equipe de BH

08

Familiares do paciente acompanham o translado de perto

10

11

12

14

O prefeito Paulo Luis, acompanhou o trabalho das equipes junto a familia e servidores da Secretaria de Saúde

COMPARTILHAR

Comentários