A festa do 109º Aniversário de Morte do Venerável Padre Victor, foi tranquila de acordo com os registros policiais. Apenas as ocorrências corriqueiras, perda de documentos, furtos e duas brigas, é que foram os casos registrados, no feriado municipal em Três Pontas.

Mesmo com os alertas de que é preciso tomar cuidado, principalmente com bolsas e carteiras, ainda teve gente que se descuidou e acabou sendo furtada nos locais de maiores movimentos.

O planejamento prévio, com a distribuição de policiais militares e viaturas em diversos pontos inibiram a ação daqueles que aproveitam a festa para cometer crimes. O policiamento recebeu reforço com viaturas do Tático Móvel e uma Base Comunitária Móvel que serviu para atender melhor a população e romeiros no registro de ocorrências. Nos pontos de maior movimento, foram montados Postos Policiais, com a presença constante de militares.

Uma Base Comunitária Móvel da PM ficou na Praça Cônego Victor e melhorou o atendimento no registro de ocorrências e serviços prestados pela corporação
Uma Base Comunitária Móvel da PM ficou na Praça Cônego Victor e melhorou o atendimento no registro de ocorrências e serviços prestados pela corporação

 

De acordo com o comandante da 151ª Companhia de Polícia Militar, Tenente Bruno Neves Tavares, cerca de 50 mil pessoas passaram pela cidade nas últimas 24 horas. “Esta foi a festa mais tranquila desde quando cheguei na cidade”, afirmou Bruno Neves.

O movimento no Terminal Rodoviário começou nas primeiras horas do dia e comprova os números. Informações obtidas no guichê da empresa Gardenia, são de que o movimento aumentou em 50% em relação aos dias normais. Vários horários extras foram colocados a disposição para quem chegava e saia da cidade usando o transporte coletivo. O destino mais procurado foi Varginha, talvez por conta da grande quantidade de fiéis que vem a pé pela MG 167.

Os ônibus vindos de várias localidades ficaram  a maioria deles na Avenida José Lagoa
Os ônibus vindos de várias localidades ficaram a maioria deles na Avenida José Lagoa
COMPARTILHAR

Comentários