Por Geovani Scalioni

 A tributação no meio rural é um assunto que envolve muitos outros, além dele somente. Entre as coisas que se envolvem neste tema nós podemos citar a atividade social aplicada ao meio rural, o que deve ser algo de interesse não só do produtor, mas também dos trabalhadores rurais.

Entre as atividades do meio rural nós podemos citar as agrícolas que envolvem plantações, colheitas, terras e outras coisas, assim como também as pecuárias que é não apenas a criação de animais, mas também a venda deles, exportação, o que eles produzem e tudo mais.

Todas estas coisas influenciam altamente sobre a tributação tanto de produtores que trabalham como Pessoas Jurídicas, como também os produtores que preferem trabalhar como Pessoas Físicas. O que leva a compreensão de um valor pago oportuno para cada situação.

Logo, a atividade social aplicada ao meio rural terá um efeito direto nos impostos pagos como, por exemplo, o Imposto de Renda, bem como as contribuições. Ao decorrer deste artigo você entenderá como esta atividade social aplicada ao meio rural pode influenciar nos tributos que devem ser pagos.

Como funciona a atividade social aplicada ao meio rural

É fato que todos devemos estar em dia com os impostos. Portanto, quando a Pessoa Física aplica o seu dinheiro em algumas coisas no meio rural, estes impostos podem ser diminuídos e benefícios fiscais acrescentados. Por isso, confira logo a seguir alguns exemplos sobre isso:

  • Comprovantes:

Antes de tudo é necessário que você comprove o valor pago, portanto, o produtor deverá guardar toda a documentação legal que foi usada, bem como todos os tipos de notas fiscais e os outros documentos fiscais que estiverem envolvidos no processo de pagamento das despesas.

  • Gastos passíveis de exaustão:

Alguns tipos de gastos estão passíveis de exaustão, pois os valores gastos neles não são significativamente tão altos. Entre estes gastos nós podemos citar alguns tipos de plantações como, por exemplo, os alimentos que não terminam juntamente com a primeira colheita.

Outro caso muito comum para citar também é o exemplo das lavouras de cana de açúcar. Pois a colheita é o próprio fruto, o que deixa livre o solo já na primeira vez que é colhida. Portanto, os gastos com vegetais que não se extinguem facilmente e cana de açúcar estão passives de exaustão.

  • Imposto de Renda:

O Imposto de Renda é um dos pontos centrais para entender a ação social aplicada no meio rural. Seguindo esta linha de raciocínio, o Imposto de Renda será calculado a partir do tempo em que os estoques estiverem sendo vendidos.

  • Culturas agrícolas:

As culturas agrícolas se dividem em temporárias e permanentes, e a partir delas você poderá também poderá agir de acordo com o seu saldo. No caso das temporárias é por conta de que as colheitas estão sujeitas a um novo plantio. Já nas permanentes é devido à colheita dar os seus frutos mais de uma vez sem precisar plantar novamente.

As atividades sociais

Dependendo da atividade social que você praticar, o Imposto de Renda visto acima, bem como todas as tributações que como produtor é necessário pagar diminuirão significativamente. Portanto, esteja sempre atento a todos estes pontos para que você também possa até estar isento de acordo com a atividade social praticada. Alem de todo cuidado na guarda e no conhecimento das atividades e sempre aconselhável contar com o apoio de um profissional especializado no setor rural que tenha esta expertise de poder separar e tributar sua atividade conforme ela se enquadra

E muito importante você contar com uma contabilidade especializada no setor agrícola para te dar toda orientação necessária no exercício de sua atividade. SE você gostou de saber sobre a atividade social aplicada ao meio rural, nãos se esqueça que você pode compartilhar este post em todas as suas redes sociais para que os seus amigos também possam ficar sabendo de todas essas coisas.

Acesse nosso site:

www.scalioni.com.br

Cadastre no Canal do Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC3KFKwVnWfZe-O0-HV6YPaA

COMPARTILHAR

Comentários