O ex-prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), negou nesta semana que fosse mentira que ele tinha colocado seu nome a disposição, para concorrer ao cargo voluntário de Provedor da Santa Casa de Misericórdia do Hospital São Francisco de Assis, em Três Pontas.

O ex gestor tinha a intenção, sim, de ser provedor, até quando foi veiculada a reportagem da Equipe Positiva. Foi a partir da matéria, que Paulo Luis soube das pretensões do presidente da Associação Comercial e Agro Industrial, Michel Renan Simão Castro, de cuidar do Hospital e por isto teria desistido, declarando apoio incondicional ao empresário, a quem Paulo Luis disse respeitar muito e ter uma estreita relação de amizade. “Em momento algum a Equipe Positiva inventou e ou errou ao divulgar meu nome. Após saber que Michel tinha esta intenção, eu publiquei em uma rede social que o apoiaria e que não concorreria com ele”, esclareceu.

Paulo Luis respondeu um post do laboratorista Juliano Breyner, no facebook dizendo que não tinha mais a intenção de disputar, uma vez que sempre foi muito difícil encontrar um nome para a provedoria e que ele estaria a disposição, caso a irmandade entendesse.

Eleição

Com a desistência de Paulo Luis, Michel Renan é o único até agora que demonstrou interesse. A Eleição que definirá o sucessor de Mário Reis de Oliveira na Provedoria da Santa Casa, será no dia 26 de março. Além dele, existem os cargos de vice provedor, diretor administrativo financeiro, vice diretor administrativo financeiro, três conselheiros, três suplentes e três membros do Conselho Fiscal.

 

COMPARTILHAR

Comentários