Governador anuncia investimentos pelo Funcafé ao instalar o Fórum de Governo do Caparaó, em Manhuaçu

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, anunciou neste sábado (15) em Manhuaçu, durante a instalação do Fórum Regional de Governo – Território do Caparaó, a liberação de R$ 143,5 milhões para os produtores e cooperativas de produção do estado por meio do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé).

Ao apresentar os investimentos na área da cafeicultura na região, o governador ressaltou a importância de valorizar as potencialidades locais e resolver os problemas de cada território. “Para governar um Estado tão diversificado, tem de ir aos lugares, tem de chegar perto das pessoas, entender os problemas delas, estar juntos e ter capacidade de ouvir e humildade para escutar. E o Fórum Regional é exatamente para isso”, afirmou.

A assinatura da liberação dos investimentos no setor da cafeicultura foi feita pelo governador Fernando Pimentel e pelo diretor-presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Marco Aurélio Crocco Afonso – que começou a operar o Funcafé em 2014. Serão R$ 40 milhões para estocagem e R$ 30 milhões para o Financiamento para Aquisição de Café (FAC).

Outros R$ 73,5 milhões serão destinados para capital de giro, dos quais R$ 30 milhões para as indústrias de torrefação e R$ 43,5 milhões para as cooperativas. O Funcafé foi criado em 1986 e é gerenciado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, tendo como principal objetivo o financiamento, modernização, incentivo à produtividade da cafeicultura, da indústria e da exportação, além do desenvolvimento de pesquisas.

“Nós precisamos desenvolver cada vez mais uma política que o produtor de café seja valorizado. Minas é o estado brasileiro que mais produz o grão, portanto, valorizar o café é valorizar a economia mineira. O governador Fernando Pimentel está atento a isso e totalmente empenhado em buscar o melhor caminho para o setor. Tenho certeza que a liberação desse recurso contribuirá para o desenvolvimento do setor cafeeiro do estado”, afirmou o secretário de Estado de Governo e ex-vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Cafeicultura no Congresso Nacional, Odair Cunha.

Fonte: Agência Minas – Crédito (Foto): Philippe Hipolito/ Ascom Segov

COMPARTILHAR

Comentários