A Polícia Militar fechou o cerco durante todo o dia, na tentativa de prender uma quadrilha audaciosa e de uma habilidade incrível. O bando está cometendo diversos crimes em várias cidades da região, como Areado, Carmo do Rio Claro, Carmo da Cachoeira, Ilicínea, Campo Belo, Boa Esperança, Lavras, Santana da Vargem e Três Pontas.

A especialidade deles tem sido tomar veículos de assalto e levarem com eles as vítimas, em sequestros relâmpagos. Os criminosos são os suspeitos de terem assaltado na noite de terça-feira (07), o vereador e presidente da Câmara, Expedito Alves de Oliveira (PSD), em Santana da Vargem. Ele lutou com os assaltantes, foi levado no porta malas e abandonado cerca de duas horas depois, apenas de cueca na zona rural de Carmo da Cachoeira.

A cada dia eles estão agem em uma localidade. Um deles é Ramon Souza “Ramonzinho” de 31 anos (foto) natural de Campos Gerais, mas mora em Boa Esperança e tem mapeado as estradas vicinais de todas as cidades da região. Por isto, tem uma facilidade enorme para fugir e habilidade na direção. Com ele agem mais dois comparsas já foram identificados pela polícia.

Na manhã desta quinta-feira (09), eles chegaram em dois veículos em um posto de combustíveis em Carmo da Cachoeira, se passando por clientes. Dois estavam em uma caminhonete Strada roubada próximo a Três Corações e um terceiro em uma Hillux, que também foi tomada de assalto em Cláudio, no Oeste de Minas Gerais. Eles pediram aos frentistas que abastecessem R$50 na Strada e depois R$100 a Hillux. Antes dos funcionários terminarem de atendê-los, os três anunciaram o assalto e obrigaram os frentistas, um homem e uma mulher, a encherem os tanques de ambos os automóveis. Eles começaram a perguntar pelo cofre e como os frentistas disseram que a empresa não tinha, obrigaram ambos a entrarem nos carros.

Na saída de Santana da Vargem para Coqueiral, viaturas averiguavam todos os veículos que passavam

Cada um tomou uma direção. A caminhonete Strada seguiu pela Rodovia Fernão Dias, em direção a Varginha. Cerca de dois quilômetros depois, o rapaz foi liberado. Quando encontraram com a Polícia Militar, houve troca de tiros, fizeram uma conversão e conseguiram fugir, sentido Belo Horizonte.

Nesta hora, a Polícia Militar de toda a região estava mobilizada e militares de Três Pontas fizeram o cerco nas proximidades nas estradas da zona rural do município. Equipes do 24º Batalhão de Varginha e das cidades fecharam as rodovias BR 265 em Santana da Vargem, cercou também Santana da Vargem, Coqueiral, Nepomuceno, Boa Esperança, Campo Belo e Aguanil. Um helicóptero da Polícia Militar de Belo Horizonte foi acionado para ajudar nas buscas.

Em Nepomuceno, “Ramonzinho” que estava com a frentista deparou com uma viatura e para fugir estava andando a mais de 160 quilômetros por hora, contou a vítima aos policiais militares. Durante o trajeto, ele fazia contato com os comparsas e dizia que se encontrariam no lugar de sempre. Depois de pegar seu celular, devolver seu chip e cartão de memória, ela foi deixada em uma lavoura de café, em Coqueiral.

Até a publicação desta reportagem, policiais militares ainda estavam fazendo buscas, mas ninguém ainda havia sido preso.

COMPARTILHAR

Comentários