*Fuga foi no fim de semana

A Polícia Militar Rodoviária Estadual prendeu no início da tarde desta segunda-feira (25), dois presos que haviam fugido do Presídio de Três Pontas. Glenan Messias de Almeida Pereira, de 30 anos e Matheus Felipe Marciano, de 22 anos conhecido por “Escobar”, fugiram na noite deste domingo (24), depois de cavarem um buraco na parede da cela que eles estavam.

Os dois foram presos Elói Mendes em uma Operação Cerco Bloqueio. Eles estavam em uma moto e foram parados na rodovia BR 491, chegando na cidade. A polícia não informou ainda se a moto que eles estavam era roubada. Eles serão reconduzidos ao Presídio de Três Pontas que tomará as providências.

Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP), divulgou que a direção da Unidade instaurou procedimento interno para apurar as circunstâncias da fuga. As investigações ficam por conta da Policia Civil. 

Escobar e Glenan tem fichas extensas

Os dois presos que fugiram são conhecidos na prática do crime e cumpriram pena em vários presídios do Estado. Escobar responde pelos crimes de assalto, roubo e tráfico de drogas.

Já Glenan ficou muito conhecido depois de ter sido denunciado pelo ex cunhado, acusado de ter agredido o próprio filho de apenas 4 anos de idade e fugido. O caso foi em janeiro de 2014. A mãe do garotinho sabia das agressões, mas não denunciou o ex marido com medo dele ser preso, já que havia um mandado de prisão contra Glenam. O menino estava com o corpo cheio de hematomas e revelou aos militares que o agressor era seu pai. Depois da divulgação do caso, Glenan se entregou uma semana depois, no Fórum Dr. Carvalho de Mendonça em Três Pontas. Na época, ele havia recebido o benefício para trabalhar fora da Unidade Prisional, o regime semi aberto, mas não voltou. Glenan tem passagens por diversos presídios e penitenciárias e responde por assalto a mão armada e tráfico de drogas. Ele havia sido preso em Belo Horizonte, utilizando nome falso.

COMPARTILHAR

Comentários