*Em cinco meses, polícia acredita que ele tenha dado prejuízo a sites de compras de cerca de R$100 mil

Uma investigação que durou meses, foi concluída nesta segunda-feira (19), com a prisão de um jovem de 20 anos acusado de estelionato, mas uma modalidade diferente das tradicionalmente registradas em Três Pontas. O crime acontecia virtualmente, pela internet.

A Polícia Militar prendeu Marcos Adriano Santos Cesário, que é acusado de dar golpes em sites de compras. O jovem fazia compras com tanta freqüência que chamou a atenção. Os Correios faziam a entrega das mercadorias quase que diariamente na casa onde ele mora, no bairro Antônio de Brito.

Marcos participava de grupos formados em redes sociais. Neles conseguiu número de cartões de crédito, com dados pessoais, possibilitando que ele utilizasse para fazer compras. As informações muitas das vezes eram vendidas por uma célula das quadrilhas especializadas.

O acusado pegava os dados, como o número do cartão, senha e CPF, fazia a transação utilizando seu próprio computador pessoal ou aparelhos celulares, escolhia produtos fáceis de serem revendidos, como –  eletroeletrônicos, roupas, pulseiras, bonés, bebidas, suplementos alimentares, celulares, arma de brinquedo, calçados, equipamentos de som, relógios, pneu e até peças de veículos – e depois pagava com cartão clonado e solicitava que a mercadoria viesse pelos Correios.

No início da tarde quando Marcos Cesário chegava para pegar mais uma remessa na agência, foi surpreendido pela chegada da Polícia Militar. Ele deu várias versões, até contar a verdade, revelando em detalhes de como agia. Tudo era revendido por um preço bem abaixo do mercado, as vezes na rede social.

As compras que o acusado fez ao longo de cinco meses chegam a cerca de R$100 mil e o prejuízo ficava com os sites de vendas. O cliente quando vê o seu movimento bancário reclama na agência, que fazia o estorno e cobra do site de vendas, que acaba ficando sendo a vítima e tendo a perda.

Os militares foram até a casa do rapaz e encontrou muita mercadoria adquirida de forma ilícita. Os produtos foram aprendidos e o rapaz recebeu voz de prisão, foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Três Pontas onde foi ratificado o flagrante.

COMPARTILHAR

Comentários