* Prefeitura
e Câmara estão fechadas nesta segunda-feira. Atendimento volta ao normal
amanhã. Prefeitura decretou luto oficial e três dias


Denis
Pereira – A Voz da Notícia


A cidade de Santana da
Vargem amanheceu triste com a morte do ex-prefeito e vereador José Noel Gouvea,
o Nelico. Homem simples, sua personalidade foi marcada pela preocupação com os
menos favorecidos. Foi assim na vida pública e na convivência com a comunidade.


Nelico foi atropelado na BR
265, por volta das oito da noite deste domingo (20), por um ônibus que seguia
sentido Boa Esperança. Ele morreu na hora. Muitas pessoas foram ao local do
acidente e o transito chegou a ficar complicado. O motorista do ônibus José
Aureliano Sobrinho de 49 anos, contou que haviam vários veículos trafegando
sentido contrário, quando deparou com a Nelico atravessando no centro da pista.
Ele tentou desviar mas não conseguiu. José Aureliano foi conduzido para o
destacamento da Polícia Militar de Santana da Vargem onde foi registrado o
boletim de ocorrências, em seguida levado para a Delegacia de Varginha, onde
foi ouvido e liberado. Segundo
a Viação Gardênia, o motorista contou que o vereador tentou atravessar a pista,
mas ele não teve tempo de desviar. Ainda conforme a empresa, no outro sentido
vinha uma carreta na hora do acidente, o que dificultaria ainda mais o desvio.
A empresa
finalizou dizendo que o veículo estava dentro da velocidade permitida
para o trecho, que é de 80 quilômetros por hora.

O corpo foi velado desde a
madrugada na Câmara Municipal, onde populares, amigos, políticos da cidade e
região foram se despedir do ex-prefeito vereador e que cumpria seu terceiro
mandato no Poder Legislativo. José Noel Gouvea foi prefeito do município entre 1997 e 2000. Ele também
foi presidente da Câmara entre 2008 e 2009 e estava filiado ao Partido Social Democrático (PSD).

Quem assume a vaga de Nelico
na Câmara é o ex-vereador Joel Teodoro da Silva (PTB), (Cabo Joel) que nas
Eleições de 2012 recebeu 115 votos. Ele deve tomar posse já na sessão ordinária
desta terça-feira as 19:30. 

Antes da saída do funeral
para a igreja Matriz Nossa Senhora Sant’Ana, onde foi celebrada missa, o
presidente da Câmara vereador Emerson Araujo (PT), leu uma mensagem em
homenagem ao colega de vereança. “Santana da Vargem desde a noite de ontem
ficou uma cidade triste, ao receber a notícia do falecimento do nosso grande
amigo, colega e também de um grande profissional. Digo grande profissional como
funcionário público que foi, se dedicando a profissão e esquecendo-se de si próprio,
dedicando-se de corpo e alma as pessoas que dele precisavam. Não tinha dia,
hora, a qualquer momento, qualquer pessoa que necessitasse ali estava o “Ti
Nelo”, sempre pronto para servir e dar sua palavra de conforto. Como político
foi um exemplo para a população vargense e comunidades rurais, sempre se
esquecendo de si próprio e pensando no melhor para os outros”, disse o Chefe do
Legislativo. Ele completou o chamando de “prefeito caridoso, carismático, homem
do povo que não sabia dizer não, mesmo sabendo que poderia sofrer as conseqüências
amanhã”.


O deputado federal Diego
Andrade (PSD), ficou o tempo todo junto com o filho do vereador, Reinaldo
Gouvea e os netos Yara e Yago. Junto com alguns assessores ele chorou a morte
do amigo e colega de partido que sempre visitava quando estava no Sul de Minas.
Na missa celebrada na Matriz, ele ocupou o primeiro banco ao

lado dos
familiares. “É com muito pesar que venho aqui para velar o meu amigo, simples,
homem trabalhador, de referência e pessoa correta. Sempre que estava por aqui,
passava no seu sítio e tomávamos café juntos e eu era sempre recebido com
carinho. Que Deus o receba de braços abertos”, afirmou o parlamentar. O
parlamentar quer que se apure a morte de Nelico.


O
presidente da Câmara Municipal de Três Pontas foi até o velório em Santana da
Vargem e lembrou que na audiência pública realizada recentemente pela
Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Nelico que mora as margens do
entroncamento da MG 167 com a BR 265 havia afirmado a necessidade de obras
urgente no local, evitando que novos casos acontecessem. “Além disso ele tinha
uma grande bandeira que era as questões sociais e com o crescimento da região”,
falou Sérgio Silva. 

O vereador
de Três Pontas Francisco Botrel Azarias, seguiu a mesma linha e acrescentou que
Nelico era totalmente desprendido e buscava amenizar os acidentes que acontecia
na porta de sua casa, quis o destino que a próxima vitima seria ele.


Joel Ferreira Lopes vereador
no mandato passado, trabalhou com Nelico nos últimos quatro anos e o chamou de
grande companheiro, amigo e gente do povo, que abria as portas de sua casa a
quem quer que seja. “É uma perda dolorosa que chocou toda a cidade”, completou.


O
vereador Josino Silva tinha Nelico como amigo, sempre alegre e que fez muito
por Santana da Vargem. “Neste momento ficamos sem palavras para agradecer tudo
o que ele fez por toda a população que perde com sua morte”.



O
ex-vereador de Santana da Vargem João Martins Boaventura o conhecia desde a
época que Nelico acompanhava o Monsenhor José Ribeiro. Sempre humilde João Fran
Fran observava o seu jeito de tratar as pessoas. Fran Fran foi seu sucessor na
presidência da Câmara em 2010 e viu os frutos de seu trabalho no Legislativo. 

Quem
também esteve no velório foi o ex-prefeito de Carmo da Cachoeira, Godofredo
Caldeira, eles foram prefeitos na mesma época e eram integrados pela Associação
dos Municípios do Baixo Sapucaí (AMBASP). “Uma pessoa simples, honesta,
trabalhadora,
 que tinha uma virtude enorme de preocupar com as pessoas mais
necessitadas” afirmou Godofredo.



O vereador de Coqueiral Edval Eloi recebe a notícia da morte do vereador com muito pesar. Primeiro soube do acidente, mas não sabia que se tratava de Nelico. “Perdemos um grande político que trabalhou muito por Santana da Vargem”, concluiu.


O ex-vereador José Elias Figueiredo falou que conheceu muito Nelico, um vargense de coração, querido como cidadão, político sempre atuante que deixou um grande legado. Ele se solidarizou com a família.

O vereador Carlos César recebeu a notícia assim que o acidente aconteceu. Carlos lamentou a perda, mas a vida tem que seguir, com a mesma alegria e disposição que ele sempre demonstrava.


O
vereador de Coqueiral Edval Eloi recebe a notícia da morte do vereador com
muito pesar. Primeiro soube do acidente, mas não sabia que se tratava de
Nelico. “Perdemos um grande político que trabalhou muito por Santana da Vargem”,
concluiu.


O
ex-vereador José Elias Figueiredo falou que conheceu muito Nelico, um vargense
de coração, querido como cidadão, político sempre atuante que deixou um grande
legado. Ele se solidarizou com a família.

O vereador
Carlos César recebeu a notícia assim que o acidente aconteceu. Carlos lamentou
a perda, mas a vida tem que seguir, com a mesma alegria e disposição que ele
sempre demonstrava.


O
presidente da Câmara Emerson Araújo e o prefeito de Santana da Vargem Vitor
Elói baixaram Decretos no Legislativo e no Executivo que foram lidos no fim da
celebração que lotou a igreja. Câmara e Prefeitura estão fechadas esta tarde. O
atendimento volta ao normal amanhã.


O presidente da Câmara Emerson Araújo e o prefeito de Santana da Vargem Vitor Elói baixaram Decretos no Legislativo e no Executivo que foram lidos no fim da celebração que lotou a igreja. Câmara e Prefeitura estão fechadas esta tarde. O atendimento volta ao normal amanhã.

O prefeito Vitor Elói
estava em viagem oficial a Salvador (BA), quando recebeu a notícia por telefone
e ficou chocado. Nelico no início do ano viajou com o gestor para acompanhar a
posse da presidente do Tribunal de Contas de Minas Gerais (TCE-MG), Adriene
Barbosa de Faria Andrade. Ambos sempre conversavam e discutiam assuntos
referentes ao município. Vitor Elói foi candidato a vice prefeito de Nelico em 2008,
mas acabaram não vencendo. “Santana da Vargem perdeu uma pessoa muito estimada,
de coração bondoso e que se dedicavam principalmente aos mais humildes. A gente
se identificava muito. Santana da Vargem que está de luto”, concluiu o prefeito.
Ele decretou luto oficial de três dias.



Politicos acompanharam o cortejo até a Matriz e depois até o Cemitério Municipal
Vargenses lotaram a igreja de Nossa Senhora Sant’Ana, na última homenagem ao vereador Nelico
  

Prefeito Vitor Eloi, lamentou a amigo do companheiro, leu o Decreto baixado por ele, decretando luto oficial de três dias  e ponto facultativo no período da tarde
Presidente da Câmara de Santana Emersona Araujo também decretou luto na Câmara
O deputado federal Diego Andrade ficou o tempo todo junto com a família e acompanhou desde o velório até o sepultamento

Familiares, amigos, politicos e populares acompanham o funeral até o Cemitério onde Nelico foi sepultado no início da tarde



COMPARTILHAR

Comentários