Os vereadores fazem as articulações políticas nos bastidores da Câmara na Eleição para a presidência biênio 2015/2016. As manifestações começaram já há bastante tempo, porém, nos últimos dias ganharam força. Na verdade, desde quando o atual presidente Sérgio Eugênio Silva (PPS) foi eleito já havia conversas de quem o sucederia. Porém, o tempo passa as coisas mudam e a política sempre surpreende. A Eleição acontecerá na próxima segunda-feira (22), na última reunião do ano, quando também será votado o Orçamento para 2015.

O primeiro vereador a se inscrever candidato a Presidente, foi José Henrique Portugal (PMDB). Em janeiro ele protocolou ofício na Câmara afirmando que seria candidato. Depois vieram os outros – Luis Carlos da Silva (PPS) e Vitor Bárbara (PDT).

Portugal que é do PMDB foi o vereador eleito com o menor número de votos dos demais postulantes e é um nome forte na disputa. Tem o apoio do bloco da oposição e pode angariar mais alguns de vereadores que eram da base mais estão insatisfeitos com a Administração. Ele já foi presidente duas vezes em 2005 a 2006 e 2009 a 2010 e teve papel fundamental na eleição do ex-presidente Sebastião Pacífico, o que desbancou o favorito na época Luisinho. Suas metas são – cumprir a função constitucional do Legislativo, promovendo uma valorização dos vereadores e dos servidores, ter uma aproximação mais de perto com a sociedade, via Câmara Itinerante e Audiências Públicas, manter uma ótima relação com aqueles que ajudam Três Pontas, melhorar a relação com as outras esferas de Governo, (Belo Horizonte e Brasília), mas sempre com espírito de grupo. “O presidente não faz nada sozinho. Pretendo fazer uma presidência memorável e ainda bem melhor que as duas anteriores”, afirmou Portugal.

Luis Carlos que é do partido e da base do prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), também já foi presidente entre 2007 a 2008 e quer voltar a chefiar o Poder Legislativo. Enfrentou uma turbulência no seu mandato, quando houve aumento no subsídio dos vereadores e dos agentes políticos, o que repercutiu em toda a imprensa da região. Apesar disso, nunca perdeu popularidade, ao contrário, só ganhou votos e, em 2012 foi o campeão de votos. Luisinho está viajando esta semana, não foi encontrado e nem atendeu aos nossos telefonemas para expor a intenção de voltar a comandar a Câmara.

Vitor Bárbara também da base aliada é candidato novamente. Cumprindo seu terceiro mandato, Vitor já disputou a presidência uma vez, inclusive quando Paulo Luis foi prefeito, mas não conseguiu se eleger. Mas ele já compôs a Mesa Diretora, como secretário e vice. Desta vez, espera conseguir votos suficientes para ocupar a maior cadeira do Poder Legislativo. Ele acredita que tem certa experiência e quer trazer mais harmonia entre os próprios colegas. “A gente pode até ser surpreendido, mas estou bem confiante no apoio dos colegas”.

Paulo Luis não interfere no processo de Eleição da Mesa da Câmara e disse que não torce por ninguém especificamente, mas afirmou em entrevista à Equipe Positiva, que espera do próximo Chefe do Legislativo que seja igual ou melhor que o atual presidente Sérgio Silva que comandada a Mesa ao lado dos socialistas Luis Carlos (vice) e Alessandra Sudério (secretária).

O vereador Luís Carlos protocolou registro de candidatura para o cargo de vice-presidente, porém isto é proibido de acordo com a Lei Orgânica que não autoriza a recondução para o mesmo cargo no mandato imediatamente subsequente. O vereador Paulo Vitor da Silva havia protocolado registro de candidatura ao cargo de Presidente, mas depois ele acabou desistindo. Antonio Carlos de Lima havia registrado para vice, porém também desistiu de concorrer. 

Veja quem está disputando os cargos

destaques

PRESIDENTE:

José Henrique Portugal

Vitor Bárbara

Luís Carlos da Silva

 

VICE-PRESIDENTE:

Geraldo Messias Cabral

Valéria Evangelista Oliveira

Francisco Botrel Azarias

 

SECRETÁRIO:

Geraldo Messias Cabral

Valéria Evangelista Oliveira

Paulo Vitor da Silva

Luís Carlos da Silva

Vitor Bárbara

COMPARTILHAR

Comentários