*A cada 20 litros, cerca de 1,5 litro não caia no tanque do veículo que estava sendo abastecido

Dois postos de combustíveis foram lacrados nesta sexta-feira (1º), no Centro de Três Pontas, durante a Operação Octanagem desencadeada em parceria com o Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais (Ipem/MG), a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Imetro), o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e a Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais (SEF/MG). A ação policial teve o intuito de fiscalizar postos de gasolina onde denúncias apontavam fraude no abastecimento de bombas de combustível.

Funcionários do posto que fica na Praça do Pirulito cortaram os fios para tentar esconder a fraude, mas não conseguiram retirar o chip que automatiza o sistema

De acordo com informações colhidas pela Equipe Positiva no local, nas bombas de abastecimento havia um sistema automatizado que reduzia a quantidade de combustíveis que estava indicado nos painéis aos consumidores. A cada 20 litros, era 1,5 litro a menos que caia nos tanques dos veículos.

O sistema era bastante moderno e havia um chip que controlava tudo, que ligava e desligava quando fosse necessário. Inclusive se algum cliente reclamava, bastava um clique para deixar tudo normal.

Enquanto as equipes estavam ainda no primeiro alvo, no posto que fica no alto da Avenida Ipiranga, em frente ao trevo “da Fiat”, funcionários avisaram os de um outro estabelecimento que seria do mesmo dono, que fica na Praça Teodósio Bandeira, a Praça do Pirulito, sobre a operação. Eles então cortaram os fios da placa, mas não conseguiram retirar o chip que comanda o sistema fraudulento.

Cinco pessoas foram conduzidas para a Delegacia de Polícia Civil de Três Pontas. A operação começou de manhã, contou com um efetivo de 60 policiais civis.

Nesta primeira fase, 12 estabelecimentos foram alvos desta operação, realizada nos municípios de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Juiz de Fora, Uberlândia, Varginha e Três Pontas.

ASSISTA O VÍDEO COM A REPORTAGEM

 

COMPARTILHAR

Comentários