Nome do vice será confirmado nas convenções dos partidos políticos que serão realizados nesta semana

“A mudança já começou” é o nome da Coligação que tem como candidato a prefeito de Três Pontas, Paulo Luis Rabello. O nome dele foi confirmado na convenção do Partido Popular Socialista (PPS) e do Partido Socialista Brasileiro (PSB), realizadas em conjunto na manhã deste domingo (31), na Câmara Municipal.

O encontro contou com a participação dos atuais vereadores do PPS e de partidos aliados, que integram a coligação formada até agora por 09 partidos PPS, PSDB, DEM, PTB, PDT, PSB, PTN, PR e o PP.

Na mesa que presidiu a convenção, o presidente do PSB José Rodrigo Ferreira, o pré candidato a reeleição Paulo Luis Rabello e o presidente do PPS, o vereador Sérgio Eugênio Silva. O presidente da Câmara Luis Carlos da Silva foi o mestre de cerimônias e anunciou as falas dos companheiros. Nas bancadas ficaram os presidentes, do PR Érika dos Reis, do PDT Daniel Bedani, do DEM Miguel Bertozzi, do PP Ney Antônio e também os vereadores que cumprem mandato na Câmara, Valéria Evangelista, Alessandra Sudério, Vitor Bárbara, Geraldo Messias e Diego Andrade.

06
O presidente do PSB José Rodrigo, o pre candidato prefeito Paulo Luis e o presidente do PPS vereador Sérgio Silva

Foram poucas as falas, porém, todas elas incisivas, em defesa da união em prol da continuação da mudança, que iniciou em janeiro de 2013, com a eleição de Paulo Luis, para cumprir seu segundo mandato no Poder Executivo.

O atual vice prefeito Érik dos Reis Roberto (PSDB), não economizou nas palavras para mostrar todas as qualidades de Paulo Luis e as dificuldades que eles enfrentaram juntos ao assumir a Administração. “A gente muda quando as coisas não estão dando certo. Vivemos um momento de esperança, enquanto o Brasil está em crise política e cheio de corrupção”, disse. Érik focou seu discurso na área que atuou, a Educação, prioridade deste mandato, recordou as melhorias que aconteceram, como o pagamento do Piso Nacional aos Professores, o aumento de salários dos Educadores, a construção da Escola Edna de Abreu com recursos próprios, entre outros.

Em seguida, atacou a oposição que é liderada pelo deputado federal Diego Andrade, que na convenção do PSD, afirmou que procurou o prefeito Paulo Luis várias vezes, prometeu verbas e não cumpriu, preferiu levar para Campos Gerais. “Chega desta política mesquinha. É preciso ter moral e cumprir com que diz e parar de infantilidade”, defendeu.

Ele também informou que a prestação de contas de Dr. Luiz Roberto das Eleições de 2012, foram reprovadas. Sem citar o nome do adversário, contou ainda mais. Que a reprovação foi em todas as instâncias, na Comarca de Três Pontas, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e no Superior Tribunal Federal (STF) e comentou. “Se não dá conta de prestar conta de eleição imagina do Orçamento do Município de R$100 milhões”, comparou o vice prefeito.

Pedindo apoio aos correligionários, Érik pediu que todos sejam soldados em defesa não do grupo político, mas da cidade de Três Pontas.

02Já Paulo Luis Rabello fez revelações de fatos, que segundo ele, poucas pessoas sabem. Quando assumiu o segundo mandato, em 2013, ele recebeu uma proposta para terceirizar a coleta de lixo por R$600 mil mês. Em troca ele receberia R$100 mil, mas não aceitou. Esta mesma pessoa, segundo Paulo Luis, estava na convenção do PSD. Sobre a acusação de não ter aceitado ajuda da oposição, mais uma vez reinterou que colocou todos os projetos a disposição de todos os deputados. O vereador Sérgio Silva, é testemunha de que o deputado Diego Andrade sabe disso, mas preferiu levar recursos e até o que estava garantido para Três Pontas como a Carreta do Ver Minas, para Campos Gerais. Lá, onde certamente o prefeito aceita proposta, imposição de pessoas e a Câmara até contrata escritório de advocacia para dar consultoria.

O prefeito, explicou que o vice ainda será escolhido e não será colocado guela abaixo por imposição e os partidos políticos serão ouvidos. Ele também comentou sobre a reprovação das contas de campanha do seu adversário Dr. Luiz Roberto. Segundo ele, entrou dinheiro sem origem o que é chamado de caixa dois, assim como fizeram do Hospital São Francisco de Assis, no mandato passado, de lavanderia. E são estas mesmas pessoas, figurinhas carimbadas que querem voltar a mamar nas tetas da Prefeitura.

Ele afirmou que muito já foi feito mudando Três Pontas para melhor, é preciso mais, mas que a mudança já começou. Citou como exemplo, a saúde, educação e a geração de emprego. Os avanços foram dentro da lei, como é o caso da licitação para incentivar a industrialização. “Nós não incentivamos aproveitadores, não damos terreno para qualquer um. Basta as pessoas verem na saída para Campos Gerais o Distrito Industrial e, na saída para Varginha as empresas que se instalaram”, afirmou. Terminou dizendo que “em Três Pontas não tem presentinho, não tem presentão e não tem corrupção”.

05José Rodrigo e Sérgio terminaram a convenção dos partidos que estão coligando na proporcional e na majoritária falando aos candidatos a vereadores que foram escolhidos. Sérgio Silva explicou que a Coligação “A Mudança já começou” tem um número menor de partidos, todos estruturados, com número expressivo de representantes no Congresso Nacional e com gente de qualidade.

COMPARTILHAR

Comentários