Foto ilustrativa – Agência Minas

Encontro será hoje as 15 horas no Palácio Tiradentes. Governador ouvirá demandas dos produtores e as consequencias do preço pago ao café nos municípios sul mineiros

Denis
Pereira – A Voz da Notícia


Os
prefeitos do Sul de Minas de diversos partidos estão mobilizados e unidos para
um encontro com o governador Antônio Anastasia, agendado para hoje, terça-feira
(15), no Palácio Tiradentes as 15 horas. O movimento que partiu de Três Pontas,
ganhou a adesão da Associação dos Municípios da Microrregião do Baixo Sapucaí
(AMBASP) e Associação dos Municípios do Lago de Furnas (ALAGO), que estão
convidando os gestores filiados para conclamar o Governo do Estado para
conhecer a sensibilizar-se com os problemas advindos da agricultura,
especialmente dos municípios produtores de café.


A
intenção é debater e discutir o mercado cafeeiro e a repercussão negativa dos
preços baixos. As conseqüências são o desemprego, endividamento do produtor
rural pelo alto custo dos insumos e equipamentos para a cafeicultura e até o
aumento na criminalidade.

“Todos
os municípios que são produtores de café estão passando por dificuldades,
financeiras e sociais. Este preço do café que está sendo comercializado é
inviável aos produtores. Por isto o desemprego está batendo a porta das
famílias trespontanas, do Sul de Minas e dos estados do Espírito Santo, Paraná
e São Paulo, disse o prefeito de Três Pontas Paulo Luis Rabello (PPS). Segundo
ele, as lideranças políticas municipais e do café vão demonstrar o dia a dia
nas cidades. Diz o prefeito, que o governador será reeleito representante para
que juntamente com governadores destes estados afetados, levem à presidenta
Dilma Rousseff (PT), o momento crítico para a economia nacional.

O
movimento supra partidário, começou com a Cocatrel, tem apoio do Conselho
Nacional do Café (CNC) e o envolvimento de todas as cooperativas. Os prefeitos
de Três Pontas e Santana da Vargem, Paulo Luis Rabello (PPS) e Vitor Donizetti
Siqueira (PT), já confirmaram presença. 

COMPARTILHAR

Comentários