* Coleta seletiva a partir da próxima semana estará em 50 bairros, faltando pouco para atingir toda a cidade

A Prefeitura de Três Pontas, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e da  Associação Trespontana de Catadores de Materiais Recicláveis (Atremar) estão ampliando a área de abrangência da Coleta Seletiva Solidária. O serviço já está funcionando em Três Pontas desde abril e agora vai chegar a mais 34 bairros.

A nova fase foi lançada na manhã desta quarta-feira e quinta-feira (22 e 23) na Praça Padre Francisco, no bairro Catumbi e no Sambódromo Jaime Abreu, com atividades desenvolvidas pela Escola Municipal João de Abreu Salgado e pela COOTEC, como dança e música.

DSC03608Na quarta, os meninos e meninas do João de Abreu, deixaram suas salas para uma aula de cidadania, porta da própria escola, na Praça Padre Francisco. A conscientização da importância da coleta seletiva. Eles entenderam o que é reciclável e o que é lixo, devendo os moradores fazer a separação. A educadora social Renata Martins pediu que o recado fosse levado aos pais, que papel, papelão, plástico, vidro e metal não devem mais ser colocados no lixo doméstico. A partir da próxima semana, os catadores da Atremar, devidamente uniformizados vão ampliar suas áreas de atuação e fazer o recolhimento.

Demonstrando a necessidade do apoio de cada um, é que dois catadores foram chamados a frente, uma que está na associação a 10 anos e um jovem de 20 anos que é funcionário a seis meses. Dona Marilei de Fátima Miranda lembrou que o que a população joga fora de reciclável é o sustento para sua família, por isto, pediu a colaboração. Danilo Carlos da Silva lembrou além de gerar emprego, os recicláveis retirados do meio ambiente deixam de poluir e são retirados do Aterro Sanitário.

A secretária de Meio Ambiente Evânia Rocha Moreno, representou o prefeito Paulo Luis Rabello, agradeceu o apoio da Escola João de Abreu, da Atremar e pediu a colaboração de todos.

As salas do 5º ano fizeram paródias que foram apresentadas. Os Meninos da Vila também participaram. Mas foram dois alunos do 8ª ano que chamaram a atenção e segurou a moçada. Gleiber e Victor Hugo cantaram sucessos da música sertaneja universitária.

DSC03610
Os alunos Gleiber e Victor Hugo chamaram a atenção e tiveram que cantar canções além do previsto durante o lançamento de mais uma etapa da coleta seletiva no bairro Catumbi

DSC03594

Moradores que residem nas novas localidades da coleta, devem separar o lixo doméstico dos materiais recicláveis. E como já acontece nos 16 bairros atendidos, o caminhão da Atremar, vai passar pelas ruas e ao som do hino do catador de recicláveis, eles vão bater nas portas para pegar os recicláveis, que deixarão de ser recolhidos pelo caminhão convencional dando destino correto aos materiais que são reutilizados.

Nas quartas-feiras a coleta será feita nos bairros – Distrito Industrial, Vivendas do Bosque I, Vivendas do Bosque II, Vila Rica, Village das Palmeiras, Major Brás, Vicentini, Catumbi, São Francisco de Assis II, Vila Campos, São Vicente, Santa Teresa I, Santa Teresa II, Jardim Brasil, parte do Centro, São Gabriel, Chácara Catumbi, Azarias Campos, Vila Rosa, Novo Horizonte e Ouro Verde.

Já as quintas-feiras será a vez dos bairros – Esperança, Cohab Ouro Verde, João Piedade Campos, Vale do Sol I, Vale do Sol II, Vale do Sol III, Botafogo, Ponte Alta I, Jardim Paraíso, Jardim Bom Pastor, Jardim Philadélphia, Santana e parte do Centro.

O projeto teve que dividir a cidade em setores, para corrigir possíveis imprevistos que possam acontecer durante a implantação. Porém, agora que está se estendendo para o restante do Município, as equipes formada por 13 catadores já estão mais preparadas.

A idéia da coleta seletiva surgiu em parceria com o Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável (INSEA), após um estudo de estruturas e de modelos das coletas seletivas que já acontece em outras cidades.

A Atremar vende os materiais recolhidos diretamente às empresas do ramo. O dinheiro é destinado para os catadores de recicláveis que estão associados.  O aumento no número de bairros atendidos garante mais renda aos trabalhadores.

COMPARTILHAR

Comentários