*Município reforça assim prevenção e repressão ao meio ambiente

A Prefeitura de Três Pontas assinou convênio com a Polícia Militar do Meio Ambiente. A Corporação que atende a 14 cidades oficializa pela primeira vez parceria com um município e vai oferecer apoio efetivo na Área de Proteção Ambiental (APA), na Serra de Três Pontas, que foi criada em lei, principalmente sendo um órgão fiscalizador, na questão de queimadas, apoio na apreensão de animais silvestres, entre outras medidas necessárias.

Uma reunião realizada na última semana, acertou detalhes do convênio, que segundo a Chefe de Divisão de Meio Ambiente Maria Helena Aparecida Ribeiro está sendo tratado desde janeiro, quando o prefeito Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD), tomou posse e o convênio foi assinado em maio. O município irá fornecer combustíveis, peças e materiais de consumo às equipes.

O secretário de Meio Ambiente Francisco Botrel Azarias informa que a Secretaria não tem poder de polícia e em casos de ações criminosas a PM precisa ser acionada. O convênio garante um suporte e dá respaldo ao órgão municipal que juntos irão promover campanhas de conscientização, informando sobre as práticas que são criminosas e as medidas simples mais fundamentais para se proteger o meio ambiente, tanto na zona urbana como na rural.

O Sargento da PM do Meio Ambiente Tiago Maganha Azevedo, reforça que Três Pontas é uma cidade que está localizada em uma região privilegiada, banhado pelo Lago de Furnas onde acontece a prática de pesca, tanto profissional regular e legal, mas também a pesca predatória ilegal, tem a área da Serra e a fauna. A PM está preocupada com a proteção de tudo isto e com o convênio, é possível maximizar e aumentar a força para que efetivamente o meio ambiente possa ser fiscalizado, protegendo para as próximas gerações, contou o Sargento Azevedo. Como qualquer crime, o trabalho planejado é preventivo. “A gente gostaria que somente a prevenção fosse realizada, e reduzíssemos assim, os crimes ambientais, mas infelizmente eles tem aumentado”, registrou. Por isto, por obrigação institucional é preciso atuar na repressão em favor da ordem pública. Três Pontas tem na sua história o registro de um alto índice de crimes ambientais e que não envolvem apenas a pesca irregular. A prisão de pessoas são feitas com frequência.

O prefeito Dr. Luiz Roberto disse que está promovendo uma junção de esforços em prol da prevenção ao meio ambiente, envolvendo inclusive a Secretaria de Agricultura. Mas a conscientização não pode ser apenas das autoridades e sim de cada cidadão, orienta o prefeito. Tanto é que em outubro será realizado uma blitz informativa com a participação da PM Ambiental, Escoteiros, Secretaria de Meio Ambiente, gaioleiros, motociclistas e Guarda Municipal. O foco será mostrar a importância da Serra, referência tão grande, que dá o nome a cidade.

A Secretaria de Meio Ambiente insiste na necessidade de aprovação do projeto que pune com multas que fizer qualquer tipo de queimada na zona urbana. O gestor recordou que há dias, uma grande área foi consumida pelo fogo nas proximidades da Fazenda do Santinho, ao lado do bairro Jardim das Acácias. Lá, a Secretaria de Meio Ambiente fazia um trabalho de recuperação de uma área de preservação com o plantio de árvores nobres. Porém, colocaram fogo em um veículo velho no local que destruiu tudo, tempo e trabalho perdido, causando um prejuízo imensurável.

Se o projeto for aprovado, dará um poder maior ao Poder Público, para que as leis ambientais sejam cumpridas. Para tentar convencer os vereadores, Luiz Roberto explica que é preciso deixar mais que bons exemplos aos filhos, netos, bisnetos, mas uma ação efetiva e concreta.

O prefeito Dr. Luiz Roberto disse que está promovendo uma junção de esforços em prol da prevenção ao meio ambiente, envolvendo inclusive a Secretaria de Agricultura. Mas a conscientização não pode ser apenas das autoridades e precisa ser de cada cidadão, orienta o prefeito. Tanto é que em outubro será realizado blitz informativa com a participação da PM Ambiental, Escoteiros, Secretaria de Meio Ambiente, gaioleiros, motociclistas e Guarda Municipal. O foco será mostrar a importância da Serra, referência tão grande que faz alusão ao nome que a cidade tem.

COMPARTILHAR

Comentários