* Obra começou em agosto de 2012 e agora vai ampliar a oferta da prevenção a saúde 

Reforçar a prevenção a saúde das famílias. É com este objetivo que a Prefeitura de Três Pontas, inaugurou na tarde desta segunda-feira (09), a terceira unidade de PSF no Município, no bairro Alcides Mesquita. A construção do PSF “Dr. Carlos Antônio Fagundes de Sousa”, foi iniciada na gestão anterior, em agosto de 2012 e finalizada em 2013, pelo atual prefeito Paulo Luis Rabello (PPS) e recebeu investimento de R$200 mil do Ministério da Saúde.

A atual Administração investiu R$108 mil, sendo R$68 mil para concluir a edificação e mais R$40 mil em equipamentos e mobiliário. Já estão sendo cadastradas 2 mil pessoas para serem atendidas pela unidade. A cobertura representa um aumento de 3,57% nos atendimentos. O PSF terá uma médica, contratada através do Programa de Provimento do Governo Federal (Mais Médicos/Provab), um enfermeiro, uma técnica de enfermagem, quatro agentes comunitários, recepcionista e uma auxiliar de serviços gerais.

A cerimônia contou com a presença de diversos servidores da Secretaria de Saúde e um número grande de familiares do homenageado que ocuparam as cadeiras embaixo de uma tenda montada nos fundos do prédio. Foi lá que os convidados abriram a solenidade, ouvindo a execução do Hino Nacional Brasileiro feito pelo diretor e coordenador artístico do Conservatório Municipal Heitor Villa Lobos, Clayton Prósperi e Beto Maciel. Em homenagem à apresentadora e cantora Inezita Barroso, que faleceu neste domingo (08), eles deram um tom sertanejo caipira na versão e usaram até um acordeon.

14O HOMENAGEADO – Exercia com amor e humildade a sua sagrada profissão

Dr. Carlos Antônio Fagundes de Sousa foi homenageado pelos feitos e sua benécias, ao ter o projeto de lei enviado pelo Poder Executivo aprovado.

Carlos Fagundes nasceu em Boa Esperança em 20 de fevereiro de 1946, filho de Haroldo de Souza Figueiredo e Darci Fagundes de Souza. Era o primogênito dos 5 filhos do casal. Iniciou seus primeiros estudos na vizinha cidade de Campos Gerais, onde residiu com a família até 1957, quando estava veio para Três Pontas. Concluiu o curso primário no Grupo Escolar Cônego Victor e o secundário no Ginásio São Luiz.

Formou-se em Medicina em 1973, em Belo Horizonte, pela Universidade Federal de Minas Gerais, especializando-se em Pediatria. Em seguida, em virtude da escassez de médicos anestesistas na cidade, por sugestão de Dr. Oscar de Oliveira Brito, especializou-se também em anestesiologia. Recém formado veio para Três Pontas, onde trabalhou por 39 anos em consultório e na Santa Casa de Misericórdia do Hospital São Francisco de Assis.

Em 2002, passou a fazer parte do corpo de profissionais de saúde da Prefeitura, trabalhando em quase todos os postos de saúde do Município e como plantonista no Pronto Atendimento Municipal. Amante do futebol, torcedor do Galo Mineiro, na juventude jogou em todos os campinhos de Três Pontas e nos vários times que foram surgindo, entre eles o Real Madri e o Peñarol, criados por amigos e colegas de escola. Pertenceu ao Rotary Clube Três Pontas e recebeu da Câmara Municipal o Título de Cidadão Honorário Trespontano.

Como características marcantes, Dr. Carlos Fagundes era rígido na questão de horário, sendo sempre o primeiro a chegar ao trabalho, fosse dia, noite ou nas madrugadas. Sensível às dificuldades vividas por pessoas carentes ou menos abastadas, não cobrava pelas consultas; pelo contrário providenciava-lhes medicamentos, alimentação, vestuário e brinquedos para as crianças. Apesar de sério e recatado, fez uma legião de amigos na cidade.

Acometido por doença renal, nos 5 anos de hemodiálise não se permitiu folgas: primeiro o trabalho, depois o tratamento. Faleceu em Belo Horizonte no dia 27 de fevereiro de 2012, ao se submeter a transplante. Dr. Carlos era casado com Eliana Maria de Oliveira e Sousa, com quem teve os filhos Carlos Rodrigo, James Roberto, André Luis e Amarílis. Fazem parte da família a nora Glissiane Brito, o genro Dr. Rodrigo Nascimento e os netos Henrique e Luísa.

O presidente da Câmara Luis Carlos da Silva (PPS), lembrou que o Poder Legislativo aprovou recentemente um nome de uma via no bairro Jardim das Esmeraldas a Dr. Carlos Fagundes e homenageá-lo com o nome no PSF é pouco diante da sua dedicação a saúde dos trespontanos. Luisinho foi paciente do homenageado antes mesmo dele ser concursado na Prefeitura, quando o sistema usado era o INAMPS, aos segurados pela Previdência e seus familiares.

06O pai, Haroldo de Souza Figueiredo, (foto) foi quem visivelmente emocionado demonstrou um misto de satisfação e saudade do filho, em sua fala durante a inauguração. Para ele, a cidade de Três Pontas, central da existência da família em todos os aspectos passa a ser agora um altar na vida de cada um deles. O reconhecimento a Dr. Carlos tem um significado que ele descreveu ser marcante e excepcional – a manifestação de respeito a homens devotados, o coroamento póstumo de uma vida dedicada a medicina.

Os familiares receberam uma placa e flores da Prefeitura, como ato de gratidão e admiração como um modelo de profissional médico, competente ao médico que teve como norte o bem comum de toda a cidade.

11

09

O prefeito Paulo Luis não economizou elogios ao homenageado, que segundo o gestor, com a importância que se reveste a Unidade de Saúde, a Administração procurou aquele que tanto se dedicou às crianças da cidade para emprestar o nome e a sua carismática lembrança ao local onde aflorava os seus conhecimentos e exercia com amor e humildade a sua sagrada profissão.

Dr. Carlos Fagundes no afago das mãos, no toque experiente do médico de cabelos brancos, no filho doente, acalentava nas mães aflitas, a esperança de cura. Um médico que não perdera a capacidade de se emocionar com o sofrimento dos seus pacientes, que não havia perdido a sensibilidade, e que no recato da sua personalidade era capaz de gestos grandiosos, cuja recompensa com certeza lhe assegura a proximidade com Deus. Assim, Paulo Luis lembrou também do saudoso Haroldinho e da Dona Darci, cujas perdas criaram um espasmo profundo na mentalidade criativa e na veia artística do Município.

“Obra é sequência na trajetória”, diz Prefeito

01

Inaugurar o PSF no bairro Alcides Mesquita, é para o prefeito Paulo Luis, dar sequência a uma trajetória que remonta várias administrações, na busca de se aprimorar sempre o serviço de saúde pública no Município.

Entre tantas necessidades e apontamentos resultantes de pesquisa, a qualidade do atendimento de saúde nunca deixou de estar entre as prioridades da população, pelas razões óbvias de garantir condições saudáveis de vida para todos, afirmou Paulo Luis. Ele se diz atento as essas reivindicações e está buscando o aperfeiçoamento constante do serviço público de saúde, não se acanha diante das dificuldades e dispensa os recursos necessários para efetivar os investimentos e os instrumentos para promovê-lo, que atingem a ordem de 35% das receitas.

08Respondendo às criticas, esclareceu que há muitas limitações e dificuldades com o orçamento, mas o Chefe do Executivo, diz que nunca deixou de nutrir o sistema e de zelar a Três Pontas o destaque e a referência no Estado, ao contrário do que tentam imputar de forma irresponsável e com os objetivos eleitoreiros. “Vetar, dizer não … assim como numa família, no trato com os filhos, muitas vezes se traduz em um gesto de responsabilidade, sem que por eles se perca a admiração e vice versa”.

Houve o descerramento da placa do Governo Federal, depois do Município e desfizeram o laço da fita para entrar e conhecer o PSF, onde foi servido um café. Na porta principal, no hall de entrada, há uma foto de Dr. Carlos Fagundes segurando no colo uma criança.

desstaque 1

Familiares de Dr. Carlos Fagundes ocuparam lugar de destaque na inauguração e foram homenageados pela Administração

publico

Profissionais que irão trabalhar na Unidade Básica de PSF assistiram a inauguração

Administração se resguarda e não anuncia Farmácia de Minas

Quem mora no bairro ou próximo ao Alcides Mesquita terá uma Farmácia de Minas com 100 metros de construção, que será edificada no terreno ao lado do PSF e fornecerá os 195 medicamentos que fazem parte da relação que compõem a cesta básica do Governo de Minas. A obra não foi citada pelo cerimonial e nem pelo prefeito. Questionado ele disse que só anuncia quando tiver com o dinheiro na conta do Município. O secretário de Saúde Hermógenes Vanelli disse durante uma entrevista à Equipe Positiva na semana passada que a licitação da obra será feita ainda este mês.

COMPARTILHAR

Comentários