Projeto de lei que autoriza a compra foi aprovado pelos vereadores

A sessão ordinária desta semana foi realizada nesta quinta-feira (05), por conta do ponto facultativo decretado na segunda-feira (02), véspera do feriado municipal Dia da Cidade. A reunião foi presidida pelo vice presidente Donizetti Benício Baldansi (PSL). Ele chamou o vereador José Geraldo Prado “Coelho” (PSD), para ocupar a cadeira de vice, ao seu lado.

A reunião não foi demorada, teve apenas três projetos na pauta, todos eles de aberturas de crédito especial destinando recursos para as áreas de segurança pública, educação e saúde. O primeiro é um investimento de R$40 mil, que a Prefeitura fará na Guarda Civil Municipal (GCM) na compra de armas não letais de condutividade elétrica. O dinheiro vem da Secretaria de Estado de Segurança. O vereador Sérgio pediu que a Administração repense na possibilidade de um novo concurso, já que o efetivo deles é tão reduzido e as demandas são enormes e as cobranças também. Antes de votar, Robertinho questionou apenas se os servidores terão treinamento para utilizar o armamento. O projeto foi aprovado por unanimidade.

Os outros dois projetos também são recursos que serão aplicados na cidade. São R$193.769,49 do Governo Federal, repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que está chegando para serem investidos na educação, para questões emergenciais e o outro R$50.678,51 para a Secretaria Municipal de Saúde tratar da vigilância em saúde. A lei também foi aprovada, mas antes dos vereadores votarem, Érik lembrou mais uma vez da dívida do Governo de Minas com os municípios que soma mais de R$6 bilhões, a maioria na saúde e educação. A pouco dias, o vereador tucano falou durante uma sessão da Câmara que as escolas estaduais da cidade estavam sem as mínimas condições de atender aos alunos. O assunto chegou em Belo Horizonte. A Secretaria de Estado de Educação informou a Superintendência Regional de Ensino informou as diretoras que escolas que fizessem reuniões com os pais para dizer que as coisas estão bem. Érik classificou o governo de ditador, que foi de esquerda, teve a oportunidade de fazer algo pelo Estado e não fez. “Ao contrário, assola, maltrata e oprime, como está fazendo com os professores. Este governador Pimentel que está ai, falou tanto que foi vítima da ditadura e agora a usa”, declarou o vereador.

Aniversário da cidade repercute e vereador sugere Moção para a Banda Exta’Z 

No Pequeno Expediente, Antônio Carlos de Lima (PSD) falou da alegria em anunciar que recebeu a nota de empenho no valor de R$230 mil para a reforma do Campo do Quilombo. O vereador disse que esteve com a diretora da Apae Maria Rozilda Gama Reis e soube que a instituição irá receber R$ 140 mil por mês, após ser credenciada no Projeto SER 2 e irá atender crianças da micorregião. A conquista se deve ao trabalho parlamentar do deputado federal Diego Andrade (PSD-MG). O vereador também anunciou que através de uma emenda destinada pelo mesmo parlamentar, a Secretaria de Saúde irá realizar um multirão de cirurgias de catarata e exame de endoscopia. Isto irá zerar as filas e agilizar a demanda que é enorme no Município. Antônio do Lázaro terminou cobrando explicações da Provedoria da Santa Casa. Ele soube que existe uma servidora da Prefeitura cedida ao Hospital, que estaria recebendo em duplicidade, o seu salário pago pelo Município e outro pela instituição. Apesar de ter uma enorme consideração pelo provedor Michel Renan Simão Castro, Antônio não acha isto justo. Acredita que pode até ser legal, mas é imoral, diante de tantas dificuldades que a Santa Casa vive. Ele pediu que o Poder Executivo e a diretoria sejam oficiadas para saber do assunto.

O vereador e secretário da Mesa Diretora Maycon Douglas Machado (PDT), parabenizou os trespontanos pelos 161 anos de emancipação do Município, e também aos organizadores das comemorações, do desfile, as escolas, as fanfarras e também os professores que fizeram uma manifestação pacífica de repúdio ao Governo do Estado de Minas Gerais, diante da situação em que se encontra os servidores da educação. Maycon parabenizou especialmente a Banda Exta’Z, que deu de presente aos trespontano um belo show, prestigiado por tanta gente, junto com o Grupo de Dança Ritmos. O vereador terminou convidando a comunidade a participar do Arraiá da Paróquia Cristo Redentor e da Trolada que acontece neste próximo domingo (08), no bairro Jardim das Palmeiras.

O vereador Roberto Donizetti Cardoso (PP), comentou sobre a conversa que teve com o novo secretário de Transportes e Obras Maquil dos Santos Silva Pereira, sobre a volta da coleta do lixo para durante o dia. Ele fez o pedido depois de ouvir os servidores e foram atendidos. “Lá na Secretaria os funcionários estão trabalhando mais contentes”, destacou Robertinho. Outro pedido que ele fez foi da contramão colocada na Rua Marques de Abrantes. Maquil disse que vai fazer uma faixa elevada de pedestre no local e depois retirar o trecho que foi colocado mão única.

O vereador Sérgio Eugênio Silva (PPS) também falou sobre o desfile cívico no aniversário da cidade, destacando a mudança para a Praça Cônego Victor e o presente que a Banda Exta’Z deu à cidade. Serjão elogiou a atuação da trespontana Renata Duarte, uma das comandantes da banda e pediu que a Câmara faça uma Moção de Aplausos a ela. “Vejo sempre as cobranças pertinentes que a Renata faz nas redes sociais, mas fiquei feliz de ver que ela e seu grupo contribuindo com o aniversário da nossa cidade da forma que eles podem”, enalteceu o parlamentar.

Sérgio ainda usou seu tempo no Pequeno Expediente para falar das dificuldades enfrentadas com as trocas de plantões no Pronto Atendimento Municipal (PAM). Ouvindo sempre reclamações nos horários de substituições dos profissionais médicos, o vereador disse que é impossível passar perto da unidade de saúde nestes horários diante de reclamação por causa da demora. Ele disse que não estava reclamando dos atendimentos e sim da transição de um profissional para o outro, por isto, sugeriu que a escala fosse alterada, já que são dois médicos atendendo. O vereador Érik dos Reis Roberto já havia feito esta sugestão ano passado. Ele mesmo disse que talvez agora, o colega possa conseguir ter esta demanda atendida.

O vereador Coelho falou das mudanças que houveram na equipe da nova Administração, que segundo ele foram positivas. Apesar de ter sido eleito no mesmo partido do ex-prefeito Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD), o relacionamento dos dois era bastante conturbado e o vereador sempre reclamou que não era ouvido, mas agora com o prefeito Marcelo Chaves Garcia (MDB), todos tem a liberdade em falar com o gestor. “Com um mês de gestão, a gente vê a cidade diferente”, avaliou Coelho. O vereador novamente saiu em defesa do deputado federal Diego Andrade e criticou as pessoas que ficam o difamando nas redes sociais, sem talvez saber o que ele tem feito pela cidade. “Tenho uma enorme gratidão ao deputado, que é uma pessoa séria, comprometida com Três Pontas e é ficha limpa”, desabafou Coelho na Tribuna.

COMPARTILHAR

Comentários