O Partido Verde, o PV, realizou na noite desta segunda-feira (1º) no Verdes Eventos, a sua convenção para as Eleições de 2016. A sigla reuniu seus filiados e pré candidatos a vereador que formarão a coligação com o Democratas (DEM) e o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) na proporcional. Quem apareceu por lá, foi o atual vice prefeito Érik dos Reis Roberto (PSDB).

O pré candidato a vice prefeito Tadeu Mendonça foi quem mais falou. Depois de justificar a redução no número de vagas por causa da junção com estas outras siglas, passou a explicar sobre a dobradinha com o prefeito Paulo Luis Rabello (PPS) e como ela se formou. Tudo começou segundo ele, através do deputado estadual Mário Henrique Caixa que viabilizou a sua filiação ao partido para lança-lo como candidato a prefeito. Depois, entenderam que a melhor opção seria formar chapa com Paulo Luis indicando Tadeu a vice. O ex-prefeito contou que não tem vaidade de ser novamente gestor, nem de ter novamente este título. Estava abrindo mão em prol da cidade e de um projeto de construir um plano estruturador. Foi assim, que Tadeu se tornou parceiro de Paulo Luis e entendeu que eles tem pensamentos bem parecidos, apesar de não ter nada contra Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias, candidato da Coligação Muda Três Pontas. “O Paulo Luis não tem a intenção de ser prefeito para ficar rico. Eu já fui, sei que quem é bem intencionado não fica e eu não fiquei”, declarou. Ele também afirmou que está topando a dobradinha para Paulo Luis administrar e ele buscar lá fora recursos nas duas esferas de governo.

Segundo Tadeu Mendonça, ele está elaborando um plano de ação e já acertou com Paulo Luis inserí-lo no Plano de Governo, programas estruturadores que inclusive já foram levados até o vice governador Antônio Andrade, por intermédio do deputado Caixa. Na conversa, ele demonstrou que Três Pontas precisa de verbas do Estado, assim como o Sete Cachoeiras que no passado acharam loucura, mas é vital para o Município até hoje.

07Tadeu José de Mendonça tem 64 anos, é advogado e contador. Foi vereador entre 1988 e 1992 e prefeito entre 1993 e 1996. Já disputou as eleições para deputado estadual e federal, mas não conseguiu se eleger. Por último, ocupou o cargo de diretor do Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais, o IPEM. Não tinha intenção de se candidatar, até ser incentivado por Mário Henrique Caixa.

O vice prefeito Érik dos Reis pediu a palavra para justificar sua presença na convenção. Ele fez questão de ir, para contar que colocou o seu cargo a disposição na disputa a reeleição do prefeito Paulo Luis há pelo menos04 quatro meses. Na visão dele, as pessoas precisam as vezes dar um passo atrás, em prol de um ideal maior que é Três Pontas. A decisão tomada visa também abrir espaço para uma composição política que tem apoio do deputado Caixa, que é um parlamentar de influência hoje junto ao Governo do Estado. “Estou junto com vocês, porque a causa do PV é Três Pontas e nossa também. Não existe mágoa nem ressentimento e sim forças para reeleger Paulo Luis um homem honesto e íntegro”, concluiu.

A iniciativa do vice prefeito, rendeu os elogios do radialista e ex vereador Ruy Quintão, que para ele demonstrou ser um grande político que não é vaidoso e egoísta. Apesar de não ter se descompatibilizado do rádio, Ruy que já cumpriu vários mandatos na Câmara pode tentar buscar a cadeira no Poder Legislativo mais uma vez. As dificuldades será enfrentar a família que não cogita a possibilidade dele concorrer e, a função que ocupa na emissora que pertence ao grupo político que apoia o candidato Dr. Luiz Roberto.

O presidente Reny Jorge da Silva explicou que a dobradinha está praticamente fechada, mas as conversas continuam. Por opção do deputado Mário Caixa, o anúncio será feito na próxima sexta-feira (05), em um grande evento que está sendo preparado para selar e carimbar a chapa na disputa das Eleições de 02 de outubro.

01
Tadeu Mendonça falou a seus aliados políticos sobre a dobradinha com Paulo Luis
COMPARTILHAR

Comentários