A Polícia Militar procura por uma mãe, que abandonou um menino recém nascido na porta de uma residência, no bairro Vila Marilena, no início da manhã desta sexta-feira (1º) de junho.

Quem encontrou o bebê foi o pintor Ruan Fabiano da Silva de 26 anos (foto). O pai dele já havia passado pelo portão onde estava a criança, por volta das 5:10 da manhã. Ele até tinha visto a mochila, mas imaginou que fosse alguma coisa que estava para ir para o lixo. Mais tarde, o companheiro de Ruan saiu para trabalhar. Ele ainda estava dormindo e foi chamado as pressas, porque era uma criança que havia sido abandonado no portão. O recém nascido estava enrolado em um cobertor, ainda sujo de sangue, demonstrando que havia nascido a pouco tempo. Apavorado, ele então ligou para sua mãe que é enfermeira e o levou até lá dela na mesma rua. Eles acionaram a Polícia Militar e o SAMU para fazer o socorro.

O bebê foi socorrido para o Pronto Atendimento Municipal (PAM) e depois encaminhado à Maternidade do Hospital São Francisco de Assis. A criança é um menino, que nasceu pesando 2,270 gramas e segundo a Maternidade, havia nascido a cerca de duas horas antes de ser encontrado. Ele está internado sob cuidados médicos, mas passa bem.

Ruan disse que já viu histórias assim na televisão, mas nunca imaginou passar por esta situação, que o comoveu demais. “Fiquei muito nervoso, sem saber o que fazer e foi emocionante ver que o menino estava vivo”, relatou o pintor, que afirma estar se sentindo pai do menino.

A Polícia Militar ainda não tem pistas da mãe.

COMPARTILHAR

Comentários