Motoristas pagavam R$1,10 por duas horas e agora pagam R$2,50 por uma hora de estacionamento

A partir desta quarta-feira (20), quem precisa estacionar em uma das vagas da Praça Cônego Victor, está pagando mais caro na Zona Azul. O serviço administrado pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, a APAE, desde 2009, passou de R$1,10 por cada duas horas, para R$2,50, até uma hora de estacionamento. O reajuste é o pontapé para informatizar o estacionamento rotativo, que atualmente está restrito à Praça da Matriz. Apesar de legalmente poder cobrar o novo valor desde 02 de abril, o aumento foi feito através de um novo Decreto expedido pelo Poder Executivo.

De acordo com a diretora da instituição Rozilda Gama Reis, estavam disponíveis 700 vagas, foram exploradas 429, abrangendo toda a região central, chegando a empregar 21 pessoas, mas hoje são apenas 4 funcionários.

Aos trancos e barrancos, com muitas dificuldades e acumulando prejuízos, a APAE que venceu um processo licitatório para prestar o serviço até 2019, espera a conclusão da implantação da Junta Administrativa de Recursos de Infrações, a JARI. Dela, através de convênios com a PRODEMGE, Detran e instituições financeiros, o motorista que estacionar na área cobrada e sair sem pagar é multado. Depois de pesquisas realizadas na região e constatadas de fato que o preço cobrado na Área Azul é o mais barato e inviável, os planos é informatizá-la, o que será pioneiro. A expectativa é expandir a área de abrangência, colaborando com a organização do trânsito na região central e garantindo mais comodidade, rapidez ao procurar uma vaga para estacionar, o que hoje se torna um problemão em Três Pontas.

A oportunidade de informatizar a Área Azul, traa esperanças para a diretora e os usuários sentirão a diferença. Os motoristas poderão comprar seus bilhetes até por celular, como crédito das operadoras.

COMPARTILHAR

Comentários