O Sul de Minas, incluindo Três Pontas, conta desde sábado (31), com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e a Central Operativa da Rede de Urgência da Região. O Serviço, parceria do Governo Federal, Estadual e Municipais, está atendendo a 153 cidades da região, através de 34 bases, somando atendimentos a mais de 2 milhões e 700 mil habitantes nos casos de urgência e emergência.

A solenidade aconteceu com as presenças do governador de Minas Gerais Fernando Pimentel (PT), o Ministro da Saúde Arthur Chior, os Secretários de Estado Fausto Pereira dos Santos (Saúde), Odair Cunha (Governo) e Helvécio Magalhães (Planejamento e Gestão), o Presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Macro Região do Sul de Minas (CISSUL) e Prefeito de Monte Sião João Paulo Ribeiro, o Prefeito de Três Pontas Paulo Luis Rabello (PPS), parlamentares estaduais e federais, além dos trabalhadores do SAMU.

Três Pontas é uma das cidades beneficiadas com uma base. A unidade fica ao lado da sede da Guarda Civil Municipal (GCM), abaixo da Rodoviária. Na Unidade trespontana trabalham 10 profissionais que prestarão os atendimentos às urgências e emergências no Município, se que é sede de micro, incluindo assim as cidades que pertencem a sede de Santana da Vargem, Coqueiral, Boa Esperança e Ilicínea. Foi o próprio Governador que entregou as chaves das ambulâncias que são classificadas como USA (Unidade de Suporte Avançado) e USB (Unidade de Suporte Básico), aos prefeitos dos 34 municípios que possuem bases descentralizadas.

10953230_399772290199912_6134855629736796248_n
O prefeito Paulo Luis recebeu do governador Fernando Pimentel as chaves da ambulância

 

Em entrevista a Equipe Positiva, Paulo Luis contou que a partir de agora, pacientes que necessitarem de atendimento de média ou alta complexidade serão transportadas através deste novo serviço. Ao contrário de antes, quando havia necessidade, uma ambulância de uma empresa licitada se deslocava de Itajubá, o que gerava demora de pelo menos duas horas.

1625690_399772116866596_8142594693680035394_nAs solicitações de urgência e emergência desses municípios deverão ser feitas pelo número 192. Elas caem em uma Central Reguladora. Nela, os operadores vão atender as ligações e avaliar a base mais próxima e o melhor hospital para o atendimento de acordo com a gravidade da emergência. A central ainda conta com uma tecnologia que permite monitorar cada ambulância via satélite, através do GPS, o que promete levar mais qualidade e agilidade no atendimento.

Entre os vários tipos de casos que são atendidos estão afogamentos, queimaduras graves, problemas cardiorespiratórios e também vítimas de acidentes com carros.

Sendo assim, as chamadas para a ambulância no Pronto Atendimento Municipal (PAM) de Três Pontas devem ser feitas através do 3266-6265.

O Governo Federal investiu R$ 6,8 milhões para implantar o SAMU na região. O recurso foi destinado a construção e compra de veículos, materiais, mobiliário, equipamentos de tecnologia de informática e rede. Já o Governo de Minas participou com R$ 3 milhões. A estrutura deveria estar atendendo aos 153 municípios do Sul de Minas desde outubro do ano passado, porém, problemas com convênios, mudanças no Governo Mineiro e a falta de médicos para o quadro de serviços levaram  a três adiamentos.

Agora, o Serviço já foi iniciado nas cidades de Alfenas, Aiuruoca, Andradas, Boa Esperança, Cambuí, Campos Gerais, Carmo do Rio Claro, Cássia, Caxambu, Delfinópolis, Extrema, Guapé, Guaxupé, Itajubá, Lambari, Lavras, Luminárias, Machado, Nepomuceno, Nova Resende, Ouro Fino, Paraisópolis, Passos, Piumhi, Pouso Alegre, Santa Rita de Caldas, Santa Rita do Sapucaí, São Gonçalo do Sapucaí, São Lourenço, São Roque de Minas, São Sebastião do Paraíso, Três Corações, Três Pontas e Varginha.

10959574_399772310199910_1652113280485892917_n

Números do fim de semana; 21% das ligações foram trotes

O SAMU divulgou nesta segunda-feira os dados de atendimentos do primeiro fim de semana na região. De sábado (31) até esta segunda-feira (02), foram feitas 1.098 ligações. Uma em cada 5 pessoas que ligaram para o órgão, fizeram a ligação para passar trote. Ao todo, segundo o balanço, foram 232 trotes recebidos somente no fim de semana. Ligações perdidas (mudas/desligaram/não completadas) somam 301 (27,41%) e em 33 chamadas (3%), o atendimento foi cancelado.

Ainda de acordo com os dados divulgados pela Assessoria de Imprensa do órgão, 79 das ligações (7,20%) resultaram em orientações médicas. Outros 453 casos (41,26%) receberam orientações não médicas (técnicos e enfermeiros regularam sem necessidade de transferência para o médico, como pedido de curativo, aplicação de injeção entre outros). O serviço mobilizou 116 ambulâncias, sendo 20 Unidade de Suporte Avançado (USA) e 96 de Unidade de Suporte Básico (USB). Foram 71 (61,21%) por causas clínicas, 2 (1,73%) pediátricas, 31 (26,72%) traumáticas, psiquiátricas 02 (1,73%) e 10 (8,62%) atendimentos obstétricos.

SAMU Regional

O complexo regulador do SAMU Macro Sul está localizado em Varginha, no prédio da Central Operativa de Regulação, no Bairro Boa Vista. Ao todo, 619 profissionais trabalharão no SAMU Macro Sul, sendo 67 médicos, 68 enfermeiros, 202 técnicos em enfermagem, além de condutores de veículos, farmacêuticos e trabalhadores administrativos. Com o SAMU Macro Sul, 475 dos 853 municípios mineiros terão acesso ao serviço, o equivalente a 55,69% de cobertura, atendendo cerca de oito milhões dos 20,7 milhões de habitantes do Estado (38,91% de cobertura). O programa já está implantado no Centro-Sul, Jequitinhonha, Norte, Nordeste e Sudeste de Minas.

10960566_399772020199939_7427252777840929517_o

10958820_399772096866598_4040390583866851150_n

10943637_399772113533263_8257780054420819410_n

10933705_399772103533264_1194544942459919300_n

1926681_399772023533272_2865258668366411444_n

(Imagens: Assessoria de Imprensa da PMTP)

COMPARTILHAR

Comentários