A central do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Varginha continua recebendo um alto número de trotes no Sul de Minas. De cada 10 ligações para o serviço, menos de uma resulta em atendimento real. Além dos trotes, muitas pessoas ligam no Samu para pedir informações, quando o serviço só deveria ser acionado para urgências. O problema preocupa, já que com os trotes, uma emergência real pode deixar de ser atendida. A central recebe inclusive as chamadas de Três Pontas. A Equipe Positiva já acompanhou alguns chamados realizados na cidade que foram trotes.

Um levantamento da central do Samu mostra números preocupantes: em cinco meses de funcionamento no Sul de Minas, o serviço já recebeu quase 39 mil trotes, o que equivale a 25% de todas as ligações. As ambulâncias saíram mais de 3 mil vezes por conta de chamados falsos.

Os atendentes são treinados para identificar os trotes, mas muitas vezes, a pessoa passa detalhes tão reais que fica difícil não acreditar. “Foi uma pessoa que ligou, aparentemente tinha uns 14 anos, morava na zona rural, falando que os pais tinham saído pra trabalhar e estava em trabalho de parto. Foi descolada ambulância no local, ela simulava que estava tendo contração no momento, mas quando chegou lá verificou que nada disso era correto. É muito frustrante pra gente que trabalha aqui”, conta atendente do Samu Elaine da Silva Oliveira.

Em casos como este, os atendentes acabam acionando as equipes de resgate, que só percebem o trote no local da suposta ocorrência. Um deslocamento totalmente desnecessário e que, desde fevereiro, já aconteceu mais de 3 mil vezes.

“Acaba sendo muito desgastante, porque em um deslocamento da ambulância desse desnecessário, ela pode deixar de salvar uma vida”, completa o coordenador da frota do Samu, Júlio César Reis.

Informações
Além das chamadas de trotes que ocupam as linhas da central do Samu, outra situação compromete o funcionamento do serviço. Praticamente metade das ligações recebidas diariamente são para pedir informações sobre farmácias de plantão, indicação de médicos ou atendimentos simples.

O Samu só deve ser acionado quando houver alguma urgência ou emergência, como problemas cardiorrespiratórios, casos de intoxicação, queimaduras graves, maus-tratos, partos de risco, crises hipertensivas, acidentes de trânsito, entre outros.

“Nós pedimos que não faça esse trote, porque pode ser você que precisa desse atendimento, ou um ente querido da sua família, então a gente faz um apelo pra que não passe esse trote. Esse é um serviço de urgência que salva vidas”, pede Reis.

Trote é crime
Em caso de trote, a ligação se torna um crime de acordo com o código penal, como explica o delegado da Polícia Civil Antônio Carlos Butignon. “O trote é considerado uma perturbação do trabalho, que é uma contravenção penal. Entretanto se ele impedir que o trabalho do local onde está recebendo o trote funcione normalmente, ele se enquadra em outro artigo do código penal, já podendo ocorrer uma pena maior de 1 a 3 anos de prisão.”

Fonte: G1 Sul de minas

COMPARTILHAR

Comentários