Vai ser novamente, sob a sombra de um Flamboyant, que colaboradores, diretores, pacientes e convidados comemorarão nesta segunda-feira (22), o aniversário de 79 anos de fundação da Santa Casa de Misericórdia do Hospital São Francisco de Assis de Três Pontas. Assim, com feito a dois anos, a comemoração é aberta a toda a comunidade e o convite extensivo a todos da região, dos municípios da microrregião atendidos pela instituição de saúde.

A direção do Hospital prepara uma tarde com música ao vivo, homenagens e missa. Às 16 horas haverá show com a cantora Amanda Rissi. Homenagens serão prestadas a dois importantes médicos recém-aposentados Dr. Francisco Araújo e Dr. José Botrel. As atividades serão encerradas com a celebração de uma Missa, às 17 horas.

Dificuldades financeiras são os gargalhos da Santa Casa

O Hospital São Francisco de Assis foi fundado em 22 de janeiro de 1939 pelo Monsenhor João Batista da Silveira. Com o apoio de Dr. Oswaldo Campos Reis que assumiu a direção clínica na época. Atualmente é referência na micro região de Três Pontas, atende pacientes de Santana da Vargem, Coqueiral, Boa Esperança e Ilicínea. Faz parte da Rede de Urgência e Emergência e também do Pró Hosp.

Ao longo destas quase oito décadas, o Hospital sofre para manter suas portas abertas. Em 1992, o Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social, o INAMPS, hoje Sistema Único de Saúde (SUS), atrasou seis meses o repasse de recursos ao Hospital. A consequência disso, foi o fechamento da Unidade por três dias, reaberto depois, graças a composição do Conselho de Administração e de uma Comissão que assumiu a sua direção.

Em 2017, com os salários atrasados, os médicos pararam de atender e voltou a rondar a eminência de fechar as portas, poucos meses antes de Michel Renan Simão Castro assumir a provedoria, mas isto não aconteceu. Com apoio do Ministério Público os débitos foram negociados com os médicos e os atendimentos voltaram ao normal.

COMPARTILHAR

Comentários