A Secretaria Municipal de Educação promoveu na manhã deste sábado (09), um abraço simbólico na Santa Casa de Misericórdia do Hospital São Francisco de Assis. A ação solidária é realizada todos os anos e é dia letivo, por isto, mobiliza professores e profissionais da educação. Este ano, ao invés do Hospital do Câncer de Barretos, a entidade foi a escolhida, até como sugestão do Hospital que trata pacientes com câncer. O provedor Michel Renan Simão Castro, recebeu aproximadamente R$6 mil arrecadados com a venda das camisetas personalizadas da Santa Casa. Além disso, alimentos e pacotes de folhas sulfites foram doados. Foram cerca de 350 participantes, que saíram em passeata da Praça Cônego Victor em direção ao Hospital. Na praça interna que foi reformada eles deram as mãos.

De acordo com Michel Renan, a população trespontana demonstrou mais uma vez carinho e generosidade, à entidade que é de todos. “As pessoas estão acreditando e percebendo que através da junção de esforços estamos evoluindo”, afirma o provedor. Ele reforçou que desde que assumiu a provedoria, as contas estão abertas e nada mais é feito as escuras. O balancete é disponibilizado a todos que queiram saber onde o dinheiro está sendo investido.

O secretário municipal de Educação Paulo Vitor da Silva, participou da passeata, agradeceu a participação e apoio dos colegas. Ele comemorou e disse que a Santa Casa está em boas mãos e torce para que se torne alto sustentável.

Algumas fotos foram cedidas por Kátia Souza Lemes

Carnê é lançado com festa na Praça Cônego Victor

A Praça Cônego Victor de Três Pontas, recebeu diversas atrações artísticas e culturais durante todo o dia, no lançamento do Carnê Viva+ Saúde. Foram números musicais, de dança e teatro, que agradaram às famílias e mobilizaram a comunidade a fazer a adesão do carnê. Alunos do curso de enfermagem fizeram a medição da pressão arterial. Os membros da ONG Anjos de Assis montaram um bazar na Praça. As agentes que comercializam o novo produto, mostraram suas vantagens e também fizeram a migração daqueles que já contribuem com o Cartão Saúde.

O modelo que serviu de inspiração para a implantação deste projeto de arrecadação veio do município de Baependi, do Hospital Cônego do Monte Raso, uma cidade com menos de 20 mil habitantes e que consegue uma arrecadação mensal superior a R$500 mil reais, apenas com os associados do carnê.

O carnê é uma forma de contribuição fixa que oferece ao contribuinte acesso aos serviços da própria instituição e a descontos de até 40% de parceiros conveniados. São dois planos de contribuição – o individual que custa R$70 mensais e o plano familiar cuja contribuição é de R$120, para até quatro pessoas, com inclusão de parentes diretos, sendo filhos até 18 anos. Qualquer um dos planos dá direito a internação em quarto particular com diárias ilimitadas e acompanhante, descontos em exames realizados pelo Hospital, como Ultrassonografia, Raio X e exames laboratoriais e até 40% em consultas médicas com médicos credenciados e em lojas associadas da Associação Comercial e Agroindustrial de Três Pontas (Acai-TP).

A expectativa com o carnê é que os recursos sejam suficientes para diminuir a solicitação constante de ajuda feito à população e deixe de viver a situação financeira agonizante.

COMPARTILHAR

Comentários