Clique aqui e conheça a lista telefônica online do Comércio www.trespontasonline.com.br

Foi realizado de 29 e 31 de julho, em Curitiba, no Centro de Exposições Sistema FIEP, a 2ª Feira do Construtor 2015. A Feira teve cunho, informativo, técnico e comercial, e reuniu toda a cadeia produtiva do setor, apresentando novidades, principais tendências, produtos, equipamentos tecnologicos e soluções.

Paralelamente à feira, foram realizadas várias palestras com profissionais renomados do setor da construção civil com temas sobre: Viabilidade do Sistema Alvenaria Estrutural, Mecanização da Mão de Obra, em Tempo de Crise, por que Investir em Consultoria Organizacional, Inovação e Sustentabilidade na Construção Civil, Sistema Verticalizado para Aproveitamento de Águas Pluviais, Pavimento Intertravado, Arquitetura e Sustentabilidade, entres outras.

O prefeito Vitor Donizetti Siqueira – Vitor Elói (PT), acompanhado dos representantes da Coordenação Municipal de Habitação do Municipio, Everton Paulo Araújo – Paulinho (coordenador) e Zenildo Pena – Rudi (tecnólogo em construção civil) estiveram presentes no evento e destacaram o crescimento constante do setor da construção civil nos últimos anos.

Para o prefeito, o setor soube ultrapassar as barreiras e superar os problemas na economia. “Hoje temos a possibilidade de ver novas tecnologias nos estandes e percebemos a importância da eletrônica e informática, na construção civil. Os equipamentos de medição do espaço por exemplo, são impressionantes. Máquinas que ajudam o homem em tarefas pesadas e difíceis também chamam a atenção “, comentou Vitor Elói.

Para o coordenador Municipal de Habitação e Regularização Fundiária, Everton Paulo Araújo (Paulinho), o setor da construção civil se renova a cada dia, não apenas no que se refere à capacitação, mas em produtos, como também em ferramentas agregadoras. “O crescimento no setor ocorre por melhorias, não apenas na melhor capacitação de mão de obra e novos processos construtivos, mas também no uso de materiais, ferramentas tecnológicas que garantem uma visão macro do negócio com otimização de processo e pessoas”, assegura Paulinho.

“Nesta feira compreendemos ainda mais, a necessidade de um planejamento aliado a tecnologia ao setor, que se mostra imprescindível para a obtenção de resultados mais positivos. Reflexo disso são os desperdícios e locações incorretas de materiais,  como um dos maiores problemas enfrentados na construção civil”, comenta o coordenador.

Segundo o técnologo em construção civil, Zenildo Pena (Rudi), além das novidades em produtos e equipamentos tecnologicos, o que chamou mais atenção foi a palestra do engenheiro civil Alexsander Maschio da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP), que abordou a importância do processo de planejamento nas construções civis, dividindo-se em quatro etapas: planejamento, projeto, programação e controle. “O planejamento de uma obra, segundo o palestrante,  não se esgota na preparação do cronograma. É preciso monitorar o avanço das atividades e verificar se o cronograma é obedecido ou se há variações entre o que foi previsto e o que vem sendo realizado em campo”, finalizou o palestrante.

Rudi disse que para a garantia de qualidade e produtividade das obras, racionalização e economia de materiais e serviços, é preciso treinamento da mão de obra, entre outros.

Cur

COMPARTILHAR

Comentários