O Salão Nobre Monsenhor José Ribeiro em Santana da Vargem foi palco na última quarta-feira (22), da 5ª Conferência Municipal de Saúde, promovida pela Secretaria Municipal de Saúde, e pelo Conselho Municipal de Saúde, cujo tema foi “Saúde Pública de Qualidade para Cuidar Bem das Pessoas: Direito do Povo Brasileiro”.

Durante o encontro, os representantes da saúde, conselheiros, usuários, prestadores de serviços, entidades sociais e instituições ligadas à saúde do município discutiram as propostas apresentadas ao longo das quatro pré-conferências realizadas nos bairros rurais (Morro Cavado/Peão, Furtado e Floresta) e urbano Escola Municipal Doralice Mendonça Reis, no último mês, como: treinamento do profissional para triagem (informação da recepção); implantação dos sistemas que efetivem as chamadas de urgência e emergência fora do horário habitual de funcionamento; estimular a participação social; treinamento, capacitação e melhor informação por parte das recepcionistas da unidade; valorização do trabalho do agente de saúde; estabelecer uma política de comunicação para o SUS com o objetivo de manter a população constantemente informada; realizar reuniões para implantação de uma ouvidoria municipal e quando houver a judicialização do SUS que o financiamento do mesmo aconteça nas três esferas de governo de forma igualitária através de projeto de lei, entre outras, que foram debatidas.

Ao final da plenária da conferência foram aprovadas 28 propostas, que irão nortear os rumos da saúde municipal nos próximos anos.Secret

A secretária de Saúde, Jorgelane Talma Caires, abriu a conferência agradecendo a presença dos presentes e também dos envolvidos na organização do evento. Jorgelane certificou que embora a saúde pública do País esteja passando por dificuldades, o município tem se empenhado ao máximo para que o setor funcione bem. “Podemos não ter um grande quantitativo, mas graças ao esforço e a competência de toda a equipe da secretaria, temos uma saúde de qualidade. Ao longo dessa gestão, com empenho do nosso prefeito, conseguimos recursos para construção, reformas e compra de equipamentos para as unidades. Isto sem falar no corpo clínico que criamos, com especialidades em cardiologia, neurologia, ortopedia, cirurgia geral, pediatria, ginecologia, urologia, endocrinologia, além dos clínicos generalistas e plantões”, destacou a secretária.

Em seguida, o prefeito Vitor Donizetti Siqueira – Vitor Elói (PT), saudou de maneira particular a secretária municipal, os demais gestores de governo, os membros do Conselho Municipal de Saúde e em especial cumprimentou os familiares, usuários. E participantes que vieram da zona rural.

Vitor Elói salientou que é preciso avançar, no entanto, é fundamental que esta 5ª  Conferência cumpra com seu papel. “Realize um balanço da política de saúde, avalie seus resultados e trace caminhos. Este é um momento de reflexão, de análise e crítica, do exercício do contraditório, de reforço das iniciativas acertadas, correção de rumos e, eventualmente, de adequação de estratégia frente aos novos tempos e desafios.

O prefeito ainda mencionou alguns exemplos de melhoria na saúde do município – criação de equipe de PSF, NASF, convênio com SAMU, aquisição de ambulâncias, contratações de especialistas, atendimento aos pacientes da zona rural com transportes, internações de pacientes com problemas mentais, álcool e drogas. Já quanto aos PSF’s, o prefeito afirmou a inversão curativa de uma decisão técnica e política. “Se antes a saúde tinha como centro os hospitais, hoje o centro é a prevenção”, afirmou Vitor Elói. Conferencia 6
Além destes pequenos exemplos, o prefeito esclareceu que muitos outros poderiam ser citados. “Por tudo isso, pelos avanços já verificados e pelos outros tantos que ainda haveremos de conquistar, penso que podemos, de fato, dizer que estamos vivendo uma etapa avançada na precaução da doença em nosso município”, finalizou o prefeito.

O evento também contou com a palestra do enfermeiro João Batista Moreira, da cidade de Boa Esperança, que abordou os “27 anos do SUS”. O palestrante mencionou oitos eixos temáticos como: “Direito à Saúde, Garantia de Acesso e Atenção de Qualidade”, Participação social”, “Valorização do Trabalho e da Educação em Saúde”, Financiamento do SUS e Relação Público-Privado” “Gestão do SUS e Modelos de Atenção à Saúde”, Informação, Educação e Política de Comunicação do SUS” e Ciência, tecnologia e Inovação  no SUS”. “O SUS ainda é jovem, mas tem feito muito pelo povo brasileiro, sem distinção de classe, cor ou credo. É o único País que garante uma saúde pública gratuita ao seu povo”, comentou João Batista.Conferencia 4

Também estiveram presentes no encontro, os secretários municipais da Fazenda, Marcos Antônio de Oliveira, de Obras Tarcísio Batista Walkimar, Assistência Social, Sandra Aparecida de Souza, representando a Câmara Municipal o vereador Sebastião Araújo, o chefe da Copasa no município, Roberto Silva Alves, o pastor da Igreja Batista Adalberto Brasil e representantes da Apae de Santana da Vargem. (ASCOM PM SV)

COMPARTILHAR

Comentários