A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) confirmou em novo boletim epidemiológico divulgado na tarde desta terça-feira (13), a morte de um morador da cidade por Febre Amarela. Até o relatório anterior, esse paciente aparecia no boletim da Secretaria como caso confirmado de internação. Em todo o estado, o número de casos da doença confirmados já chega a 365, com 134 mortes.

A Secretaria Municipal de Saúde informou através de nota, que serão intensificadas as ações de controle e contingenciamento da doença. As agentes de saúde irão começaram a fazer busca ativa da situação vacinal da população. Os agentes de endemias estarão nas escolas municipais e estaduais realizando campanha contra o Aedes aegypti. O Posto de Vacinação está funcionando das 7:00 as 19:00 horas, sem intervalo para almoço.

A recomendação que está sendo feita aos moradores de Coqueiral é que tome as medidas preventivas, como evitar o acúmulo de água, utilizar repelente diariamente, instalar telas e protetores nas janelas e vãos de suas residências e quem ainda não se vacinou deve procurar uma unidade de saúde para se imunizar.

Além de Coqueiral, há casos registrados no Sul de Minas em – Carmo da Cachoeira, Lambari, São Gonçalo do Sapucaí e São Thomé das Letras.

A Febre Amarela

A Febre Amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos vetores, e possui dois ciclos de transmissão: silvestre (quando há transmissão em área rural ou de floresta) e urbano. O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. Nas cidades é transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti.

Os sintomas iniciais da febre amarela incluem o início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

COMPARTILHAR

Comentários