O vice prefeito e secretário municipal de Educação Érik dos Reis Roberto (PSDB), já apresentou à Comissão de Transição do prefeito eleito Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD), a situação que a próxima administração vai encontrar. Atualmente a rede municipal conta com 5 mil alunos matriculados.

Além dos membros da equipe, a professora Maísa Patrícia Veloso e o secretário anunciado para a Educação, Paulo Vitor da Silva acompanharam as visita onde eles conversaram sobre os desafios encontrados e os avanços conquistados nos últimos quatro anos. Érik deixou claro que as dificuldades foram enormes, mas com coragem e determinação, os resultados positivos já foram registrados ainda durante a gestão.

Entre as melhorias está a melhoria na pontuação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), de 5,8 para 6,7 pontos.

O secretário informou que o processo de licitação do sistema de educação está adiantado. Inovador, o ele garante um rigoroso controle escolar virtual, com a matrícula dos estudantes, transferências, notas, desempenho, dados pessoais, enfim, a vida escolar do aluno pode ser acompanhada, inclusive pelos pais e responsáveis. “Estamos deixando tudo pronto para que a próxima gestão possa com ousadia colocar este serviço a disposição da Secretaria e das famílias, um instrumento robusto e arrojado, onde é possível acompanhar seus filhos via internet de no cotidiano escolar, bem como os professores que vão ter um diário eletrônico, o que agiliza e trata com transparência a gestão educacional.

dsc00453
Sede da Secretaria de Educação

O secretário Érik dos Reis aproveitou para informar que todas as escolas estão abastecidas com merenda, suficiente para mais de um mês. Ele optou por esvaziar a dispensa da Secretaria para evitar possível perda de mantimentos devido às chuvas que costumam cair nesta época do ano e umidade e mofo que podem atingir os alimentos.

De acordo com o secretário que vai deixar o cargo na próxima semana, as mudanças que foram feitas na educação foram substanciais. Os avanços não podem retroceder e segundo Érik, não se pode fazer de conta que eles não existiram. Ele listou que com recursos próprios foi possível comprar 9 ônibus escolares novos com um investimento de quase R$2 milhões, uma caminhonete de aproximadamente R$100 mil e um outro veículo de quase R$60 mil. Em termos de estrutura, a sede da Secretaria de Educação foi reformada, foi construída na Escola da Bananeiras uma quadra com um investimento de R$5 mil, uma nova escola na Edna de Abreu no bairro Santa Edwirges de aproximadamente R$1 milhão.

No Caic, a Secretaria reformou inclusive com a pintura da parte interna e externa do imóvel, reformou o telhado e o piso da Escola João de Abreu Salgado no Catumbi. A Escola Cônego Victor, Manoel Jacinto no Distrito do Quilombo Nossa Senhora do Rosário e o Centro Vocacional Tecnológico, transformado em Uai-Tec também foram reformados. Duas importantes escolas – Antonieta Ferracioli e José Vieira de Mendonça, a Escola Agrícola receberam grandes investimentos. Na primeira a cobertura e revitalização da quadra esportiva e na outra a construção de um ginásio moderno e com dimensões oficiais.

Duas obras estão em andamento e já tem recursos garantidos, são as construções de duas creches nos bairros Eldorado e Padre Victor.

A alimentação melhorou demais. A carne aumentou 500% e o peixe foi introduzido no cardápio. As escolas e creches deixaram de servir sopa e agora é comida com verduras e legumes todos os dias da semana. Com isso, a Secretaria de Educação aumentou o apoio às famílias da agricultura familiar de R$8 mil para R$20 mil a cada produtor.

Material escolar foi outro item da lista que Érik faz questão de ser lembrado. O material pedagógico escolar utilizado em 80% das escolas particulares do país foi distribuído gratuitamente e fez parte do ensino público municipal.

Os profissionais como professores, educadores e especialistas, foram valorizados muito além de cursos de capacitação e valorização, mas eles sentiram no bolso a diferença, fazendo o pagamento do Piso Nacional.

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) esperou muito ao longo dos anos, mas foi neste mandato que a instituição deixou receber R$8 mil e passou para cerca de R$30 mil. Além disso, na distribuição de alimentos e materiais de limpeza quedsc00456 são fornecidos, a associação que cuida de pessoas portadoras de necessidades especiais passou a ser beneficiada em quantidade maior.

As vagas nas creches foram ampliadas, saltou de 747 para 1.285 e o projeto piloto berçário sem berço. Foram ampliados também os cursos Técnicos do Pólo E-Tec, hoje Uai-Tec, a implantação de monitores de informática nas escolas, estagiários para todas as crianças com necessidades especiais, a criação do Programa Intervenção Pedagógica, a compra de 14 carrinhos de pipoca e algodão doce e 14 camas elásticas.

Para que isto acontecesse foi preciso economizar, cortar gastos com pessoal que somaram R$14 milhões.

Ao se despedir do cargo que ocupou desde o início do mandato do prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), Érik agradeceu a oportunidade que teve e as pessoas que confiaram em especial na Administração. “Tive um bom relacionamento juntos aos profissionais educacionais – professores, especialistas, educadores, servidores gerais, motoristas, monitores, estagiários, servidores de manutenção, diretores municipais e estaduais e inspetores escolares, bem como pais, responsáveis e estudantes em geral”, concluiu o vice prefeito e secretário Érik dos Reis.

COMPARTILHAR

Comentários