*Delegacia só está funcionando aberta ao público a tarde, das 14 as 16h40

Três Pontas é uma das oito cidades que a Delegacia de Polícia Civil está de greve, por conta do movimento dos servidores da Polícia Civil de Minas Gerais em todo o Estado.

De acordo com o Sindepominas, que representa os delegados, a categoria deve permanecer nas Delegacias da Polícia Civil durante o horário de trabalho, mas o atendimento ao público será feito apenas das 14h às 16h40, o que equivale a 30% da carga horária, conforme exigência legal. E é o que está sendo feito em Três Pontas e outras sete cidades do sul de Minas.

A equipe que atua na Delegacia de Policia Civil de Três Pontas já é muito reduzida, os serviços já são prejudicados por falta de efetivo. Mesmo assim, a greve teve adesão total. São apenas 7 policiais civis, sendo 2 delegados, três escrivães e 2 investigadores. Sendo que um delegado e um escrivão estão de férias.

Por tempo indeterminado
O Sindpol informou que a decisão de iniciar a paralisação ocorreu em assembleia geral no dia 15 de junho, depois que os servidores avaliaram não terem obtido bons resultados em negociações com o Governo de Minas Gerais para melhorias trabalhistas.

A categoria pede equiparação salarial entre diversos níveis de servidores, reestruturação dos cargos e carreiras da Polícia Civil e recomposição do quadro de funcionários efetivos, com a convocação de classificados em concurso e abertura de novo processo seletivo. O sindicato diz que apenas para o cargo de investigador, há uma lista com mais de 1,4 mil aprovados na seleção realizada em 2014.

Na quinta-feira (16), a Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (Seplag) convocou uma reunião entre com o Sindpol e o Sindepominas para anunciar a criação de um grupo de trabalho e apresentar propostas aos policiais. Os sindicatos, no entanto, decidiram manter o movimento grevista até a convocação de uma nova assembleia para avaliar a posição do governo. A assembleia ainda não tem data para acontecer.

COMPARTILHAR

Comentários