Os funcionários Moacir e Gilson se filiaram ao PR

Dois filiados antigos do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), já assinaram suas desfiliações e já ingressaram em uma nova sigla. Na última quinta-feira (31), os servidores e sindicalistas Moacir José Lopes (42) e Gilson de Brito (46), aceitaram o convite da presidente do Partido da República (PR), Érika dos Reis Roberto, atual secretária municipal de Esportes. Com isto, eles deixam um partido de oposição para se juntar ao grupo político do atual prefeito Paulo Luis Rabello (PPS) e pré candidato a reeleição.

O principal motivo apontado por eles, foi a desfiliação de Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias do PMDB e sua transferência para o PSD, do deputado federal Diego Andrade. Gilson Brito explicou que desde 2003, quando se filiou, lutou muito pelo partido, levou diversas pessoas, sempre carregou a bandeira pensando no bem do Município. Mesmo depois das derrotas o trabalho continuava e não foi diferente em 2012, quando o médico perdeu a eleição. Eles continuaram caminhando juntos e foram surpreendidos com a desfiliação, o que culminou imediatamente com o afastamento deles, que foram colocados pra escanteio. Gilson afirma que tinha com o atual prefeito uma desarmonia política e quando eles conversaram recentemente para acertar as arestas, o ex

Foto: Divulgação redes sociais
Foto: Divulgação redes sociais

peemedebista não teria gostado. A defesa a bandeira do PMDB era tanto que diferente de outros filiados, que preferiram apoiar outros candidatos na eleição para deputado, Gilson e Moacir respeitaram a resolução da sigla que determina que seus filiados precisavam apoiar candidatos do partido. Eles trabalharam para Silas Brasileiro, a deputado federal, que fez uma campanha modesta, honesta, sem gastar muito e com poucas pessoas. Conseguiram 330 votos que são retribuídos pelos trespontanos com recursos e maquinários, disponibilizados para a Prefeitura.

Com a desarmonia política criada, a dupla resolveu então deixar o PMDB. A partir daí, em contatos que tiveram com o prefeito, Gilson que trabalha como motorista da Secretaria Municipal de Educação, passou a conhecer melhor o gestor, a admirá-lo e ver nele um excelente administrador, que compactua com a ideologia política deles.  “Estamos filiados ao PR e vamos caminhar com o prefeito nas eleições de 2016”.

Moacir seguiu a mesma linha, mas acrescentou várias vezes a questão da ideologia que eles tinham, desde quando trabalharam para o saudoso ex-prefeito Dr. Glimaldo, sempre colocando acima dos interesses pessoais os coletivos. Não ficaram mágoas, dizem eles, porém, a dupla ficou triste por não manterem a ideologia que o partido sempre teve.

Sobre as Eleições municipais de 2016, Moacir acredita que os problemas que estão sendo enfrentados a nível nacional, vai refletir muito na política trespontana e a disputa será acirrada pelos bons pré candidatos que estão sendo falados. “O que vai pesar certamente será questões como honestidade e capacidade em administrar”, opinou. Gilson completou que achava que o bom candidato precisava ser popular, mas com a crise política e econômica que o Brasil, é preciso escolher um candidato administrador capaz.

COMPARTILHAR

Comentários