Com o título, voluntários que atendem a comunidade espera receber recursos para voltarem a atender

Os Socorristas Voluntários de Três Pontas participaram nesta quinta-feira (11), da primeira sessão ordinária de 2016. Todos uniformizados, eles assistiram a reunião dos vereadores, demonstrando a necessidade de que um projeto de lei seja aprovado a favor do grupo que atua em Três Pontas desde agosto de 2014. Em pouco tempo ganharam a confiança dos trespontanos e o nome de Anjos Socorristas.

Clique aqui e veja no Blog do Silvano Alves; Médico dá dicas para adaptação ao fim do horário de verão. Vagas Vagas de empregos do Sine

Com grande destaque nos atendimentos, principalmente a acidentados, o projeto SOS Socorristas Voluntários, continua precisando de ajuda para atender. Veículo adaptado para locomoverem, equipamentos, aparelhos e itens para formar kits de resgate, fundamentais para dar suporte aos atendimentos realizados 24 horas. Eles passam frequentemente por cursos de capacitações e, o atendimento às vítimas de acidentes traumáticos segue protocolos mundiais do APH-PHTLS.

Luis Carlos da Silva (PPS), explicou que o projeto que eles necessitam ainda vai entrar em tramitação na Câmara e pediu que os colegas sejam ágeis para analisar a proposta, mas não deve haver problema já que o serviço prestado, totalmente gratuito, todos conhecem. A dificuldade, é que legalmente eles ainda não tem um ano de funcionamento com a documentação. Mas o presidente garantiu, que isto não será impecílio para votar um Título de Utilidade Pública a eles.

O idealizador do projeto Frederico Alexandre Ribeiro explica que o SOS tem documentação de pessoa física em dia e do grupo está sendo providenciado, já em tramitação. O atendimento continua na medida do possível, de acordo com a disponibilidade de cada um voluntário, já que o grupo está em dificuldades por falta de logística e apoio.

Com o Título, eles poderão receber recursos municipais e buscar depois o reconhecimento de outras esferas.

COMPARTILHAR

Comentários