*Secretaria de Esportes determinou que o time inclusive retire homenagens aos trespontanos que estão no Ginásio Poliesportivo

A diretoria do Três Pontas Atlético Clube (TAC), fez um comunicado através de uma nota, de que está prestes a finalizar suas atividades. A justificativa é a falta de apoio da nova Administração e providências que a Secretaria Municipal de Esportes determinou ao clube que causa indignação.

O time do Leão do Sul de Minas, voltou suas atividades no ano de 2007, conquistou vários títulos do futebol amador pelo Sul de Minas e reascendeu o amor pelo clube que se arrasta há décadas e ultrapassa gerações. O TAC trouxe a esperança de adultos, crianças e lembranças daqueles que podem recordar do tempo de glória nos gramados do estado de Minas Gerais.

Durante os mandatos dos últimos prefeitos Luciana Ferreira Mendonça e Paulo Luis Rabello, o sonho foi mantido de pé, o apoio foi fundamental e os resultados vieram.

Porém, com a mudança de Administração, a diretoria foi surpreendida pelo secretário municipal de Esportes João Batista Rabelo, que comunicou que a Prefeitura não apoiará mais o TAC durante esta gestão, seja na parte financeira ou estrutural. A parceria do Três Pontas Atlético Clube com o Município vem há anos garantindo a alegria de atletas e torcedores seja no futebol de campo e no futsal. O apoio vem com repasses financeiros, apoio no transporte e alimentação dos jogadores que vestem a camisa representando muito mais que um clube, mas uma cidade, conhecida por ser celeiro de atletas. Na questão estrutural, a gestão do Estádio Ítalo Tomagnini e Ginásio Poliesportivo Aureliano Chaves de Mendonça, onde acontecem os jogos e treinamentos é compartilhada.

É bom lembrar que todos os anos a direção faz a prestação de contas e todas elas foram aprovadas, o que demonstra a transparência e compromisso com o dinheiro público que é repassado.

A maior indignação é a Secretaria Municipal de Esportes, determinar que fosse retirado do Ginásio Poliesportivo, as homenagens que foram feitas aos profissionais de imprensa que atuam em grandes veículos de comunicação e são destaque em todo Brasil. Como o deputado estadual Mário Henrique Silva “Caixa”, os repórteres esportivos Guto Rabelo e Cláudio Junior, além do jogador de voleibol que defendeu a Seleção Brasileira João Paulo Tavares. Nem mesmo a foto da equipe campeã do TAC da Copa Alterosa de Futsal poderá permanecer. São lembranças que ficaram marcadas na história de Três Pontas e no coração dos trespontanos e homenageados.

A pergunta é. O que atrapalha as fotos que homenageiam as celebridades e nossos atletas em conquistas recentes? Será que fere o ego da nova Administração? A demonstração dada até agora, sem qualquer opção é que a Administração não aceita ou não admite dar sequencia ao que está dando certo. Com muito pesar, em respeito às famílias a direção irá procurar pessoalmente os homenageados e informar a decisão daqueles que agora comandam o Município. Inclusive ao deputado estadual Mário Caixa que sempre apoiou Três Pontas e foi fundamental na revitalização do Poliesportivo destinando recursos estaduais e já se comprometeu a continuar honrando seus votos.

Sem apoio, fica impossível manter as atividades e o sonho de levar o nosso Tacão a uma divisão profissional do futebol, como tantos queriam e era o plano da diretoria que está sendo amadurecido.

O futuro do TAC será definido em reunião com toda a diretoria, já que há propostas de outras cidades que querem ter o clube.

No fim da nota, a direção acrescenta que o desejo, é que o prefeito Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias faça uma Administração para todos, visando o bem do Município e não seja alienado por pessoas que visam somente o interesse de uma pequena parcela da sociedade.

Nota da Diretoria do Três Pontas Atlético Clube

COMPARTILHAR

Comentários