Time decide vaga na próxima fase quarta-feira em Campanha pensando só na vitória

O Três Pontas Atlético Clube (TAC) saiu na frente, mas terminou cedendo o empate em 3 a 3 para Varginha, na partida realizada em casa, no Ginásio Poliesportivo Governador Aureliano Chaves de Mendonça na noite desta quinta-feira (18), válida pela segunda fase da 20ª Copa Alterosa de Futsal.

O time do técnico Nilton Shete não se intimidou diante das ‘antigas pratas da casa’, como Regi, Alessandrinho, Lelê e companhia que vestem a camisa da Semel/Facit/Fermavi. Com um grande curativo em uma das pernas, Regi não desempenhou para a alegria de quem assistiu a partida o seu grande futebol. Mesmo assim, foi mantido o tempo todo em quadra pelo treinador varginhense Juliano de Lima.

Três Pontas começou tão bem, que abriu o marcador logo aos 6 minutos, com Davi chutando forte e de longe, TAC 1 a 0. Varginha partiu para cima e o jogo ficou disputado. O time que chegava próximo do gol, já recebia imediatamente um contra ataque, com algumas jogadas individuais de Leozinho e Davi. Do outro lado era Lelê quem teve a chance mais clara de gol aos 12 minutos. Um minuto depois, Thiaguinho que não começou jogando, já deixava tudo igual, 1 a 1. O TAC não desanimou, partiu para cima e criou situações para ampliar, mas o placar terminou assim no primeiro tempo.

Na volta do intervalo, Shete manteve o mesmo time que começou e logo no primeiro minuto Davi quase virou, mas a bola foi para a linha de fundo. O gol mais bonito da partida saiu dos pés de Leozinho, o atleta mais cobrado pelo treinador e, foi um ‘frangaço’ do goleiro visitante. Com um monte de gente pertinho da trave esquerda, a bola passou entre as pernas do goleiro Sidney e foi no fundo das redes, TAC 2 a 0.

Aos 3 e aos 5 minutos, dois cartões amarelos para o TAC. Porquinho recebeu falta, mas a advertência foi por reclamação. E Edi por fazer falta em Lelê que descia com velocidade pela direita. A Comissão Técnica, jogadores e os que estavam na arquibancada, reclamaram de um toque de mão dentro da área de Regi, mas a arbitragem mandou seguir. A torcida ficou na bronca, mas diante do futebol que a garotada jogava, o resultado era satisfatório.

O terceiro gol foi de Bruno que saiu do banco de reservas. A jogada foi toda dele pela direita. O goleiro chegou a bater na bola, mas não o suficiente para que ela entrasse, TAC 3 a 1. Se Bruno comemorou, Rafinha levou as mãos na cabeça ao ver que com o gol do adversário vazio, ele chutou de longe e ela passou muito perto mais não marcou o seu.

01Os trespontanos começaram a perder chances demais de ampliar e construir um placar com folga. Faltando 5 minutos para terminar, a solução do comandante varginhense foi usar goleiro linha. E para a infelicidade dos donos da casa deu certo. Com o TAC recuado, Lelê fez aos 23 e aos 25 corridos ele de novo deixou tudo igual, fechando o placar final – 3 a 3.

O TAC joga agora a segunda dia 24, na próxima quarta-feira, em Campanha as 21 horas no Ginásio do CEC contra o time da casa que foi goleado por Varginha na rodada anterior por 7 a 3 e também precisa vencer e fazer saldo de gols para seguir adiante. Ao time trespontano só a vitória interessa.

FICHA TÉCNICA

JOGO – 2ª FASE COPA ALTEROSA DE FUTSAL

Local: Ginásio Poliesportivo Governador Aureliano Chaves de Mendonça – Três Pontas

TAC 3 x 3 VARGINHA Semel/Facit/Fermavi

TAC – Rudinho, Gabriel Porquinho, Davi, Leozinho e Rafinha. Técnico Nilton Shete que promoveu a entrada de Bruno e Edi.

VARGINHA – Sidney, Regi, Lelê, Rafinha e Alessandrinho. Técnico Juliano de Lima que promoveu a entrada de Buia, Carlos Júnior e Thiaguinho.

ARBITRAGEM – 1 – Ivanildo Ximenes  e 2 Rodelci Francisco de Assis e Mesário – Diogo Vitor

Cartões Amarelo – Edi e Gabriel Porquinho

Gols do TAC – Davi, Leozinho e Bruno

Gols de Varginha – Thiaguinho e Lelê (2)

COMPARTILHAR

Comentários