* Time trespontano vai ter que se contentar na disputa do terceiro lugar com São Sebastião do Paraíso

O Três Pontas Atlético Clube (TAC), realizou na noite desta quinta-feira (09), a partida mais importante até aqui na 25ª edição da Taça EPTV de Futsal, mas, não conseguiu vencer Cássia. O time pegou estrada as 16:00 com destino a Andradas, a terra do vinho e sede do jogo. O município é conhecido assim, pela quantidade de vinícolas que estão instaladas na cidade. A delegação fez uma boa viagem. Durante as três horas e meia de viagem, os atletas se descontraíram e ouviram música durante todo o trajeto. O estilo preferido da maioria pelo jeito é o pagode.

Chegando no horário previsto, o time fez aquecimento e uma preleção comandada pelo técnico André Luis da Silva. O presidente Ney Antônio Mendonça acompanhou tudo de perto e da parte dele não faltou incentivo para uma vitória, que carimbava o passaporte com destino a final no dia 18.

A torcida de Cássia que viu o time ser campeão da EPTV há 14 anos, foi um ingrediente a parte, fez muito barulho e nos momentos que o time mais precisava, foram eles, não em grande número, mas aos gritos empurrava a delegação. Entre os torcedores estava o prefeito de Cássia, Rêmulo Carvalho Pinto, o Reminho. Do outro lado, a torcida veio apenas do banco de reservas, já que não havia ninguém com esta vibração nas arquibancadas a favor do TAC.

No horário previsto, o apito soou e a partida começou. Logo a um minuto de jogo, Maiquinho abre o marcador para os cassienses. Ele ficou sozinho, Rudinho se adiantou na jogada e ele cruzou para dentro das redes. Tomar um golo logo no começo do jogo nunca foi empecilho e logo aos 5 minutos, com o placar em desvantagem, o técnico André Luis começou a promover as alterações.

Aos 7 minutos, jogada da esquerda, bola empurrada para Marcelinho, numa trama do ataque, o goleiro saiu e deixou o gol escancarado para Marcelinho marcar e empatar – 1 a 1.

Um minuto depois, Rafinha que havia acabado de entrar, recebe de Rening e marca 2 a 1 para o Tacão. Com a virada trespontana, a torcida teve mais cautela e já não fazia tanto barulho, mesmo com a chegada de Cássia, duas vezes com Maiquinho.

Aos 10 minutos, Regi que esteve apagado na partida, chuta forte de longe e o goleiro Reginho faz uma grande defesa.

Aos 11 minutos é a vez de entrar André Rabelo e o TAC continuava bem, a bola não chegava em Rudinho, a defesa fazia a sua parte, porém o time recuou e perdia muitas chances com a dupla de Varginha, Rening e Marcelinho.

No finalzinho do primeiro tempo, com 26 minutos de bola rolando, numa arrancada, Tiaguinho fuzila pela esquerda e decreta o placar final do primeiro tempo – 2 a 2, o que reanimou a torcida.

Na volta do intervalo, o TAC voltou com vontade e começou chutando para o gol logo nos primeiro minutos. Tanto que aos dois minutos, Rafinha Bozó faz um golaço. Ele recebe numa cobrança de lateral de Regi, cruza para dentro das redes de Cássia – 3 a 2 Três Pontas.

Um minuto depois, de novo, em outro cruzamento Rening recebe e amplia 4 a 2.

Ai seria a hora do técnico André Luis fazer outras alterações, não para o time recuar como recuou de novo, mas deixar talvez apenas Rafinha na frente e mandar o restante para a quadra de defesa. Demorou muito para atentarem a isso.

O goleiro Reginho de Cássia, saiu do gol para o ataque, Rudinho vê o gol vazio, chuta e quase marca. Seria um gol daqueles, mas a bola saiu a esquerda, levando a torcida ao suspiro.

Aos 7 minutos, Maiquinho chuta de fora da área e aproveita que a defesa está displicente e começa a virada – 4 a 3. Se alguém pensava no início que a partida seria fácil, a história foi outra. O TAC sofreu e o jogo perigoso e as jogadas a seguir mostraram que não era o dia do time trespontano.

Aos 9 minutos jogada de Deninho, Maiquinho recebe na entrada da área para chutar forte e empatar tudo de novo, quatro gols para cada lado.

Torcedores comemoraram no fim da partida, a classificação de Cássia à final da Taça EPTV
Torcedores comemoraram no fim da partida, a classificação de Cássia à final da Taça EPTV

A torcida que a gente se referia exagerou. Muitos cassienses que estava bebendo, atiraram cerveja nos jogadores do banco de reservas de Três Pontas. A comissão técnica e jogadores tentavam alertar que a ação prejudicaria a equipe. Porém, ninguém obedecia, foi quando o delegado da partida interrompeu o jogo e durante 7 minutos, foi um outro jogo, o de tentar convencer aos torcedores de se retirarem as arquibancadas acima do time trespontano. Os atletas esfriaram e os de Três Pontas foram os mais prejudicados.

Aos 18 minutos Rafa da Cohab recebe dentro da área numa cobrança de lateral, a bola bate na perna dele e entra. TAC 5 a 4. Este seria o último gol de Três Pontas.

Aos 22, do centro da quadra, Maiquinho de novo bate no canto esquerdo de Rudinho e a bola entra – 5 a 5. Aos 29 deu eles novamente. Depois que Rafa da Cohab perdeu a chance de marcar, Tiaguinho num contra ataque rápido marca no canto direito e vira de vez, 6 a 5.

Antes de apitar o final, o goleiro Rudinho vai para o ataque no tudo ou nada. O gol fica escancarado e sozinho Deninho faz o placar final, 7 a 5 e Cássia vai para a final.

Na outra semifinal disputaram a vaga São Sebastião do Paraíso e Andradas. As equipes se estudaram e quem fez a diferença foram os jogadores do sistema defensivo. A equipe de Andradas conseguiu marcar apenas um gol e se garantiu na briga pela taça, vencendo por 1 a 0.

A disputa de terceiro e quarto lugar, entre Três Pontas e São Sebastião do Paraíso acontece na próxima segunda-feira (13). A final, entre Andradas e Cássia será realizada no sábado (18) e tem transmissão ao vivo pela EPTV Sul de Minas.

TAC – Rudinho, Marcelinho, Regi, Rening e Cebinho. Técnico André Luis. Ainda teve Bernardo, Nenego, Rafinha Bozó, André Rabelo, Kleiser, Rafa da Cohab, Baiano e Ulisses.

DSC03466

CÁSSIA – Reginho, Maiquinho, Tiaguinho, Danielzinho e Deninho. Técnico Fernando Machado. Ainda teve Artur, Donizete, Yuri, Ranieri, Bruninho, Saci e Diogo.

DSC03464

ARBITRAGEM – Carlos Eduardo Tenari e Benedito Donizetti de Jesus. Eles são da Liga de São João da Boa Vista.

NOTA DE ESCLARECIMENTO – Como já estava prevista a Equipe Positiva foi até a Andradas, mas por problemas técnicos da emissora a transmissão como havíamos prometido e anunciado não aconteceu. A Equipe Positiva não tem nenhuma responsabilidade já que foi problemas da Rádio Mega FM 89,9, que a partida não foi transmitida.

COMPARTILHAR

Comentários