No relatório divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde apontou que Três Pontas é uma das 17 cidades do Sul de Minas Gerais que cumpriram a meta de cobertura vacinal exigida pelo Ministério da Saúde. A orientação é que pelo menos 95% da população seja vacinada nos municípios.

Os dados divulgados pela Secretaria de Estado, mostram que o município atingiu 99,12%. Junto com Três Pontas está Serrania, Itutinga, Ibiraci, Fortaleza de Minas, Gonçalves, Jacuí, São Tomás de Aquino e Guapé. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os números de Três Pontas são ainda maiores, já que faltam dados de dezembro, janeiro e fevereiro para serem computados e a cidade está na relação daqueles que ultrapassaram os 100%. Isso acontece porque muitas pessoas de outras cidades foram vacinadas nas unidades básicas de saúde, além dos moradores.

A coordenadora do Programa de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde de Três Pontas, Lara Miranda da Silva afirma que muitas pessoas de outras localidades, como turistas e viajantes aproveitaram a oportunidade e aqueles que viajaram para o exterior se imunizaram antes. A Secretaria de Saúde também fez um trabalho de campo, indo até sete grandes empresas e no Presídio em busca daqueles que não haviam se vacinado. Os detentos do Presídio foram imunizados, restando apenas aqueles do regime semi aberto.

A situação está controlada em Três Pontas, não há nenhum caso de Febre Amarela, confirmado ou sendo investigado e não foi encontrado nenhum macaco morto. A orientação é que se alguém encontrar algum primata morto informe imediatamente as autoridades de saúde e não se deve matar nenhum deles, já que eles não são transmissores da febre amarela e sim vítimas.

Números da região

Entre as maiores cidades da região, nenhuma atingiu meta. A que teve melhor desempenho foi Lavras, que ficou com 86,41%. Depois vem Itajubá, Poços De Caldas, Varginha, Passos e, por último, Pouso Alegre.  O alerta fica por conta das cidades da região que estão abaixo de 50% na cobertura de vacinação contra a febre amarela. São elas: Santana do Jacaré, Aiuruoca, Ibitiúra de Minas, Albertina, Congonhal e São José do Alegre.

Com o último relatório divulgado na última terça-feira (20), número de casos de febre amarela no Sul de Minas subiu para 13, com sete mortes.

A Secretaria de Saúde Estadual confirmou também que a morte de um morador de Poço Fundo e de uma paciente que teve alta em Poços de Caldas foram casos importados do Estado de São Paulo. Em todo o estado, já são 222 casos confirmados de febre amarela, com 86 mortes.

COMPARTILHAR

Comentários