Músicos da cidade que se apresentaram com artistas de fora estão na semifinal

Não é apenas pela torcida que eles tiveram, mas os músicos trespontanos realmente brilharam na última etapa classificatória da 46ª edição do Festival Nacional da Canção, em Três Pontas, nesta sexta-feira e sábado (19 e 20).

O evento neste fim de semana na Praça Cônego Victor, levou um público grande para se abrigar nas tendas montadas abaixo da porta principal do Templo. No palco, as imagens de Três Pontas e o conjunto de luzes a cada apresentação, trouxeram ainda mais fulgor, comprovando que de fato, a cidade é o berço da música brasileira. Foi uma verdadeira mistura de ritmos, estilos e sotaques no palco do Fenac. Teve poesia com “Pé de Eu Te Amo” de interpretação de Tavinho Lima de Ilha Solteira (SP). O romantismo veio com a música “Camafeu” de Colatina (ES) e interpretada por Dimas Deptulski e Efrahim Maia. A canção “Braile” trouxe a leitura musical de Daniel Conti de Campinas. Já o pop rock ficou por conta da banda Cinco Nós de Vitória (ES) que se classificou com a música  “Runas” e por fim o “Último Sonho Xirú” do Grupo Chão de Areia que apresentou o regionalismo de Tramandaí (RS).

Dezenove músicas se apresentaram e mais cinco foram classificadas para as semifinais que acontecem em Boa Esperança nos dias 02 e 03 de setembro.

Nenhuma canção trespontana se classificou, apesar de que terem a maior torcida e serem unanimidade aos conterrâneos. Mas, Wander Scalioni e Clayton Prósperi tocaram com a Banda Cinco Nós de Vitória (ES), no sax e no piano e se classificaram para a semifinal e já garantiram pelo menos R$2,5 mil em prêmios.

DSC00419DSC00373As apresentações trespontanas arrancaram aplausos e assovios calorosos do público. Nem mesmo a chuva fina que caiu no sábado a noite, espantou as pessoas, mas fez todo mundo se juntar debaixo das tendas.

De Três Pontas, teve Santas da Camarinha de Mauro Marques e Vivian Peloso e interpretada por Vivian Peloso, Mauro Marques, Lucio Gomes, Marly Tiso, Alex Tiso e Iza Morais. O Grupo Morena apresentou a canção Conselho de Vó, do compositor Mauro Marques e caracterizado ele chamou a atenção. O trespontano Adriano Kamy que é muito querido foi outro sucesso com a música Você é Melhor Que Isso, de P.H Lara.

A maioria dos intervalos entre uma ou outra apresentação foram feitos também pelos trespontanos. Wander Scalioni, Alex Tiso e seu filho Mateus. Convidados de outras localidades, o violinista Samuel Monteiro e o irreverente Grupo Oclawn também ganharam oportunidade de mostrar seus trabalhos a um público exigente.

O maior festival de música do Brasil, que é apoiado pela lei de incentivo estadual à cultura, vai distribuir R$193 mil em prêmios e o troféu Lamartine Babo ao grande vencedor. Na próxima semana, o Fenac vai estar  em Guapé onde acontecerá a última etapa de classificação. Um total de 25 músicas vão para as semifinais em Boa Esperança, berço do festival.

COMPARTILHAR

Comentários