A sessão ordinária desta segunda-feira (25), contou uma boa presença de público no Plenário Presidente Tancredo Neves. Entre eles estavam o ex-vereador João Victor Mendes de Gomes e Mendonça e taxistas que atuam no Município.

Na pauta, cinco projetos de lei e mais um parecer da Comissão de Justiça e Redação para serem votados. Ausente a reunião estava apenas a vereadora Alessandra Vitar Sudério Penha (PPS).

Para começarmos a relatar os acontecimentos do Poder Legislativo, é preciso registrar que o serviço de som não funcionou. Já se tornou comum algum microfone não funcionar, mas desta vez foi uma pane geral. O presidente Luis Carlos da Silva (PPS), teve que pedir silêncio aos próprios colegas, para evitarem baterem enquanto o outro usava a Tribuna. Difícil ficou para quem assiste a transmissão de casa.

Nos assuntos do Pequeno Expediente, o que mais se destacou foi a iniciativa da Mesa Diretora que criou um pré projeto do Código de Ética de conduta dos vereadores dentro do Poder Legislativo. A ideia já foi apresentada e deverá seguir para as comissões para futuramente ser votado em Plenário. Um dos maiores defensores dessa criação, é o vereador José Henrique Portugal (PMDB), que há bastante tempo cobra ética, retidão e boa moral na fala dos colegas. A Resolução criada por Luis Carlos ganhou elogios de Portugal que já se posicionou favorável. O peemedebista também que é servidor do Poder Judiciário, aproveitou seu tempo para divulgar o que considera uma vitória para os trespontanos e vargenses da Comarca de Três Pontas. Depois da implantação da Vara Criminal em 2014, o Tribunal de Justiça acaba de colocar Três Pontas entre as seis cidades em prioridade na implantação do Processo Judiciário Eletrônico, dentre as comarcas de entrâncias intermediárias. O processo já está sendo instalado e começa a funcionar ainda este ano. A medida acaba com o processo físico e aquele acúmulo de papel nas dependências do Fórum Dr. Carvalho de Mendonça e no arquivo morto.

Antônio Carlos de Lima (PSD), mandou um recado dos moradores do Distrito do Quilombo Nossa Senhora do Rosário ao Executivo e depois se solidarizou com a situação dos taxistas, que segundo Antônio do Lázaro, está sendo criada pelo prefeito Paulo Luis Rabello (PPS). “Tem gente com 40 anos de profissão que está em dificuldades por conta de segundos interesses”, lamentou.

Para Paulo Vitor da Silva (PSL), o tratamento deste problema está sendo tratado com descaso, o que causa tristeza. Sobre o projeto que está em estudo nas comissões técnicas da Câmara Municipal, Paulinho adiantou que o projeto está com pedido de vistas para ele e não vê a necessidade da tramitação dele em caráter de urgência. Completou que da forma que o projeto está, é um menosprezo com estes profissionais de tantos anos. A medida adotada, que é a realização de licitação, não é feita em quase todos os municípios que Paulinho teria pesquisado.

Sérgio Eugênio Silva (PPS), começou chamando a atenção do público de que só foi falar da Resolução que cria o Código de Ética, o tom da oposição foi bem mais ameno, o que causou estranheza no líder do prefeito na Câmara. Ele espera que o projeto saia do papel e traga mais respeito na fala dos vereadores. Boa notícia para os moradores do Distrito do Quilombo, mas talvez triste para os oposicionistas que não querem melhorias, é que o Município estará recebendo uma verba para ser aplicada na iluminação do Campo do Quilombo.

Três taxistas acompanharam a sessão
Três taxistas acompanharam a sessão desta segunda-feira na Câmara

Sobre a questão dos taxistas, Sérgio reinterou que sua preocupação é grande, assim como do Executivo, que está seguindo orientações do Ministério Público. Acrescentou que quem quiser, deve votar contra ou esperar por ações judiciais que devem vir.

A secretária da Mesa Diretora Valéria Evangelista Oliveira (PPS), agradeceu a homenagem que recebeu nos 30 anos da Escola Estadual Presidente Tancredo Neves. O estabelecimento educacional, entregou uma placa a todos aqueles que estiveram a frente da escola ao longo destas três décadas.

COMPARTILHAR

Comentários