A sessão da Câmara Municipal de Três Pontas desta segunda-feira (12) foi rápida, mesmo com cinco projetos em pauta, um deles inserido a pedido do vereador Francisco Fabiano Diniz (PSL) “Popó”.

No Pequeno e Grande Expedientes, os vereadores foram à Tribuna para se defenderem de acusações feitas em uma rede social, segundo eles de um fake, que não são reais.

Antes destes, Luiz Flávio Floriano (PSL), “Flavão” arrancou risos de quem assistia a reunião. Ele cumprimentou a esposa pelo Dia dos Namorados e disse que mais tarde iria aproveitar para namorar. Em seguida, anunciou às pessoas que os vereadores trabalham demais, mas o povo não entende os que eles fazem e criticam demais.

José Geraldo Prado (PSD), foi o primeiro a desabafar, chamando quem se esconde através de um perfil falso de covarde. As incriminações não o intimidam, não vai fazê-lo desistir, ter medo, pois defender e criticar aquilo que acredita, seja a favor ou contra funcionário, prefeito, secretário e assessores da Administração é sua meta nestes quatros anos de seu primeiro mandato. “Minha vida é um livro aberto, fico triste por ficarem inventando histórias que não existem envolvendo minha família”, disse Coelho. Na postagem é afirmado que o vereador não tem Carteira Nacional de Habilitação e agride sua mulher, com quem é casado há 22 anos.

Sobrou até para o vereador Antônio Carlos de Lima (PSD), que é líder do prefeito na Câmara. Antônio acrescentou que “esta pessoa devia criar vergonha na cara e ter a coragem para resolver isto pessoalmente”. Ele deixou escapar que o suposto fake seria uma pessoa que ocupa um alto cargo na Administração de Dr. Luiz Roberto.

Contra Érik dos Reis Roberto (PSDB), se referiram a um problema vivido pelo seu pai. Ele revelou pela primeira vez em público que “Seu Lucas” é um dependente químico. Porém, isto nunca impediu seu amor pelo pai e muito menos, esta “palhaçada” irá o intimidar. “Tenho por ele é gratidão por ser meu pai. Onde o vejo, o abraço e lhe dou um beijo”, registrou. Na visão de Érik, a postagem é fruto de pessoas desqualificadas, mal amadas e mal resolvidas, que trabalha de favor, são corruptas. O ato segundo ele, é atitude vil, mesquinho e que vem de gente podre. Depois de verificar as postagens, Érik registrou um boletim de ocorrências e o caso será apurado. “Querem me descontrolar emocionalmente, mas não conseguiram e não vão conseguir”, alertou. Érik continuou “eu sinceramente não esperava que esta Administração tivesse gente com esta desqualificação. O Prefeito falou que trabalharia apenas com gente qualificada e técnica, mas colocou pessoas tão pequenas”, concluiu.

Érik registrou na Polícia um boletim de ocorrências para que o caso seja investigado

Vereadores falam das ações em prol ao Hospital

O secretário da Mesa Diretora vereador Maycon Douglas Machado (PDT), parabenizou as pessoas que estão se mobilizando em prol do Hospital São Francisco de Assis. No domingo (11), um grupo fez um arrastão para buscar a adesão dos trespontanos através da conta de água do SAAE. De acordo com Maycon que participou do movimento, a adesão foi grande.

Ele parabenizou a Escola Professora Nilda Rabello Reis “Caic” pelos 23 anos comemorados na semana passada. Ele também solicitou melhoria na iluminação da quadra esportiva que fica na Praça Cônego Francisco no bairro Catumbi. Após as 17 horas, é impossível utilizar o local por causa da escuridão.

Coelho também falou do Hospital. Primeiro agradeceu as pessoas que estão ajudando e distribuindo a responsabilidade que não é apenas do setor público. Depois, revelou que algumas pessoas tem criticado o salário de R$15 mil pagos ao administrador hospitalar Silvio Denis Grenfell.  Coelho falou com o provedor Michel Renan Simão Castro que explicou que ele é de grande utilidade a Santa Casa, inclusive para conseguir a documentação necessária para receber recursos financeiros e emendas parlamentares, o que demanda conhecimento.

Projetos aprovados por unanimidade

Cinco projetos ao todo formaram a pauta de votações. Os vereadores começaram pela aprovação da reestruturação do organograma funcional da Prefeitura criando novos cargos de nomeação restrita para melhor prestação de serviços públicos na área da educação. Foram três cargos criados – Chefes de Serviço de Apoio ao Educando, de Seção de Apoio Administrativo e Seção de Compras e Convênios. Os cargos se originam da extinção de uma vaga do cargo Chefe de Divisão Técnico Pedagógico (CC3), bem como da extinção de uma vaga do cargo de Chefe de Divisão Técnico Pedagógico.

O outro a abertura de crédito especial no orçamento no valor de R$8.817,71 por causa de excesso de arrecadação no valor de R$550,00, para a compra de equipamentos e mobiliários para a Unidade Básica de Saúde (UBS).

Em terceiro na pauta, a abertura de crédito adicional suplementar, no valor de R$10,6 mil para viabilizar ações no gabinete do Prefeito.

De autoria de Érik dos Reis Roberto (PSDB) e Roberto Donizetti Cardoso (PP), os vereadores retiraram a distância mínima de 40 metros de distância de escolas, quartéis, hospitais e casas de saúde, exigida para a construção de postos de combustíveis.

Marlene Lima (PDT) inicialmente ficou preocupada, mas se lembrou dos postos de combustíveis, que por exemplo, estão na Avenida Ipiranga perto de uma escola municipal e do Carmelo São José.

Érik dos Reis disse que espera que o projeto seja sancionado pelo Poder Executivo dada a sua importância à geração de emprego e renda e nunca houve casos de explosões.

Sérgio Eugênio Silva (PPS), disse que se preocupou quando o terreno ao lado foi doado para a construção de um posto de combustíveis, no bairro Ponte Alta. Os problemas que enfrentou foram logo resolvidos.

A pedido do Professor Popó, os vereadores inseriram na pauta, o projeto que prorroga o prazo de 90 dias para que uma empresa beneficiada com uma área para a expansão industrial construa o Núcleo de Apoio à Castração e Adoção (NACA). O prazo expiraria no dia 21, mas os legisladores prorrogaram por mais 30 dias. O investimento é de R$100 mil e a obra ainda está na fase da terraplanagem.

Todos os projetos foram aprovados por unanimidade.

COMPARTILHAR

Comentários