Na noite desta segunda-feira (02), os vereadores retornaram do recesso parlamentar que começou em 23 de dezembro do ano passado. Porém neste período, os legisladores foram convocados para duas sessões extraordinárias e os projetos analisados pela Comissão de Recesso.

O vereador José Henrique Portugal (PMDB) foi novamente o primeiro falar no Pequeno Expediente. A fala dele repercutiu entre todos os outros que se inscreveram. Portugal enviou ofício ao comandante da 151ª Companhia de Polícia Militar de Três Pontas, Tenente Bruno Neves Tavares, solicitando providências quanto a criminalidade, que segundo ele vem aterrorizando os moradores da cidade e da zona rural. Segundo ele, é visível a sensação de insegurança da população.  Ele reconhece que o efetivo é pequeno, porém, algo precisa ser feito. Outro pedido é o reforço de policiamento nos dias de pagamento dos aposentados próximo a Caixa Econômica Federal, na Praça Cônego Vitor.

O vereador Francisco Botrel Azarias (PT), comentou que visitou as obras do Programa Minha Casa Minha Vida, no Jardim das Esmeraldas, onde estão sendo erguidas 316 moradias. De acordo com Botrel, aproximadamente 70% das obras estão concluídas. Ele alertou que as visitas às famílias inscritas ainda estão sendo feitas e ainda há a possibilidade delas serem contempladas. Outra informação que ele trouxe é de que uma pessoa que se inscreveu tinha em seu nome seis imóveis. Certamente imaginou que fosse “passar batido”. Evidentemente que ela foi excluída na seleção pela Secretaria de Assistência Social. Chico Botrel também falou sobre a inauguração do SAMU parabenizando o governador petista Fernando Pimentel, a quem pediu que fosse oficiado.

O vereador Sérgio Eugênio Silva (PPS) também parabenizou o Governador Pimentel e lamentou sobre a reportagem publicada pela Equipe Positiva, que mostra que 21% dos chamados feitos ao SAMU para o 192 foram trotes. Para ele é preciso conscientizar a população.

Já Vitor Bárbara (PDT) fez o mesmo parabenizando todos os envolvidos com a inauguração do novo serviço de saúde, o SAMU. Sobre a questão da segurança pública, afirmou que as polícias fazem sua parte, porém, são as leis que precisam ser mudadas.

O presidente da Câmara Luis Carlos da Silva (PPS), está solicitando através de ofício a presença de um Guarda Civil Municipal (GCM), durante as sessões ordinárias de segunda-feira. Luisinho lembrou aos colegas que a inscrição para falar no Pequeno Expediente é feita até o início da sessão. Quando a reunião começar, estará disponível apenas o livro do Grande Expediente.

A sessão primeira sessão ordinária do ano, teve 18 projetos, todos aprovados por unanimidade dos presentes. Faltaram os vereadores Antônio do Lázaro, Paulo Vitor da Silva e Itamar Diniz. Eles participaram no domingo (01) em Brasilia da posse do deputado federal Diego Andrade (PSD-MG).

COMPARTILHAR

Comentários